Proibição de cigarro em locais públicos evitou a morte de 15 mil crianças no Brasil, diz Inca

Foto: Cheryl Holt/Pixabay

As medidas restritivas ao cigarro no Brasil evitaram a morte de 15 mil crianças entre 2000 e 2016. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (31), data escolhida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como “Dia Mundial sem Tabaco”. Este é o primeiro estudo que analisou o impacto na medida na saúde infantil brasileira – e também em um país em desenvolvimento.

O artigo é assinado pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), e por cientistas do Imperial College of London e do Centro Médico Erasmus da Holanda. Os autores reforçam a necessidade de a medida ser adotada por outros países – apenas 20% da população mundial está protegida por medidas públicas de controle ao fumo. Ainda no útero, a exposição do bebê às substâncias do cigarro pode causar problemas de desenvolvimento, um parto prematuro ou um nascimento com peso abaixo da média.

De acordo com o G1, os bebês também são afetados após o parto, com um maior risco de infecções respiratórias, asma e morte súbita. Para chegar aos resultados do estudo, os pesquisadores analisaram dados de todos os nascidos vivos, óbitos infantis e mortes neonatais no Brasil entre 2000 e 2016.

Bandeira tarifária das contas de luz em junho será verde

Foto: Reprodução

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou na última sexta-feira (31) que a bandeira tarifária para junho de 2019 será a verde, sem cobrança extra nas contas de luz. Em maio, foi acionada a bandeira amarela, com acréscimo de R$ 1 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

A Aneel disse que, embora junho seja um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do país, “a previsão hidrológica para o mês superou as expectativas, indicando tendência de vazões acima da média histórica para o período” e que, por isso, o cenário foi favorável para a retirada da cobrança extra nas contas de luz.

O cálculo para acionamento das bandeiras tarifárias leva em conta, principalmente, dois fatores: o risco hidrológico e o preço da energia. Segundo a agência, o cenário favorável reduziu o preço da energia para o seu patamar mínimo, o que “diminui os custos relacionados ao risco hidrológico e à geração de energia de fontes termelétricas”, possibilitando a manutenção dos níveis dos principais reservatórios próximos à referência atual.

Assaltante é preso por guarda municipal vestida de princesa

Foto: Divulgação/GM São José-SC

A guarda municipal Daiane Guedes, de 36 anos, havia acabado de sair de uma apresentação teatral sobre educação no trânsito, em São José, na Grande Florianópolis, quando flagrou um roubo. Ainda vestida como Princesa Esmeralda, ela deu voz de prisão ao ladrão.

O caso inusitado ocorreu na tarde desta sexta-feira (31). “Fiquei surpresa com a situação, claro. Foi muito atípico”, contou a guarda, que também é atriz. A peça de teatro foi encenada no Centro de Atenção aos Idosos (Cati), na Avenida Beira-Mar, como parte de um seminário de educação no trânsito como programação do Maio Amarelo, de prevenção a acidentes de trânsito.

Daiane conta que deixou o espaço e pegou a viatura descaracterizada com intenção de ira uma base da Guarda Municipal, a cerca de cinco minutos dali, para buscar o uniforme de trabalho que tinha deixado lá. Continue Reading