“ARRAIÁ DA CIDADANIA” EM JACARACI – BA

Por Thiago Braga

Baile na roça

Hoje, 19 de Junho 2019, Centro Educacional Municipal Julieta Cardoso David realizou encerramento do semestre letivo. Animado “arraiá”, seguido de brincadeiras regadas com suco, bolo e chá de amendoim servidos aos presentes. Aproveitando o viés artístico dos festejos juninos, a escola quis oferecer atividade lúdica, voltada ao bem comum. Momento de descontração para alunos, professores, zeladores e pessoal administrativo. A unidade de ensino entra em recesso a partir desta data. Continue Reading

Grávidas ficam mais sensíveis a ameaças que se aproximam da barriga no fim da gestação

Foto: Reprodução/FreePik

Grávidas nos três últimos meses da gestação ficam mais protetoras com tudo que se aproxima da barriga. A constatação foi feita a partir de um o estudo publicado em uma revista especializada na semana passada. Segundo a pesquisa, o cérebro se adapta às modificações do corpo e aumenta a percepção de espaço e de sons.

Dessa forma, a mulher passa a ter uma reação mais rápida a elementos potencialmente perigosos que se aproximem da barriga dela. A ciência pra revelou que todas as pessoas possuem o chamado “espaço peripessoal”, que se trata da zona ao redor do corpo e que a aproximação de qualquer objeto desperta respostas de defesa no organismo.

O estudo aponta que no caso das grávidas há um aumento do “espaço peripessoal”, provavelmente proteger o feto. O cérebro percebe então que o corpo adquiriu rapidamente outra forma, com o crescimento da barriga, e amplia a bolha de proteção.

Para chegarem a essa conclusão, foram feitos testes de reação a estímulos táteis e auditivos, a diferentes distâncias das mulheres. Segundo o G1, elas foram divididas em três grupos: grávidas no segundo trimestre da gestação, no terceiro e nos primeiros meses do pós-parto. Os resultados foram comparados a não-gestantes. Apenas as que estavam no terceiro trimestre demonstraram alteração nas percepções sensoriais.

Canção de músico brumadense é selecionada para o 14º Festival da Música Brasileira de Paracatu

Foto: Divulgação

Na última segunda-feira (17), a Comissão de Música do Festival do Patrimônio Cultural de Paracatu 2019 divulgou as canções classificadas para o 14º Festival da Música Brasileira de Paracatu, que integra a programação oficial do 6º Festival do Patrimônio Cultural.

No total, 15 composições de artistas de diversos estados foram selecionadas. A canção Alma Poeta, do músico brumadense Ígor Murilo, foi uma das classificadas e concorrerá ao prêmio de R$ 7 mil do concurso.

O segundo e terceiro lugares receberão R$ 5 mil e R$ 3 mil, respectivamente. Também serão premiadas a melhor música eleita pelo público, melhor letra e melhor intérprete, recebendo R$ 1 mil cada. O festival acontece nos dias 5 e 6 de julho, na cidade de Paracatu.

Prefeito de Caculé defende reforma política com unificação das eleições e mandato único de cinco anos

Foto: Beto Maradona

O prefeito da cidade de Caculé, José Roberto Neves (DEM), Beto Maradona, defendeu a unificação das eleições e o mandato único de prefeito para cinco anos. “Os municípios e a classe política não estão suportando eleições de dois em dois anos. Isso tem dificultado muito a vida dos municípios e requer um gasto muito grande com as eleições.

Também gera muitos transtornos para as gestões como um todo”, avaliou. Segundo Maradona, a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e a União dos Prefeitos da Bahia (UPB) estão buscando junto ao Congresso Nacional a unificação dos mandatos.

Conforme explicou, não se trata de estender o mandato, mas sim unificá-los, sem possibilidade de reeleição. “Que os deputados federais resolvam isso pra que a gente possa ter uma eleição só no país e que ela seja de cinco em cinco anos.

Essa é a nossa luta agora. De dois em dois anos temos uma transição de governo, demora quase um ano para o governo novo se ajustar e isso causa muitos prejuízos”, reforçou.

Operação da PF prende prefeito de Florianópolis

Prefeito de Florianópolis Gean Loureiro (sem partido, ex-MDB) Foto: Savio Hermano/G1

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (sem partido, ex-MDB), foi preso na manhã desta terça-feira (18) durante a Operação “Chabu”, deflagrada pela Polícia Federal. A operação tem como objetivo desarticular uma organização que violava sigilo de operações policiais em Santa Catarina.

Até a publicação desta reportagem, a polícia não havia informado os crimes dos quais o prefeito é suspeito e qual é o envolvimento dele no esquema. O Ministério Público Federal disse que não tinha informações sobre as investigações até as 12h.

De acordo com o G1, ao todo 30 mandados são cumpridos, sendo 23 de busca e apreensão e sete de prisão temporária, expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre (RS). O processo corre em segredo de Justiça.

A operação foi deflagrada pela PF de Brasília. Até as 12h30, não havia balanço dos trabalhos realizados. De acordo com a PF, foi apurado que a organização criminosa envolvia políticos, empresários, e servidores da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF).