Author: Redação

Estudantes indiciados pela polícia faziam rifas de cobras em faculdade

Pedro Henrique, a mãe e o padastro dele responderão por tráfico de animais e associação criminosa. Outras oito pessoas também foram indiciadas por crimes ambientais e fraude processual, entre elas uma professora e um policial militar

(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) concluiu que Pedro Henrique Krambeck Lehmkul, de 22 anos, participava de um esquema ilegal de tráfico de animais silvestres desde 2017. O estudante de medicina veterinária, picado por uma naja kaouthia em 7 de julho, não era simplesmente um ‘mero colecionador de cobras’, mas comprava os animais de outros estados do país e os revendia para ganhar dinheiro, como revelaram as investigações conduzidas pela 14ª Delegacia de Polícia (Gama).

Além do jovem, outras 10 pessoas foram indiciadas pelos crimes de tráfico, associação criminosa, maus-tratos, prevaricação e fraude processual. Pedro Henrique pode ser condenado a até 30 anos de prisão, bem como a mãe e o padrasto dele. A pena dos demais envolvidos varia entre seis meses a oito anos de detenção. Continue lendo

Obra de pavimentação na BA-263 beneficiará moradores do sudoeste baiano

Foto – Divulgação

A obra de pavimentação asfáltica m 20,8 km da BA-263, entre os municípios de Licínio de Almeida e Urandi, está em andamento no sudoeste baiano. Os serviços estão com 35% de execução e devem ser finalizados no mês de dezembro.

A nova via reduzirá o tempo de viagem entre as duas cidades para cerca de 30 minutos e beneficiará o transporte dos moradores de Caculé, Mortugaba, Jacaraci, Condeúba, além de Licínio de Almeida, em direção à Guanambi e ao sudeste do país.

Ministro da Saúde diz que vacina de Oxford é a melhor opção até agora

Foto – Carolina Antunes

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse nesta quinta-feira (13) que a melhor opção de vacina, até agora, é a de Oxford. “Eu posso apensar aos senhores que a AstraZeneca, com Oxford, é ainda a nossa melhor opção, nós estamos nela”, afirmou durante audiência pública na Comissão Mista do Congresso que fiscaliza as ações do governo no combate à pandemia de covid-19.

O Brasil assinou um acordo de US$ 100 milhões com a AstraZeneca-Oxford, que também prevê transferência de tecnologia para a produção da vacina no Brasil. Outras instituições brasileiras também estão colaborando com grandes empresas farmacêuticas internacionais para pesquisa e desenvolvimento de uma vacina para covid-19.

“Vamos fazer a contratação, eu acredito, até sexta-feira, com o empenho de recursos para a empresa AstraZeneca, junto à Fiocruz. Essa é a mais promissora, mas não deixamos de estar atentos a todas as outras”, disse Pazuello.

Devido a pandemia, missa da 1ª festa no dia da Santa Dulce dos Pobres tem poucas pessoas

Foto/Reprodução – Sérgio Pinheiro / TV Bahia

Na manhã desta quinta-feira (13), foi realizada no Santuário localizado no Largo de Roma, em Salvador, a missa solene da primeira festa em honra à Santa Dulce dos Pobres. De acordo com informações do G1, este ano, por causa da pandemia da Covid-19, o templo religioso contou com poucas pessoas. Entre elas, o prefeito de Salvador, ACM Neto, a superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), Maria Rita Lopes Pontes, além de religiosos, alguns funcionários da Osid e a imprensa.

A missa foi ministrada pelo novo arcebispo de Salvador, Dom Sérgio da Rocha, que pela primeira vez realizou uma celebração eucarística no Santuário de Dulce dos Pobres. Também participaram do momento eucarístico o reitor do santuário, o frei Giovanni Messias, e outros religiosos. A celebração começou por volta das 9h, como tinha sido previsto e anunciado pela Osid.

No início da celebração eucarística, ocorreu a procissão de entrada e, logo em seguida, o cântico do Hino à Santa Dulce. Ao final da missa, uma mulher, vestida como hábito semelhante ao da santa, tocou no acordeom a canção “Alecrim Dourado”, que Irmã Dulce gostava muito. Maria Rita, nome de batismo da santa, era uma admiradora da música e chegou a tocar acordeom.

Irmã Dulce foi canonizada pela Igreja Católica em 2019, tornando-se a primeira santa do nosso tempo nascida no Brasil. Entretanto, desde que foi beatificada, em 2011, o dia de Irmã Dulce é celebrado em 13 de agosto. Isso porque foi em 13 de agosto de 1933 que ela recebeu o hábito de freira e adotou o nome pelo qual ficou conhecida.

Padre é diagnosticado com Covid-19 em Vitória da Conquista

Foto: Reprodução/TV Sudoeste

O padre Valmir Neves Silva, pároco da paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz e São Vicente de Paulo, em Vitória da Conquista, foi diagnosticado com a Covid-19. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (12), pelo G1.

Padre Valmir está internado no Hospital Samur para um melhor monitoramento do estado clínico. A arquidiocese informou que as pessoas que tiveram contato com o pároco nos últimos dias estão sendo monitoradas pela Secretaria de Saúde do Município.

Condeúba/Legislativo: Realizada a 20ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal, com denuncias da oposição

POR Cleyton Silveira

Os vereadores todos portando máscaras (exceto no momento das leituras), eles estão usando também, um espaço improvisado à frente do Plenário para ficar com maior distância entre si, conforme recomendações da Vigilância Epidemiológica

PEQUENO EXPEDIENTE: Nesta quinta-feira dia 13 de agosto de 2020, foi realizada a 20ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Condeúba, que teve seu início às 17:00 hs., e término às 18h35min., com a entoação do Hino Nacional, seguido foi o momento de reflexão feito pelo vereador José Reis (PSB), em seguida todos rezaram a oração do Pai Nosso. Pela ordem, o Presidente Maurilo vendo que havia numero legal, declarou aberta a Sessão. Na sequencia foi feito:

• Leitura da ata da sessão anterior;
• Leitura do oficio nº 028/2020 – Remete anexo às redações finais dos Projetos 012 e 013/2020, aprovados na última sessão.
• Leitura da Indicação nº 023/2020 – Indica a construção de sistema de água interligando a barragem do Riacho Seco ao sistema do Tamboril. Autor, vereador Reginaldo Sobrinho do Nascimento.
• Leitura do Projeto de Lei nº 020/2020 – “Denomina Logradouro público e dá outras providências” autor, vereador Arlindo da Silva Cruz.
• Leitura da ata nº 016 da reunião da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final e da Comissão de Orçamento, Finanças, Economia, Obras e Serviços Públicos ao Projeto de Resolução nº 002/2020;
• Leitura do Parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final e da Comissão de Orçamento, Finanças, Economia, Obras e Serviços Públicos ao Projeto de Resolução nº 002/2020 – Trata-se do Projeto de Resolução que: “Regulamenta o pagamento do décimo terceiro salário aos agentes políticos do Legislativo Municipal de Condeúba e da outras providências”. Mesa diretora.
• Leitura da ata nº 017 da reunião da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final ao Projeto de Lei nº 014/2020

Leitura do Parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final ao Projeto de Lei nº 014/2020 – “Denomina Logradouro público e dá outras providências”. Autor vereador Arlindo da Silva Cruz”.
• Leitura da ata nº 018 da reunião da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final ao Projeto de Lei nº 015/2020;
• Leitura do Parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final ao Projeto de Lei nº 015/2020 – “Denomina Logradouro público e dá outras providências”. Autor, vereador Arlindo da Silva Cruz. Continue lendo

Condeúba: Eleita a nova diretoria da Central das Associações

POR Cleyton Silveira

Nova Diretoria da Central das Associações que terá o mandato de dois anos a partir de 12/8/2020 a 12/8/2022

Na manhã desta quarta-feira dia 12 de agosto de 2020, foi realizada a eleição e posse da nova diretoria da Central das Associações de Condeúba. Essa tradicional e importantíssima entidade que tem verdadeiramente representação junto a sociedade civil organizada do nosso município, a qual foi fundada há 18 anos, precisamente em 9 de abril de 2002. Houve dois candidatos para o cargo de presidente, sendo eles Antônio José da Rocha e Jeovane José Novais.

A eleição foi feita por voto secreto como determina o estatuto da entidade. O resultado apurado foi 12 votos para o candidato Antônio José da Rocha que pertence a Associação do Pé da Ladeira e 7 votos para o então candidato Jeovane José Novais que é da Associação do Bem-ti-vi e Raposa.

Composição da Nova Diretoria: 

Presidente: Antônio José da Rocha da Associação do Pé da Ladeira
Vice-Presidente: José Marques de Brito – Associação do Corisco
1º Secretário: José José Aparecido Pereira – Assoc. Sapé/Sossego
2º Secretário: Fernando Grama Moreira – Associação São Domingos
1º Tesoureiro: Manoel José Pereira Neto – Associação Cerquinha
2º Tesoureiro: Luzia Rocha Brito – Associação Lagoa do Barro
Conselho Fiscal Efetivo:
1 – José Alves Pereira popular (Zezo) – Assoc. dos Morrinhos de Farias
2 – Jeovane José Novais – Associação Bem-ti-vi e Raposa
3 – Vanda da Silva Barros Vieira – Associação do Mangarito
Conselho Fiscal Suplente:
1 – Elizeu Soares Moreira – Associação Riacho Seco  dos Brejinhos
2 – Sandra Soares Crus de Sousa – Assoc. Riacho Seco de Gerosino
3 – Maria Helena Sena Oliveira – Associação Boa Vista e Carranca.
NOTA: Os organizadores do evento seguiu todos os cuidados determinados de orientação da Vigilância Epidemiológica em que vivemos nesta pandemia do coronavírus COVID-19, foi colocado água e sabão para lavar as mãos, disponibilizado álcool gel e colocado as cadeiras 1.5 metros de distância para evitar aglomerações, todos usando mascara e também evitou de servir café e alimentos.

Continue lendo

Males seculares

Onaldo Queiroga

Amanhece o dia e vislumbramos que a estiagem faz morada em grande parte do território nordestino. Com um calor insuportável, homens e animais sofrem diante da falta d’água. São Riachos, açudes e barragens secos ou com pouca água, que, certamente, diante do poder do Sol, também ficaram vazios, transformados em um enorme solo rachado. Esperança e sonhos o nordestino sempre carregou e carregará consigo, no entanto, é triste ver a fome e a sede, impiedosamente, aniquilar nossos semelhantes.

Os olhares da seca são como navalhas afiadas, que, no deserto do abandono, cortam pele e corações, fazem o verde da esperança transmudar para um mundo cinzento, desolado, esquecido e devorado pela miséria. É a vida de gado tão decantada do poeta Zé Ramalho, onde seres humanos vagueiam como molambos diante da fúria a estiagem. Mas, com uma fé inquebrantável, esse povo chamado Nordeste, ainda, caminha na travessia da perseverança, fugindo dos males seculares que assombram a sua própria existência. Como bem já afirmou Leandro Flores:“…somos retirantes em pleno Século XXI. Fugindo dos mesmos problemas, convivendo com as mesmas situações, alimentando os mesmos ideais e sempre, sem nunca resolver o que realmente precisa no sertão: a fome educacional”.

O fato é que vivenciamos uma das maiores secas dos últimos 50 anos. Segundo Naidson Batista, coordenador da ASA (Articulação do Semiárido), do Estado de Pernambuco, o aspecto de extremo sofrimento do povo nordestino não é fruto exclusivamente da estiagem, mas também da ausência de planejamento de políticas públicas de convivência com o clima do semiárido. Não basta, por exemplo, a construção de barragens, cisternas e adutoras. Na nossa visão, é necessária a implantação de uma vasta política de infraestruturas hídricas e produtivas, além de um controle efetivo da liberação da água armazenada nas barragens e açudes que abastecem todas as comunidades e também servem para irrigação de plantações, pois, só assim, poderemos conviver de forma menos traumática com esses constantes períodos de seca.

Falamos muito de eleições, de políticas partidárias, que fulano será o candidato, que ele será eleito e que beltrano perderá. Urge, contudo, voltar os olhares para uma discussão ampla sobre os problemas da seca, no propósito de efetivar ações que possam mudar esse quadro de sofrimento do nordestino. É preciso ter fé e acreditar que Deus fará jorrar as chuvas da esperança. Porém, impõe-se mudança imediata em nosso agir, senão o vento da estiagem continuará assoviando corrupção, sede e miséria.

Onaldo Queiroga – Escritor pombalense e Juiz de Direito da 5ª Vara Cível de João Pessoa PB onaldoqueiroga@oi.com.br

Bahia é vice-líder na geração de energia eólica do país e Nordeste tem produção recorde

Foto: Lay Amorim

Com a Bahia na vice-liderança na geração de energia eólica do país, o Nordeste bateu novo recorde de produção neste mês de agosto. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a energia produzida na região seria suficiente para atender 93,8% da demanda do Nordeste durante 30 dias.

De acordo com o G1, no período de uma semana, foram registrados quatro recordes de geração média da energia e, na sexta-feira (7), mais um, quando os sistemas apontaram que os ventos chegaram a produzir 9.098 megawatts e fator de capacidade de aproximadamente 71,6%, conforme registrou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Além de sexta, foram registrados recordes no dia 2 de agosto, com 8.780 megawatts, no dia 5, com 8.854 megawatts, e no dia 6, com 9.049 megawatts de geração média, equivalente a 94% de toda a carga de todo o Nordeste. Oitos estados do Brasil produzem energia eólica, cinco estão no Nordeste, conforme aponta o ONS.

Os fortes ventos de agosto foram suficientes para atender quase toda a demanda energética da região, e ventos da Bahia mostraram força mais uma vez.

Nos primeiros meses deste ano, a Bahia gerou 31% de energia eólica do país e assumiu a liderança do segmento de energias renováveis, ultrapassando o Rio Grande do Norte na geração de energia eólica.

De acordo com o ONS, a Bahia e o Rio Grande do Norte estão sempre disputando o topo e a diferença de produção entre elas é mínima. Em dez anos, a participação da Bahia na geração eólica, na matriz elétrica no Brasil, cresceu 1.600%.

Em 2010 era 0,5%. Este ano passou para 9,4%. São 171 parques eólicos em operação e mais de 1.300 aerogeradores instalados por toda a Bahia.

Além do centro-sul baiano, os cata-ventos gigantescos se concentram nas regiões do centro-norte e Vale do São Francisco, responsáveis por 66% da geração de energia eólica no estado.