Manoel Gomes, autor de Caneta Azul, registra direitos autorais do hit


O maranhense Manoel Gomes, autor do hit “Caneta azul”, deu início na tarde do dia (28/10/2019), ao processo de registro dos direitos autorais da música que viralizou nos últimos dias.

Manoel se dirigiu a um cartório, acompanhado de seu advogado Arnaldo Gomes, e aproveitou para solicitar também o registro de outra composição de sua autoria, chamada de “Vou Deixar de Ser Besta”.

O cantor e compositor do Manoel Gomes, é natural de Balsas, município que fica a 816 km da capital maranhense.

Desde que foi publicado, o vídeo em que Manoel canta “Caneta Azul” caiu no gosto dos internautas, que não conseguem mais tirar música da cabeça. O que chama atenção no vídeo, além da letra da música, é a forma como o balsense interpreta a canção.

O vídeo original de Caneta Azul no YouTube já tem quase 3 milhões de visualizações. Confira:

Caneta-Azul conta a história de quando Manoel perdeu a sua caneta azul a caminho da escola, que segundo ele, estava marcada com suas ‘letras’.

Depois do vídeo versão original ter viralizado, diversas outras versões da canção já estão circulando nas redes sociais, desde forró até remixado.

Artistas como Rodrigo Faro, Simone (da dupla Simone e Simaria), Léo Magalhães, Taty Vaqueira, Ray do Saia Rodada e vários outros já reproduziram em suas redes sociais o sucesso da “Caneta-Azul”.

Condeúba/Dist. Alegre: O Espaço Cultural Laurinda e José proporcionou bons momentos culturais neste domingo (10/11)

 Por Joandina Maria de Carvalho

O Espaço Cultural Laurinda e José recebeu neste fim de semana o grande artista condeubense Claudio Novaes

Nas tardes do segundo domingo de cada mês tem acontecido no Espaço Cultural Laurinda e José no Distrito do Alegre – Condeúba – Ba, momentos culturais abertos a comunidade. Nesse mês de novembro, as atrações foram o musico Claudio Novais e o poeta Antônio Santana. Ambos apresentaram o que há de melhor deixando felizes as pessoas presentes.

Alana, Duda e Santana recitaram poesias que estão no mais recente livro do autor: palavras de um poeta – sonhos e realidade. O artista Claudio Novaes, por sua vez, possibilitou que os presentes viajassem no mundo da música. Cantando canções de Raul Seixas, Gilberto Gil, Xangai, Milionário e José Rico, Padre Zezinho, entre outros, o artista demonstrou sintonia com o público presente. Continue Reading

CONFORMADOS COM O FARELO DA CASA GRANDE

Levon Nascimento

Dia desses, num espaço público da cidade, eu lia um panfleto deixado propositalmente para que as pessoas o levassem de graça, publicado por um proletário que se contenta em beliscar os farelos que lhe caem da mesa da Casa Grande local. Lamentando, ele afirmava que o Presidente (assim mesmo, com “p” maiúsculo) recebe críticas injustas, xingamentos e acusações de gente que torce para que o Brasil não dê certo. Mais: que não se pode atacar daquele jeito o chefe da pátria (com “p” minúsculo, escreveu), que deve reagir com bravura. AI-5?

Lembrei-me na hora de que o dito escritor não se incomodou quando o ex-presidente Lula tornou-se vítima (e ainda é) de bullying por ter perdido um dedo da mão no chão de fábrica, nem quando a ex-presidenta Dilma, xingada aos palavrões pela classe média paulista na abertura da Copa do Mundo de 2014, foi caricaturizada nas tampas do reservatório de combustível dos carros, a simular um estupro, no tempo em que o litro da gasolina ainda custava R$ 2,80 e o botijão de gás de cozinha se comercializava a R$ 40,00. Antes pelo contrário, ele aplaudiu e justificou: “o gigante acordou!” Continue Reading

Sinestesia: Primeiro álbum autoral da dupla Alta Frequência Rap já está disponível em todos os aplicativos musicais

Ryã e Akil: Alta Frequência Rap. Foto: Divulgação.

Akil e Ryã. É assim que Alan Barros e Ryan Lincon escolheram ser chamados desde que a parceria, o esforço e o talento promissor de ambos tornaram realidade um sonho que surgiu de trabalhos e brincadeiras no Colégio. Esse sonho é o Alta Frequência Rap.

Naturais do município de Cordeiros, os jovens revelam em suas músicas uma grande capacidade criativa dentro do gênero. Em suas letras, a realidade da juventude e suas complexidades diárias. Além das composições, a dupla performa com carisma, simpatia e segurança quando em suas apresentações musicais para o público.

Tudo isso convergiu no lançamento do primeiro álbum autoral do Alta Frequência Rap. Intitulado Sinestesia, o trabalho, segundo a dupla, é resultado de um misto de sensações e estilos dentro do gênero musical por meio do qual escolheram se expressar. “Através das nossas letras autorais as pessoas podem descobrir respostas ou se confortar com a mensagem. O Rap é ritmo e poesia e a poesia é para a gente escrever o que vê e sente”, pontuou Alan Barros ou apenas Akil.

De acordo com Ryan Lincon, o álbum fala sobre algumas mazelas, sobre o que acontece à sua volta, mas não é formado apenas por músicas críticas, mas também por canções românticas. “No Rap, a gente coloca sentimentos para escrever e a música pode ser muito importante para quem está ouvindo naquele momento”, declarou o jovem artista.

Quem faz questão de exaltar o trabalho dos jovens artistas é Nivaldo Santos, pai de Akil e responsável legal pela dupla. Segundo ele, o projeto Alta Freqüência Rap mostra que o ambiente escolar gera transformações nos seres humanos, principalmente na juventude que possui muita potencialidade e as mais diversas habilidades. “Basta acreditar e possibilitar que seus sonhos possam ser realizados, principalmente num momento de tantas turbulências que afligem os jovens, especialmente os que vivem nas periferias do sistema capitalista/dominante, levando-os aos caminhos das facilidades supérfluas como a criminalidade nas mais diversas formas. Acabam só mostrando o lado da desagregação e comprometendo o futuro de uma juventude promissora. Sou um entusiasta e defensor dessa galera que serão nossos representantes do futuro”, disse.

O albúm Sinestesia está disponível no Deezer, Apple Music, Spotify, Google Play e ONErpm. Outras informações e novidades sobre o Alta Frequência RAP, como locais e datas de shows, podem ser conferidas no site oficial ou acompanhando o Instagram, Twitter, página no Facebook e Canal no Youtube da dupla.

Expressão

COMO SE EXPLICA A POBREZA NO BRASIL?

Antônio Santana – professor, escritor e poeta.

A pobreza no Brasil pode ser encontrada por diversos fatores: um dos mais impactantes é a má distribuição de renda, que acaba gerando em grande proporção uma cruel desigualdade social. Outra situação que nos preocupa, é a ausência de políticas públicas direcionadas eficazmente à educação, à saúde, à arte, à cultura, entre outras questões de interesse social.

Vale ressaltar, que nos últimos anos o Brasil teve uma melhora substancial, porém pouco tem avançado nas referidas situações acima expostas de acordo com o que preconiza a Constituição Federal de 1988, que expressa os direitos e os deveres sociais de seu povo. Entretanto, sem as seguridade e o cumprimento dos direitos constitucionais de cidadãs e cidadãos, fica cada vez mais difícil se viver dignamente no Brasil.

É necessário que gestores públicos das três esferas governamentais do nosso país, façam um esforço para tirar do papel as Leis e colocá-las em prática e atender aos anseios constitucionais de uma nação. A pobreza, é ainda, fruto da desestruturação espacial de uma divisão territorial, intencional e desigual de uma herança herdada num processo de Descobrimento do Brasil, em 1500, pelos portugueses.

Vale lembrar que, a partir do êxodo rural em que famílias inteiras migraram do campo para as cidades em busca de sonhos, realizações, melhor condição de vida para os filhos, ( frustrações), e isso fez com que aumentasse as populações das grandes cidades que oferecem mais dificuldades do que oportunidades.

O resultado de tudo isso proporcionou o desemprego, a violência, a falta ou péssima moradia, invasão das drogas lícitas e ilícitas que atinge principalmente parte dos jovens como categoria vulnerável talvez pela ausência de um lar estruturado, ausência de uma educação que transformada a essa parcela da sociedade, dificuldade de acesso a serviços públicos essenciais à vida, bem como outros fatores determinantes para o aumento da pobreza no Brasil.

Diante do exposto, vejo uma possível solução a médio e longo prazo para se não resolver em definitivo o problema da pobreza, mas amenizar a dor, a falta de esperança e o desespero desse público-alvo em questão. Os governos federal, estadual e municipal deveriam ou ( poderiam) atrair investimentos nacionais e internacionais para industrializar o interior do país, gerando oportunidades de emprego e renda sem a necessidade de jovens e adultos deixarem suas próprias cidades e estados de origem.

Acredito que por meio de um ensino de qualidade, preparando bem o indivíduo para o mercado de trabalho e oportunidade de emprego sólido e com garantias trabalhistas, é que o Brasil de fato voltará a crescer e a se desenvolver.

Condeúba/Distrito do Alegre: Show Musical com Cláudio Novaes no Espaço Cultural Laurinda e José

O Espaço Cultural Laurinda e José localizado no Distrito do Alegre, tem proporcionado bons momentos para a Comunidade e visitantes, sempre uma vez por mês num domingo no período da tarde, há show musical com artistas da terra. No próximo domingo haverá exibição do nosso querido músico o talentoso Claudio Novaes.

As cardiopatias humana

Por Edtattoo

No momento as maiores pandemias refere se a falta de compreensão sobre uma visão distorcida que a sociedade mostra, “as cardeopatias, as manifestações cancerigenas dentre outras carcomendo a sociedade que não conseguem ver”.

Precisamos compreender o dia, reinventar e perpetuar à vida, observando os que choram em silêncio. Na alucinação real que nos mostra a dor, por medo criamos a fantasia e depositamos valor absoluto. Bem relativo às escolhas que fazemos para seguir. Precisamos do exemplo para que sejamos direcionados ao caminho de luz e paz.

Não existe fórmula mágica para a vida. Pois nós somos o mundo, existem formas de transformar essa fantasia de pensar em verdade.
Os erros cometidos antes fazem parte desse caminho, somos hoje parte de tudo que o universo permite, e precisamos continuar à acreditar, a vida é uma ótica equivocada de nossa consciência, precisamos interpretar de forma simples. Vendo em sua simplicidade a descoberta de tudo aquilo que se faz belo.

“Ninguém é tão alguém que não precise de ninguém”.
Defenda seu direito com amor e respeito, todos nós temos uma visão sobre a realidade que vemos, mas, precisamos observar a realidade do outro e tentar interpretar essa nova visão. Pois precisamos apoiar o direito de pensamento, embora não concordemos com o mesmo. Quando o homem descobrir quem o é, o deixará de ser.

Sem querer quis demais

Edtattoo

Sem querer quis demais
Sem temer sentir
Sem mentir fui a metade que sofria
Sem sofrer pode ver a dor congelante da noite
Sem temor senti que a dor do ontem me faz refletir
Sem delongas refaço o caminho de mina alma em busca de redenção.
Sejas com pressa a rainha de meu mundo
Ó vida ingrata, sei que perdi um pedaço meu quando procurei interpretar você
Mas permita que meu eu se revele, e o amor que era breve seja o desabrochar sem dor.
Aqui sentindo o frio que entra pela fresta da janela sofro a dor de não ter o sabor em gotas , nem o brilho dos olhos de quem amo.
Ela (vida) é metade sem medida na dor em transe que sentes,
Libertem se desse labirinto e leve nos ao encontro de seus lábios de pronúncia que cura, e a descoberta da através dos olhos da vida.

Condeúba: Secretaria de Cultura, Desporto e Lazer homenageará alguns ex-funcionários públicos

A Prefeitura Municipal de Condeúba, através da Secretaria de Cultura, Desporto e Lazer convida todos os professores e demais servidores públicos, para prestigiar algumas homenagens que a Secretaria fará aos ex-servidores, pelos seus bons trabalhos prestados à população. O evento será realizado na Praça Santo Antônio, na próxima sexta-feira (01), às 20:00 horas.

OS HOMENAGEADOS: Professoras Terezinha Maria Teixeira de Souza, Eunice Pinheiro de Castro, Rita Farias Terêncio de Oliveira, Ariadne Vianice Terêncio Costa, Elizabete de Novaes Patente (Bebezinha), Maria das Graças Vieira Novaes, Edna Alves de Carvalho, Dulce Farias de Oliveira, Margarida Maria Ferreira da Silva, Laura Ferreira de Sousa e Dalva  Paiva além da ex-funcionária pública Senhora Lizete Maria de Sousa.