Categoria: Cultura

Condeúba: Elaine Maria foi a grande vencedora do 1º Festival de Música Organizado pela Secretaria Municipal de Cultura

 

A cantora e compositora Elaine Maria

O “Canto das Três Raças” foi composto por Mauro Duarte (música) e Paulo César Pinheiro (letra) com o intuito de ser um samba-enredo para a Portela, o que não aconteceu. Clara Nunes gravou a canção no LP Clara, de 1976, alcançando grande sucesso nacional.

No primeiro festival organizado pela Secretaria Municipal de Cultura de Condeúba, que foi realizado no dia 9 de outubro de 2021, concorreram 17 candidatos. A grande vencedora foi a cantora Elaine Maria, interpretando a canção “Canto das Três Raças”.

Elaine Maria, tem 27 anos, solteira, natural de Condeúba, Cantora, compositora, fotógrafa. Artista da Terra. Segundo declarou Elaine: “Tenho a arte como um presente, um dom de Deus em minha vida e sou muito grata por isso. Já participei de diversos eventos onde cantei, fiz shows particulares, no entanto a maioria deles foram em cerimônia de casamento. E tenho sonho de um dia ainda poder viver da minha arte e pela minha arte com a graça de Deus”, afirmou a grande vencedora do festival da Cultura de Condeúba, Elaine Maria.

Gosto muito da frase de uma canção de Osvaldo Montenegro que diz: “Que a arte me aponte um caminho, mesmo que ela mesma não saiba”.

O CANTO DAS TRÊS RAÇAS

Ninguém ouviu
Um soluçar de dor
No canto do Brasil

Um lamento triste
Sempre ecoou
Desde que o índio guerreiro
Foi pro cativeiro
E de lá cantou

Negro entoou
Um canto de revolta pelos ares
No Quilombo dos Palmares
Onde se refugiou
Fora a luta dos Inconfidentes
Pela quebra das correntes
Nada adiantou

E de guerra em paz
De paz em guerra
Todo o povo dessa terra
Quando pode cantar
Canta de dor

E ecoa noite e dia
É ensurdecedor
Ai, mas que agonia
O canto do trabalhador
Esse canto que devia
Ser um canto de alegria
Soa apenas
Como um soluçar de dor

Veja o vídeo de Elaine Maria no Festival de Condeúba:

Cordeiros: Lançamento do livro “Acepção” pelo Prof. Levon Nascimento


Acontece no próximo dia 22 de outubro em Cordeiros na Câmara Municipal de vereadores a partir das 19 horas lançamento do livro Acepção.
Do escritor cordeirense Professor Levon Nascimento.
Apoio: Câmara Municipal de Vereadores e Secretaria Municipal de Educação.
Organização: Grupo Leitura que Cativa.

20 De Outubro – Dia Do Poeta

 

Poeta Castro Alves

Esta data celebra uma justa e inequívoca homenagem a esse ser fabuloso que nos traduz a vida. Que usa de sua criatividade, inspiração e talento para descrever os sentimentos, a natureza, os comportamentos humanos e as danações do tempo.

O objetivo principal desta data comemorativa é incentivar a leitura, a escrita e a produção de obras nacionais. Sabe-se que o setor artístico-literário é um campo restrito, com pouco ou quase nenhum investimento público, sobretudo para aqueles pequenos e médios escritores (poetas, romancistas, contistas, etc) que muitas vezes, precisam arcar de maneira desproporcional com a sua publicação (nós aqui da NS PUBLICAÇÕES temos incentivos, descontos especiais, orientações, para escritores que desejam publicar pela primeira vez). Saiba mais.

O Brasil tem produzido, ao longo destes séculos, centenas de poetas/escritores que são lidos e admirados em todo mundo, a exemplo de Machado de Assis, Castro Alves, Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Jorge Amado, Graciliano Ramos, Milton Hatoum, Chico Buarque, Carlos Drummond de Andrade, entre outros.

Origem do Dia do Poeta

O Dia Nacional do Poeta é uma comemoração extraoficial, ou seja, não faz parte institucionalmente do calendário oficial brasileiro.

Porém, a data foi escolhida, a partir do surgimento em 20 de outubro de 1976, em São Paulo, do Movimento Poético Nacional, que aconteceu na casa do jornalista, romancista, advogado e pintor brasileiro Paulo Menotti Del Picchia.

O Dia Nacional da Poesia, é comemorado oficialmente em 31 de outubro, através da lei 13.131, de 3 de janeiro de 2015. A escolha desta data é uma homenagem ao nascimento do poeta Carlos Drummond de Andrade.

– Antes da criação da lei, porém, o Dia Nacional da Poesia era celebrado em 14 de março, de forma não-oficial, era uma homenagem ao poeta brasileiro, Castro Alves, que nasceu em 14 de março de 1847.

– Já o Dia Mundial da Poesia é celebrado em 21 de março. A data foi criada durante a XXX Conferência Geral da UNESCO, em 16 de novembro de 1999.

Alguns poemas e frases de poetas clássicos e modernos para homenagear este momento

Oh! Bendito o que semeia
Livros à mão cheia
E manda o povo pensar!
O livro, caindo n’alma
É germe – que faz a palma,
É chuva – que faz o mar!

CASTRO ALVES, Espumas Flutuantes, 1870.

“Palavra puxa palavra,
uma ideia traz outra,
e assim se faz um livro,
um governo, ou uma revolução,
alguns dizem mesmo que assim
é que a natureza compôs as suas espécies.”

MACHADO DE ASSIS. Volume de contos. Rio de Janeiro : Garnier, 1884.

Quando eu morder
a palavra,
por favor,
não me apressem,
quero mascar,
rasgar entre os dentes,
a pele, os ossos, o tutano
do verbo,
para assim versejar
o âmago das coisas.

CONCEIÇÃO EVARISTO, “Poemas da recordação e outros movimentos”. Belo Horizonte: Nandyala, 2008.

Quando nasci um anjo esbelto,
desses que tocam trombeta, anunciou:
vai carregar bandeira.
Cargo muito pesado pra mulher,
esta espécie ainda envergonhada.
Aceito os subterfúgios que me cabem,
sem precisar mentir.
Não tão feia que não possa casar,
acho o Rio de Janeiro uma beleza e
ora sim, ora não, creio em parto sem dor.
Mas, o que sinto escrevo. Cumpro a sina.
Inauguro linhagens, fundo reinos
— dor não é amargura.
Minha tristeza não tem pedigree,
já a minha vontade de alegria,
sua raiz vai ao meu mil avô.
Vai ser coxo na vida, é maldição pra homem.

Mulher é desdobrável. Eu sou.

ADÉLIA PRADO, Bagagem. São Paulo: Siciliano. 1993. p. 11.

SER POETA…

Ser poeta é traduzir em palavras
O que sente, às vezes sem sentir.
É viver a dor de alguém
Em um instante que nem sempre dói em si.
O poeta fala tanto de amor que esquece de se apaixonar.
Traduz os sentimentos com tal veracidade
Que acredita realmente amar.
Ser poeta é viver duas vezes,
Uma para morrer, outra para se eternizar.

LEANDRO FLORES, Sorriso de Pedra – A outra face de um poeta, Belo Horizonte, Agilite Publicações e Interatividade, 2014, p. 110.

Maria Bethânia é eleita nova integrante da Academia de Letras da Bahia

Foto: Jorge Bispo

A cantora baiana Maria Bethânia foi eleita nesta segunda-feira (11) a mais nova imortal da Academia de Letras da Bahia (ALB). De acordo com o G1, Bethânia vai ocupar a Cadeira 18, que era ocupada pelo historiador, ensaísta e professor Waldir Freitas Oliveira, que morreu no dia 17 de junho deste ano, aos 92 anos.

A cantora será a 5ª titular da cadeira que tem como patrono o advogado Zacarias de Góes e Vasconcelos. Apesar de Bethânia não ter uma produção literária de destaque, a ALB usou como justificativa para a eleição, o fato da cantora ser “uma defensora das letras”, e “divulgar em seus espetáculos as obras de nomes como Fernando Pessoa, Clarice Lispector, Sophia de Mello Breyner Andresen, Guimarães Rosa entre outros”.

A Academia de Letras da Bahia ainda destacou que Bethânia “escreveu e divulgou textos de sua própria autoria, tendo pontuais incursões na composição”. Nos registros literários, Bethânia aparece como autora de poucas obras, entre elas, Omara & Bethânia – Cuba & Bahia, livro que acompanhou o DVD de mesmo nome, que registrou o encontro da baiana com a cantora cubana Omara Portuondo.

Entre as poucas composições de Bethânia estão canções como Trampolim, Luz da Noite, Pássaro Proibido e Caras e Bocas, todas em parceria com o irmão Caetano Veloso. Além de Carta de Amor, com Paulo César Pinheiro e outras duas composições com Rosinha de Valença, Cana Caiana e Reino Antigo. Nascida em Santo Amaro da Purificação, Maria Bethânia Teles Veloso tem 75 anos e tem mais de 55 anos de carreira na música.

Condeúba tem muitas histórias e muita arte

Professora Joandina Maria de Carvalho

Economia de Francisco/ Economia Criativa são duas ideias que estão impulsionando incentivadores das artes e artesãos em Condeúba. Isso está sendo importante para a comunidade, tendo em vista que o grupo pretende promover eventos e feiras no Alegre e em outros lugares onde houver apoio. Buscam ainda pontos fixos para a comercialização dos produtos de artesãos de diversas comunidades. Para isso, já contam também com o estímulo do SEBRAE, através de Fernando.

A ideia Economia de Francisco traz de volta a importância da Igreja Católica, numa perspectiva ecumênica, se envolver com questões sociais e econômicas. O papa Francisco é um incentivador da volta da esperança e da solidariedade a partir dos pobres. Essa é uma ideia também do educador Paulo Freire, que em 19 de Setembro de 2021 completaria 100 anos. Em seu livro, a Pedagogia do Oprimido, ele diz que “os oprimidos, libertando-se, podem libertar os opressores. Esses, enquanto classes que oprimem, nem libertam, nem se libertam”.

A ideia Economia Criativa incentiva o diálogo entre a cultura e a história numa perspectiva de geração de renda e justiça. Condeúba é um município onde as pessoas tem muitas histórias pra contar e onde o poder público não investe em seu patrimônio histórico cultural.

O grupo “nossos sonhos – regional” surge nessa conjuntura, como mais uma iniciativa de valorização das pessoas enquanto seres humanos com potencial transformador e com possibilidades de colaborar para que haja um diálogo entre comunidades e instituições públicas e privadas. As fotos abaixo demonstram riqueza e convidam a todos para valorização da cultura local e regional.

Fotos: Equipe Economia de Francisco Regional Continue lendo

Condeúba: Secretaria Municipal de Cultura apresenta o primeiro festival musical oficial com artistas da terra

Tabela de premiação dos participantes do 1º Festival Musical Oficial de Condeúba

O primeiro grande festival musical oficial de Condeúba, vai acontecer no próximo sábado dia 9 de outubro a partir das 21:00 horas no Clube de Campo da AABB. O espetáculo será feito pelos artista da nossa terra. Esta foi uma forma inteligente que a Secretaria Municipal de Cultura, encontrou para distribuir uma verba no valor de R$ 23.000,00 (vinte e três mil reais) proveniente da Lei nº 14.017, de 29 de junho de 2020, que ficou batizada por (Lei Aldir Blanc).

A criação do 1º Festival Musical feito com os artistas da terra, vem movimentar não só o meio artístico local, bem como dar uma oportunidade ao público, mesmo que limitado, ver pelo menos 14  artistas se apresentando numa só noite. A premiação será bastante interessante e significativa em tempo de pandemia, conforme tabela acima. Este evento será também transmitido pela página do FACEBOOK da Prefeitura.

Veja a seguir, relação dos nomes dos artistas da terra que participarão do festival

Ney Brandão
Edinho de Lima
Wallison Silva
Marcos Pitta
Jaime Pires
Garotinhas do Forró
Nandinho dos Teclados                                                                        Soares do Forró
Daniela do Alegre
Elaine Maria
Evilin do Alegre
Léo Maria
Silvan Guimarães
Welton Batalha

A Editora Love Jack lança Edital para participar de uma Antologia: Contos de Fadas Natalinos

A editora Love Jack, depois de lançar sua antologia Meu primeiro amor, que está agora em fase de pré-venda, quem interessar entre em contato através do email: editoralovejack@gmail.com e peça o seu exemplar, são contos maravilhosos de autores excepcionais.

E agora vem com mais esta novidade para o Natal, uma maravilhosa antologia com o tema “Contos de Fadas Natalinos”, a inscrição está aberta à todos os amantes da escrita. Abaixo segue o edital para participar da antologia.

EDITAL

ANTOLOGIA: Contos de Fadas Natalinos
EDITORA: Love Jack
ORGANIZADORAS: Célia Paschoal do Nascimento (Ceça) e Regiane David
PRAZO INSCRIÇÕES: De 24 /09/2021 até 31/10/2021
RESULTADO FINAL: 20/11/2021
CUSTO DE INSCRIÇÃO: 10 reais para o autor selecionado-Investimento para custo de edição.

1. DO OBJETO
 Constitui objeto deste edital o recebimento, análise e seleção dos textos no gênero conto e crônicas, em tema ‘Contos de Fadas Natalinos’ que venham expressar a magia do Natal, com seus símbolos e essência, que remete aos mais profundos sentimentos nos corações humanos, principalmente depois de dias difíceis como a humanidade tem vivenciado.
 Obra impressa, no tamanho 14×21 cm com capa colorida e miolo em preto e branco, publicada com o selo de qualidade da Editora Love Jack.

2. DOS REQUISITOS
 Estão aptos a submeter os textos (inéditos ou não) autores brasileiros e estrangeiros, maiores de 18 anos ou menores, com a devida autorização (declaração assinada) de um responsável legal.
 A antologia Contos de Fadas Natalinos será composta por Contos e Crônicas. Os autores possuem total liberdade para criarem seus contos e personagens, entretanto a proposta da coletânea é usar a data natalina como plano de fundo para comporem suas histórias.

3. DA SELEÇÃO
 A seleção dos textos será realizada pelas organizadoras em parceria com a Editora Love Jack;
 Não serão permitidos textos com teor agressivo, preconceituoso, partidários, pornográfico, difamação à etnia, religião ou gênero, que possam ferir a dignidade da pessoa humana. (textos dessa tônica serão desclassificados). Fica livre a organizadora e a equipe da Love Jack a escolha dos contos e crônicas.
 Serão desclassificados os participantes que não atenderem aos requisitos deste edital referente às temáticas propostas como está disposto no item 2.

4. DAS ESPECIFICAÇÕES PARA O ENVIO
Cada conto ou crônica selecionada por meio do edital deverá:
 O autor poderá enviar seu conto ou crônica com no máximo 4 laudas, ultrapassando este limite se comprometerá a pagar uma nova inscrição, ou seja 10 reais e terá direito ao dobro de laudas, sendo no máximo o total de 8 laudas.
 Não há exigência dos contos e crônicas serem inéditos, desde que o direito autoral esteja com o autor e no formato A5.
 Os textos devem ser enviados na fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento 1,0 e o título com início da primeira letra maiúscula (Não serão aceitos textos fora dessa formatação).
 Biografias resumidas, na terceira pessoa, com máximo de 500 caracteres com espaços, impreterivelmente não ultrapassar 10 linhas e uma foto de boa qualidade.
 Os contos devem ser enviados ao e-mail da editora Love Jack (editoralovejack@gmail.com)
 Com o assunto: (antologia de Contos de Fadas Natalinos),
 O título do conto não poderá está nomeado com o titulo da antologia;
 Não envie no corpo do e-mail, mas em Doc (Word).
 Abaixo do texto estará o nome completo do autor, nome da cidade, estado e endereço com CEP para o envio do livro.

5. DA INSCRIÇÃO
 Valor da inscrição R$ 10,00.
 As inscrições iniciam em 24 de setembro de 2021 e seguem até 31 de outubro de 2021.

6. DOS EXEMPLARES
 O autor comprovado na antologia terá total liberdade de escolher em adquirir ou não o exemplar.

7. DO RESULTADO
 Os autores selecionados receberão notificação via e-mail. Teremos também um grupo oficial do WhatsApp criado para informes gerais do projeto sobre a divulgação da obra e participação na antologia.
 Após a divulgação da aprovação dos autores, não faremos substituição de fotos ou textos enviados.
 O autor ao ser selecionado deverá fazer o pagamento do valor estipulado de acordo com o número de laudas, para que sua participação seja formalizada, caso contrário a inscrição será cancelada.

8. DA PUBLICAÇÃO E DIVULGAÇÃO DA OBRA
 A Editora Love Jack realizará uma ampla divulgação do livro nas redes sociais e cada autor terá liberdade de divulgar em suas redes sociais.

9. DA VENDA E DOS DIREITOS AUTORAIS
 Como acreditamos e nosso trabalho reflete essa crença, nossa primeira aspiração é gerar oportunidade a talentosos autores de publicarem seus textos que por vezes ficam no anonimato, engavetados por falta de oportunidades ou espaço no meio literário.
 Assim, nosso objetivo maior nesse projeto é auxiliar os autores na realização de seus sonhos em publicar sua obra
 Em caso de aceite dos textos, o autor participante concede, automaticamente, o direito de uso dos textos à editora Love Jack na publicação da respectiva coletânea. Entretanto, os direitos autorais continuam para cada autor, sendo assim os autores ficam livres para publicar os mesmos textos em outros trabalhos. A editora fica com o direito de venda somente da obra completa. E não pagará ao autor direito autoral de possíveis vendas posteriores por se tratar de uma obra coletiva, num sistema de impressão sob demanda, onde o intuito das vendas é voltado aos autores participantes.
 O autor se responsabiliza pela autoria do texto enviado, isentando a editora Love Jack de qualquer processo, inclusive a reivindicação dos direitos autorais de terceiros ou possível plágio.

10. DISPOSIÇÕES FINAIS
 Quaisquer questões não mencionadas neste regulamento oficial serão tratadas e resolvidas com respaldo da Editora Love Jack e Organizadoras. Este regulamento entra em vigor na data de sua divulgação.