Ordem dos Pastores e Ministros aguarda mais uma semana para liberação de cultos

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

O novo decreto municipal não permitiu a realização de cultos e celebrações religiosas na cidade de Brumado. Após o dia 30 de abril, a decisão será reavaliada pela administração. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, Clóvis Fraga, que preside a Ordem dos Pastores e Ministros de Brumado (Osmeb), disse que a reunião com o prefeito foi bastante produtiva.

“Achamos prudente esperar até o dia 30, quando teremos uma segunda reunião com o prefeito e toda sua equipe para que possamos abrir os nossos templos com mais segurança e propriedade”, avaliou. O pastor afirmou que está confiante de que os cultos poderão voltar a ser realizados, mesmo com algumas limitações diante do enfrentamento ao novo coronavírus.

“Acredito que haverá uma flexibilidade para que as pessoas possam estar congregando e participando ativamente nas igrejas, com cultos fracionados e em horários diferentes. Somos orientadores e os nossos fiéis nos obedecem. Nossos pastores têm domínio com o seu rebanho”, completou.

Missas on-line: Paróquia de Conquista coloca fotos dos fiéis nos bancos

Padre Gerson Bittencourt

Para reduzir a saudade dos fiéis, que desde o dia 18 de março estão impedidos de participar presencialmente das missas em Vitória dá Conquista devido ao novo coronavírus, a Paróquia Nossa Senhora das Graças colocou as fotos dos paroquianos nos bancos da igreja.

A ideia da Pastoral da Comunicação (Pascom) foi uma forma de homenagear todos os que estão acompanhando as celebrações pelas redes sociais e também uma surpresa para o Padre Gerson Bittencourt, que celebra todos os dias na igreja, rezando pelo fim da pandemia da Covid-19.

Padre Gerson observando atentamente a cada foto dos seus fiéis

“Eu fiquei com o coração apertado, as lágrimas vieram, mas ao mesmo tempo cheio de alegria por ver como nossa igreja é rica, com a presença, trabalho e missão de cada um de vocês”, agradeceu o pároco. “Foi lindo demais ver a igreja ‘cheia’ de novo”, comentou uma paroquiana no Instagram. “Muito lindo. Nunca chorei tanto. Nossa Igreja católica está viva”, comentou outra.

Para acompanhar as transmissões ao vivo e publicações da Paróquia Nossa Senhora das Graças, sigano Facebook e no Instagram.

Coronavirus, COVID-19: Pandemia Chinesa que parou a terra, como “profetizou” Raul Seixas em sua canção

 

No dia 31 de dezembro de 2019, a Organização Mundial de Saúde – OMS, foi alertada que havia vários casos de pneumonia em Wuhan Província de Hubei na China. O vírus causador parecia desconhecido. Uma semana depois as autoridades conformaram a identificação de um novo coronavírus que estava sendo chamado temporariamente de 2019-nCoV, mais tarde foi dado lhe o nome de COVID-19.

Esses vírus alastraram de maneira assustadora e inédita, que em menos de 60 dias já tinha infectado 110 países pelo mundo afora, depois de 4 meses que surgiram esses vírus, praticamente a terra inteira está contaminada eles. Muitos seres humanos infectados faleceram e outros conseguiram se curar. Os países como a China, Itália e Espanha foram os que mais sofreram perdas humana.

As outras Nações vendo a violência dos vírus e rapidez com que eles se contaminam o povo, e não havendo ainda um remédio eficaz para combatê-lo, resolveram fechando fábricas, comércios, feiras livres, cancelando show musicais eventos em suma, tudo que gera aglomerações de pessoas. Aí nos lembramos da canção de Raul Seixas que diz: “No dia em que o mundo parou”. Realmente o nosso querido “Raulzito” já previa essa catástrofe terrestre.

Porém quando ouvimos a música do Raul Seixas que nela ele descreveu tudo que estava acontecendo, tudo ficou muito interessante na melodia, mas ninguém se deu por conta que isso um dia poderia acontecer. Pois aconteceu, na realidade foi bem pior do que Raul Seixas previu em sua música, ele disse “O Dia Em Que A Terra Parou”. Que fala sobre um dia em que ninguém mais saiu de casa. Em tempos que o mundo quase todo está de quarentena, o que já vem ocorrendo desde janeiro, por conta do corona vírus, a música ganha ares de profecia e impressiona quem a escuta nos dias de hoje.

CATOLICISMO: Nós pesquisamos e não encontramos nada na história da Igreja Católica, para se comparar com esse profundo isolamento dentre os fiéis que hoje estamos vivendo por conta dessa Pandemia. Hoje Sexta-feira Santa, é o dia em que os católicos celebram a morte de Jesus Cristo, com muitos atos feitos pelos leigos como a Procissão e neste ato, queremos aqui esclarecer que este é seguramente o maior movimento individual de fiéis católicos em Condeúba.

Num entanto às 15:00 dessa Sexta-feira Santa dia 10 de abril de 2020, ou (Sexta-feira da Paixão), o qual foi feriado Nacional, vimos e acompanhamos pelas redes sociais, o nosso Pároco José Silva Celebrando a Paixão de Cristo diretamente da Paróquia de Santo Antônio em Condeúba com poucos auxiliares, talvez não chegou a 10 fiéis. Eu do lado de cá isolado do convívio social como todos estão, fique perguntando a mim mesmo. Poxa! estamos vivendo um momento inédito e histórico da humanidade. Tudo está isolado e praticamente parado.

E continuei me questionando, cadê a nossa tradicional Procissão do Senhor Morto na Cruz? Com aquelas belas encenações teatral, assistida e acompanhada pelas ruas da cidade por uma verdadeira multidão de pessoas. O que ainda me consolou naquele instante, é que este ano, de qualquer maneira essa encenação estaria prejudicada, por conta das fortes chuvas, que caíram naquele momento previsto para fazer a Procissão. Clamamos primeiramente ao bom Deus e, posteriormente aos homens, que eles busquem urgentemente um remédio que combata incessantemente essa demoníaca Pandemia, para que os povos voltem as suas normalidades no Planeta Terra.

Vaticano: Sem presença de fiéis, papa Francisco celebra missa do Domingo de Ramos

A celebração deserta, somente com transmissão pela internet, ocorreu como medida de prevenção do novo coronavírus (Covid-19)

Foto: Vatican News/Fotos Públicas – Papa Francisco

A missa do Domingo de Ramos, que marca a entrada da Semana Santa para a Igreja Católica, foi celebrada pelo papa Francisco neste domingo (5) sem a presença dos fiéis, em uma Basílica de São Pedro.

A celebração deserta ocorreu como medida de prevenção do novo coronavírus (Covid-19). No dia 15 de março o Vaticano anunciou que todas as celebrações litúrgicas da Páscoa seriam realizadas “sem a presença dos fiéis” na praça de São Pedro.

Neste domingo, em uma basílica vazia, somente com transmissão pelas mídias sociais, o papa abençoou os ramos e alguns religiosos que estiveram presentes, sentados em bancos afastados.

O mesmo deve ocorrer no próximo domingo, na Missa da Páscoa, celebração mais importante do cristianismo. “Hoje, no drama da pandemia, diante de tantas certezas que desmoronam, diante de tantas expectativas traídas, com o sentimento de abandono que oprime nossos corações, Jesus diz a cada um: ‘Coragem, abra seu coração ao meu amor Você sentirá o consolo de Deus, que o sustenta ‘, disse o papa argentino.

Coronavírus: CNBB convoca todos os brasileiros a rezarem juntos o terço nesta quarta-feira, dia 18 às 15h30

Vamos todos nos solidarizar com este momento de tanta tensão que estamos vivendo, oremos juntos pela mesma causa

Diante da pandemia do Covid-19, o novo coronavírus, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em comunhão com o Papa Francisco no compromisso de intensificar as orações neste período, une-se ao Brasil convocando a todos para um momento de oração a ser realizado na próxima quarta-feira, às 15h30. Na ocasião, a presidência da CNBB juntamente com religiosos e leigos convidados rezarão o Terço da Esperança e da Solidariedade, que será transmitido em todas as televisões de inspiração católica do país, em emissoras de rádio e pela página da

Conferência no Facebook.

A iniciativa, principalmente em momentos delicados e difíceis como este, busca elevar os corações ao Deus da Vida, no acolhimento de sua Palavra, fortalecendo a fé, a esperança e a união. “Conscientes de que as restrições ao convívio não durarão para sempre, aprendamos, a valorizar a fraternidade, tornando-nos ainda mais desejosos de, passada a pandemia, podermos estar juntos, celebrando a vida, a saúde, a concórdia e a paz” (trecho da nota “Tempos de Esperança e Solidariedade” da CNBB).

Conscientes ainda, à luz da Palavra de Deus, para o sentido da vida como Dom e Compromisso, tema da Campanha da Fraternidade deste ano, a intenção de oração do terço é dedicada também, além das vítimas, aos profissionais que incansavelmente trabalham por uma solução. “Sejamos disciplinados, obedeçamos às orientações e decisões para nosso bem e não nos falte o discernimento sábio para cancelamentos e orientações que preservem a vida como compromisso com nosso dom mais precioso” (trecho da nota “Tempos de Esperança e Solidariedade” da CNBB).

Arquidiocese de Vitória da Conquista informa alterações na programação das celebrações na Igreja Católica

A Arquidiocese de Vitória da Conquista divulgou nota para combater a Pandemia de Coronavírus em sua província alterando os procedimentos das celebrações e em eventos programados para a próxima semana para evitar aglomerações.

Dessa forma, foram suspensos encontros, assembleias, procissões, caminhadas e celebrações que possam reunir grande número de fiéis. A catequese de crianças, adolescentes, jovens e adultos também está suspensa. A Arquidiocese também recomenda que idoso e doentes acompanhem as celebrações através das redes sociais ou televisão.

O mutirão de confissões programado para acontecer nos próximos dias também está suspensa. As confissões devem ser feitas de modo a não aglomerações. As celebrações também devem acontecer em maior número para que reúnam um menor número de pessoas. As demais recomendações feitas anteriormente para que as pessoas evitem o cumprimento da paz e contato físico estão mantidas. As medidas seguem às orientações feitas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde.