Categoria: Internacional

A grande cantora Elizeth Cardoso estaria completando hoje se fosse viva (16/7/2021), 101 anos de idade

Elizeth Cardoso
Nome completo Elizeth Moreira Cardoso
Também conhecido(a) como A Divina
Elisete Cardoso
Nascimento 16 de julho de 1920
Local de nascimento Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Morte 7 de maio de 1990 (69 anos)
Local de morte Rio de Janeiro, RJ, Brasil

 

 

Gênero(s)
Choro
samba-canção
bossa nova
Instrumento(s) Vocal
Extensão vocal Contralto
Período em atividade 1936–1990
Elizeth Moreira Cardoso (Rio de Janeiro, 16 de julho de 1920 — Rio de Janeiro, 7 de maio de 1990) foi uma cantora brasileira.

Conhecida como A Divina, Elizeth é considerada uma das maiores intérpretes da música brasileira, além de uma das mais talentosas cantoras de todos os tempos, reverenciada pelo público e pela crítica nacional e internacional.[1]

Biografia
Elizeth Moreira Cardoso nasceu na rua Ceará nº 5, no subúrbio de São Francisco Xavier, próximo ao Morro da Mangueira, em 1920. Vinda de família pobre, tinha o sonho de ser artista, e era levada pelo pai para cantar pelos bairros da Zona Norte carioca, cobrando ingresso (10 tostões) das outras crianças para ouvi-la cantar os sucessos de Vicente Celestino.[2]

Seu pai, Jaime Moreira Cardoso, era seresteiro – tocava violão – e levava a filha em suas apresentações. A mãe, Maria José Pilar, era dona de casa que também gostava de cantar. Elizeth tinha cinco irmãos: Jaimira, Enedina, Nininha, Diva e Antônio. A família frequentava casas de samba e festivais de música popular na cidade, além de conviver com grandes músicos, na casa de Tia Ciata, que era amiga de seus pais e de seus tios Ivone e Pedro. Quando criança, Elizeth também colocava em prática seu lado escritora e atriz: costumava escrever e apresentar peças teatrais para as crianças da vizinhança, sempre tendo como inspiração de suas criações as músicas de Vicente Celestino.[1][2]

Embora sempre almejasse brilhar nos palcos, sua vida não foi nada fácil: após concluir o curso primário, ela e seus irmãos tiveram que abandonar os estudos e ajudar no sustento da casa. Começou a trabalhar aos dez anos e, entre 1930 e 1935, foi balconista, funcionária de uma fábrica de saponáceos e cabeleireira.[1][2] Continue lendo

Internacional: Presidente do Haiti e primeira-dama são assassinados dentro de casa

O presidente do Haiti, Jovenel Moise e a primeira-dama, Martine Moise

O presidente do Haiti, Jovenel Moise, foi morto em um ataque a tiros em sua casa, na capital Porto Príncipe, na madrugada desta quarta-feira (07), anunciou o primeiro-ministro interino do país, Claude Joseph. O premiê interino afirmou também que a primeira-dama, Martine Moise, levou um tiro e foi hospitalizada. Ela morreu horas depois em um hospital da capital. Jovenel tinha 53 anos e Martine, 47.

Em um comunicado, o primeiro-ministro disse que “um grupo de indivíduos não identificados, alguns dos quais falavam em espanhol, atacou a residência privada do presidente da República” por volta da 1h e “feriu mortalmente o Chefe de Estado”. As línguas oficiais do país são o francês e o crioulo haitiano.

O premiê pediu à população “que se acalme” e afirmou que “a situação da segurança no país está sob o controle da Polícia Nacional haitiana e das Forças Armadas do Haiti”. “Todas as medidas estão sendo tomadas para garantir a continuidade do Estado e proteger a nação”.

Em fevereiro deste ano, autoridades do país disseram ter frustrado uma “tentativa de golpe” de Estado contra o presidente, que teria sido alvo de um atentado mal sucedido. Mais de 20 pessoas foram presas na época.

Congresso mundial sobre a fé unirá milhões de pessoas

É possível sentir paz interior apesar dos problemas? Este será um dos assuntos do Congresso de 2021 das Testemunhas de Jeová, com o tema: “Poderosos pela fé!” O evento será totalmente on-line pelo segundo ano consecutivo, respeitando os protocolos de saúde para evitar riscos de contaminação pela covid-19.

A programação incluirá discursos, palestras, vídeos, entrevistas e leituras dramatizadas de trechos da Bíblia. O programa será transmitido em mais de 500 idiomas durante seis finais de semana em julho e agosto de 2021, reunindo entre 15 a 20 milhões de pessoas em 240 países. A programação estará disponível em seis partes — a primeira, a partir de 28 de junho de 2021, no site JW.ORG.

No Brasil, uma das novidades será o recurso de audiodescrição (narrações que descrevem em detalhes o que está acontecendo nos vídeos exibidos) para pessoas cegas ou com deficiência visual. A programação também será disponibilizada para os surdos, em língua brasileira de sinais.

Todos estão convidados para assistir a esse evento gratuitamente, acessando o site JW.ORG, sem necessidade de fazer cadastro ou login.

Sobre o tema:

Fé — como é possível uma palavra de apenas duas letras ter tanto significado? A verdadeira fé, baseada em evidências convincentes, pode nos dar o poder necessário para enfrentar os desafios da vida.

A pandemia do coronavírus, o desemprego, problemas emocionais e familiares são tão desgastantes que fazem alguns perderem a fé em Deus e em dias melhores.

Se tivermos fé, conseguiremos suportar as dificuldades com coragem e não vamos nos sentir derrotados, mas poderosos!

Destaques:

O primeiro dia do congresso vai explicar por que faz sentido acreditar na existência de Deus, no seu amor por nós e na sua Palavra. Vídeos em alta definição mostrarão como as maravilhas da natureza fortalecem a fé no Criador. O segundo dia apresentará relatos bíblicos que provam que é possível desenvolver e aumentar a fé mesmo em situações difíceis. No terceiro dia, uma série de discursos mostrará o que podemos aprender de mulheres dos tempos bíblicos que são exemplos de fé.

Outro momento marcante será a exibição do filme: “Daniel — Uma história de fé”. A produção contará com tecnologia avançada para contar a cativante história bíblica do profeta Daniel, que enfrentou provações sem perder a fé!

Veja o programa completo do Congresso de 2021 das Testemunhas de Jeová, “Poderosos pela fé!” no site www.jw.org.

SERVIÇO — Programação do Congresso:

Partes Disponível no JW.ORG em:
1         5 de julho
2        19 de julho
3        26 de julho
4        9 de agosto
5        16 de agosto
Porta-voz regional das Testemunhas de Jeová:

João Leonardo Bomfim Rodrigues

Telefone: (71) 98731-3437

E-mail: leonardo.portavoztj@gmail.com

Quem criou os arcos olímpicos (e o que eles significam)?

Símbolo do COI e das Olimpíadas, a bandeira Olímpica já tem mais de 100 anos, mas você sabe como surgiu a ideia dos arcos?

Quando os anéis olímpicos foram criados?
A história dos anéis ou arcos Olímpicos começa em 1913, com Pierre de Coubertin. O historiador e responsável pela versão moderna dos jogos desenhou a bandeira à mão, como uma forma de aumentar a identidade com a competição, que já acontecia desde 1896.

O que significam os arcos olímpicos
A bandeira olímpica remete ao espíritos das Olimpíadas e tem um significado por trás de todos os seus símbolos. Os anéis são uma referência ao universalismo, enquanto o fato de estarem entrelaçados representa o humanismo.

Já as cores foram escolhidas porque todas as bandeiras do mundo tem mais menos uma delas. O fundo branco, que faz contraste aos arcos, simboliza a paz.

A versão negada pelo COI
Existe uma teoria, negada pelo COI, de que cada cor representa um continente. Nesta versão, o azul representa a Europa e o amarelo a Ásia. A África seria o arco preto, o verde a Oceania e o vermelho as Américas.

Vitória da Conquista promove atenção aos refugiados venezuelanos da etnia warao

Secom/PMVCEm outubro de 2020, o Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas) identificou nas ruas de Vitória da Conquista o primeiro grupo de migrantes venezuelanos da etnia warao, sendo realizadas intervenções no sentido da garantia de direitos, previstos na Lei 13.684 de 21 de junho de 2018, que dispõe sobre as medidas de assistência emergencial para acolhimento a pessoas em situação de vulnerabilidade decorrente do fluxo migratório provocado por crise humanitária.

Atualmente, sete famílias estão morando em Conquista, este número varia e já chegou até 11 famílias. Isso ocorre, porque eles mantêm vínculos com as famílias que estão em Montes Claros (MG), o que faz com que a permanência na cidade ainda seja instável. Segundo José Luís Baez (46 anos), sua família chegou ao Brasil há um ano e estão em Vitória da Conquista há quatro meses. “Morávamos em Recife, depois fomos para Montes Claros e agora estamos em Vitória (Conquista). Nosso povo warao está vindo todo para o Brasil, deixando a Venezuela. Estamos muito felizes aqui, conseguimos três empregos com a ajuda do Cras”, contou Baez. Continue lendo

Copa América possui 66 casos de Covid-19, aponta Ministério da Saúde

Fonte: Brasil 61O Ministério da Saúde confirma 66 casos de Covid-19 na Copa América; um aumento de 13 contaminados em comparação com o registrado no dia anterior. Entre os casos confirmados, 27 são jogadores e membros das delegações e 39 são prestadores de serviços para o evento.

Segundo a pasta, os casos em prestadores de serviços foram confirmados em Brasília, Goiânia e Rio de Janeiro. Entre os atletas, os contaminados são das seleções da Venezuela, da Colômbia e da Bolívia. Na última quinta-feira (17), o Chile informou que um integrante da delegação testou positivo, mas não especificou se era um jogador.

Os exames passaram por sequenciamento genético para análise de variantes e os resultados serão concluídos em até 14 dias.

Até o momento, já foram realizados 6.521 testes de RT-PCR em jogadores, membros das delegações e prestadores de serviços para a Copa América. Segundo o Ministério, os dados são dinâmicos e atualizados a partir de informações enviadas pela organizadora do evento, que é responsável pela aplicação dos testes.

CREAS DE CONDEÚBA/BA É CONTRA O TRABALHO INFANTIL: Hoje 12 DE JUNHO é o dia mundial contra o trabalho infantil

No Brasil, por dia, pelo menos sete crianças e adolescentes sofrem acidentes graves no trabalho. Muitas ficam mutiladas, perdem a infância e até a vida. Diariamente, crianças são exploradas sexualmente muito das vezes por um prato de comida.

Cerca de 1,8 milhões de crianças e adolescentes são vítimas do trabalho infantil e em sua maioria pretas e de famílias pobres (IBEGE/2019).

O Relatório da OIT e do Unicef divulgado essa semana (10/06/2021) revela que 8,9 milhões de crianças e adolescentes correm risco de ingressar no trabalho infantil no mundo, até 2022, como resultado da pandemia da Covid-19.

Por isso, somos CONTRA o trabalho infantil e devemos ficar atentos às violências sofridas por nossas crianças e adolescentes! Denuncie e disque 100!

#Chegadetrabalhoinfantil #creas #creasemação #nãoaotrabalhoinfantil #assistenciasocial #condeuba #violencia #abusosexual #exploraçãosexual #trabalhoduro #denuncia #denuncie #facabonito #12dejunho

Morre, Aos 78 Anos, Cantor B.J. Thomas Em Decorrência De Um Câncer Nos Pulmões

Billy Joe Thomas, o popular “B. J. Thomas”, morreu aos 78 anos de idade

O cantor B.J. Thomas morreu neste sábado (29), aos 78 anos, em decorrência de um câncer de pulmão descoberto em março deste ano já em estágio avançado. A morte, confirmada pelo perfil oficial do cantor em suas redes sociais, ocorreu na casa do artista no estado do Texas (EUA).

Billy Joe Thomas gahou espaço nos palcos entre as décadas de 1960 e 1970, quando seus hits ‘Raindrops Keep Fallin ‘on My Head” e ‘Hooked On A Feeling’, ganharam o público. Vencedor de cinco prêmios Grammy, B.J. Thomas, como gostava de ser chamado, deixa esposa e três filhas.

No Brasil, fez sucesso a música “Rock and Roll Lullaby”, ao embalar a trilha sonora da novela “Selva de Pedra”, da TV Globo, de 1972. A música retornou às paradas brasileiras em 1986, quando a novela foi regravada. Thomas, que nasceu em 7 de agosto de 1942, no Oklahoma, EUA, vendeu mais de 70 milhões de discos e misturou country, soul, gospel e soft rock.

Sputnik V é altamente eficaz contra variante brasileira, aponta estudo

Foto: Handout /Russian Direct Investment Fun

A Sputnik V, vacina russa contra a Covid-19, ainda sem liberação de uso no Brasil, é altamente eficaz para conter e neutralizar a variante do coronavírus originada no país, de acordo com o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) e um estudo realizado por pesquisadores da Argentina. Segundo a agência Reuters, a variante P.1, que contribuiu para uma disparada mortal de covid-19 no Brasil, tem se espalhado pela já duramente atingida América Latina.

Cientistas descobriram que as mutações da variante podem torná-la mais resistente a anticorpos, provocando alarme internacional a respeito de seu potencial de tornar as vacinas menos eficazes. Mas o estudo argentino, realizado pelo Instituto de Virologia Vanella, da Universidade Nacional de Córdoba (UNC), mostrou uma reação imunológica forte contra a variante em pessoas vacinadas com a Sputnik V.

“O estudo confirmou que a imunidade desenvolvida em pessoas vacinadas com a ‘Sputnik V’ neutraliza a linhagem brasileira depois de se receber duas doses, e mesmo após a primeira”, disse o RDIF em um comunicado nesta segunda-feira (24).

Ainda conforme o estudo argentino, visto pela Reuters e citado pelo RDIF, 85,5% dos indivíduos desenvolveram anticorpos contra a variante da covid-19 no 14º dia após a primeira dose da vacina — taxa que subiu para quase 100% até o 42º dia depois de um indivíduo ter recebido as duas doses. Rogelio Pizzi, reitor da Faculdade de Ciências Médicas da UNC, disse à Reuters que o estudo mostrou que a vacina russa inibe a variante com sucesso.

Conheça a história da primeira vacina do mundo

Nunca se falou tanto sobre vacinas quanto nos últimos tempos. A chegada da pandemia do novo coronavírus fez com que todas as pessoas do mundo ligassem esse alerta. Afinal, a pandemia afetou diretamente a vida de toda a população, mudando rotinas, criando novos hábitos, como o uso frequente de máscaras e álcool gel.

Para voltar à vida como era antes, a melhor chance é imunização da população por meio da vacinação. Mas, a vacinação e seus benefícios vem evoluindo e salvando vidas desde o fim da década de 1970, quando foi iniciado os estudos pelo médico britânico, Edward Jenner.

Conhecido como o “pai da vacina”, Edward Jenner, nasceu em Berkeley na cidade de Gloucestershire, no dia 17 de maio de 1749, e foi um pioneiro, devido à sua descoberta sobre a imunização da varíola. Na época, a doença era uma ameaça gigantesca à humanidade e a batalha contra ela era travada há séculos.

Durante a sua prática de cirurgião, escutou uma enfermeira mencionando que ela não contraiu varíola porque já tinha contraído a varíola bovina, fazendo com que ela fosse imune à doença. Por conta desse comentário, Edward começou a observar os seus pacientes em um período de 10 anos, visando relacionar as infecções. Continue lendo