Condeúba/Associativismo: A Associação de Pequenos Produtores Rurais da Fazenda Baixão e Região, recebeu restante de implementos agrícola do Governo

 

 

Descarregando os implementos agrícola, vindos do Governo do Estado

A Associação de Pequenos Produtores Rurais da Fazenda Baixão e Região, receberam nesta quinta-feira dia 6 de fevereiro de 2020, o hoje o restante dos implementos agrícolas, oriundos do Governo do Estado, que antes já havia mandado parte desses implementos juntamente com o trator agrícola.

O grande Presidente da Associação Helio Carlos afirmou: “Quero aqui parabenizar todos os envolvidos neste processo, inicialmente ao Governo do Estado da Bahia bem através da Car, Bahiater e outros importantíssimos  parceiros. Não poderia deixar de agradecer especialmente aos nossos associados que sempre juntos conosco, acreditamos nessas conquistas, hoje podemos afirmar sem medo de errar, que as vitórias são de todos nós sem exceção”, disse Helio Carlos Presidente da Associação. Continue Reading

Ex-Jogador do Vitória, o popular “Andre Balada” morre de Infarto aos 42 anos

O ex-atacante André Moreira Neles, conhecido pelas torcidas brasileiras como André Balada

O futebol perdeu mais uma figura carismática e que será lembrada por sua alegria dentro e fora de campo. O ex-atacante André Moreira Neles, conhecido pelas torcidas brasileiras como André Balada, morreu nesta quinta-feira (6/2), aos 42 anos, vítima de um infarto fulminante em Uberlândia-MG.

Campeão Baiano pelo Vitória em 2002,, André atuou além do rubro-negro baiano por vários clubes brasileiros e do exterior, entre eles, Atlético, Palmeiras, Benfica-POR e Porto-POR. Ele deixa esposa e dois filhos.

André ficou marcado pelo torcedor do Galo por conta do gol da classificação contra o Boca Juniors-MG, pelas oitavas de final da Copa Mercosul 2000. Ele driblou o goleiro e quase do meio-campo tocou para o gol, sacramentando o empate em 2 a 2 que deu a vaga ao Atlético.

Ele jogou até o ano de 2017, já com 40 anos, quando defendeu o Alecrim-RN. Sua carreira poderia ter sido de sucesso ainda maior se não fossem os abusos fora de campo. O próprio jogador revelou ter se envolvido com drogas, em especial a cocaína. Desde 2004, no entanto, se converteu evangélico e deixou as drogas e a bebida.

São Paulo/Cordeiros: “Tristeza” morreu a jovem Bruna Ribeiro dos Santos aos 29 anos de idade

 

Bruna Ribeiro dos Santos morreu aos 29 anos de idade.

Morreu na noite desta terça-feira dia 4 de fevereiro de 2020, às 11h30min., a jovem Senhora Bruna Ribeiro dos Santos aos 29 anos de idade. Segundo informações dos familiares, a causa morte é possível que tenha sido infarto. Ela era filha de João Pereira dos Santos e Ana Maria Ribeiro dos Santos, deixou viúvo o Sr. Javan Ribeiro, não deixou filho. O seu corpo está sendo transladado de São Paulo para Cordeiros, assim que chegar será velada na casa dos seus pais à Rua Joaquim Mutti de Carvalho Bairro Centro – Cordeiros. Seu sepultamento será ainda hoje a noite dia 6/2 sem horário definido, no Cemitério Municipal Jardim da Saudade em Cordeiros/BA.

Nós do Jornal Folha de Condeúba, deixamos nossos profundos sentimentos à família enlutada, por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus a tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz jovem senhora Bruna.

Artigo do Levon: Existe espaço para uma candidatura de esquerda em Taiobeiras?

* Levon Nascimento

A busca pela resposta da pergunta acima precisa ser cuidadosamente pensada por quem deseja uma Taiobeiras melhor e mais justa.

No segundo turno da eleição presidencial de 2018, diante da campanha política mais escandalosa e viciada que o Brasil já viveu na era democrática, Fernando Haddad, do PT, alcançou em Taiobeiras 34,7% dos votos válidos, contra 65,3% do ex-capitão expulso do Exército, candidato da extrema-direita.

Parece pouca a votação de Haddad, sobretudo em comparação com o resultado norte-mineiro, região em que está Taiobeiras, onde o candidato petista venceu em mais de 90% dos municípios.

No entanto, estamos a tratar de Taiobeiras, município fortemente alinhado à visão aristocrática da sociedade, historicamente dominada por um alinhamento a princípios de direita.

Não custa lembrar de que em Taiobeiras não venceram Vargas, Juscelino e Lula, os três presidentes mais populares da história brasileira.

Na política local, em linha do tempo, prevaleceram sucessivamente a UDN, a ARENA e o PSDB, os partidos em que periodicamente se organizaram as oligarquias brasileiras anti-povo, mesmo com metade da população vivendo com uma média de menos de meio salário mínimo per capita, segundo dados do CadÚnico em 2016. Com a crise econômica persistente, nada faz supor que esse indicador tenha melhorado na atualidade.

Além do mais, praticamente não houve campanha orgânica de Haddad no município. Daí que a sua votação quase que espontânea revela que há um público de cerca de 5.600 pessoas (e suas respectivas famílias) que não se deixou dominar pela avalanche de fake news e ódio fascista.

Também, nada faz supor que os votos dados ao ex-capitão expulso do Exército são necessariamente expressões do pensamento fascista. O mais correto seria entender que uma grande parte da população se deixa guiar pelo pensamento hegemônico no município. Uma candidatura diferenciada na proximidade municipal poderia despertar a atenção de parte desse público para uma agenda de conquistas coletivas, retirando-o da bolha bolsonarista.

Em que pese a fragilidade da representação de esquerda no município, admito, esse quadro revela que há espaço para uma candidatura à prefeitura alinhada aos princípios de igualdade social e econômica para a maioria do povo.

O eleitorado de Haddad não se deixou encabrestar e há chances de crescer entre os votos de Bolsonaro, explorando a identidade de classe trabalhadora e sofredora, que une a maioria dos taiobeirenses.

Penso além: acredito que seria a oportunidade de politizar temas que dizem respeito às condições da maioria do povo, que vive em situação de vulnerabilidade social, econômica, racial e de gênero.

O candidato da esquerda poderia furar o bloqueio da falta de debate das candidaturas tradicionais, que invariavelmente focam em ataques pessoais e comparações de personalidade dos competidores. Seria a chance ideal de qualificar a disputa política, dando-lhe o que deveria ser comum: opção de fato ao eleitor.

Resta organização, desprendimento e coragem a quem sonha com uma Taiobeiras do século XXI, distante do pensamento escravocrata do século XIX.

* Levon Nascimento é professor de História e mestre em Políticas Públicas.

Ex-vereador e advogado Weliton Lopes sofre perseguição e carro é alvejado por disparos de arma de fogo em Brumado

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Na noite desta quarta-feira (05), o ex-vereador e advogado Weliton Lopes do Nascimento (DEM) foi perseguido por dois homens armados em uma motocicleta por volta das 20h. Segundo apurou, ele percorreu parte do centro da cidade de Brumado e, ao chegar na Praça Senhor do Bonfim, os meliantes conseguiram parear a moto com o veículo e efetuaram vários disparos; alguns atingiram o fundo do carro.

  Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste – Weliton Lopes do Nascimento 

Por sorte, os projéteis não atingiram o ex-vereador. Na sequência da perseguição, aproveitando-se do sinal semafórico aberto, Lopes fugiu pela Rua Dr. Guilherme Dias, conseguindo despistar os atiradores. Acompanhado do seu advogado, ele prestou queixa na delegacia local e também registrou um boletim na 21ª Subseção da OAB.

Nossa equipe tentou contato com o ex-vereador, mas o mesmo preferiu não se pronunciar acerca do assunto. Apenas declarou que sentiu a sensação do perigo e viu a sua vida passar em segundos. Nossa reportagem apurou ainda que a perseguição começou na frente da casa do seu pai, que assistiu toda à situação.

Rui disponibiliza seu nome ao PT para disputar Presidência em 2022 “O que o presidente Lula desejar, eu seguirei”, declarou o governador

Por Chayenne Guerreiro / Matheus Morais

Foto: Ricardo Stucket

O governador Rui Costa (PT) garantiu em entrevista ao bahia.ba nesta terça-feira (4) que seu nome está disponível para disputar a Presidência em 2022. Segundo petista, tudo depende da vontade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Sim, meu nome está disponível. Sou militante do partido. Portanto, o que a direção nacional, o que o presidente Lula desejar pra 2022, eu seguirei. Se a vontade for outro nome, eu apoiarei. A minha vaidade está um degrau abaixo do projeto coletivo. Eu não deixo subir poder ou vaidade a minha cabeça. Não sou candidato de qualquer jeito. Sou candidato se o presidente Lula e o PT quiserem”, afirmou.

Rui disse ainda que vê com naturalidade o nome do candidato derrotado em 2018, Fernando Haddad (PT), na disputa pelo Palácio do Planalto no próximo pleito.

“Claro que é natural. Haddad foi candidato à Presidência, foi pro segundo turno, como não é natural alguém que foi pro segundo turno na próxima eleição se candidatar novamente?”, defendeu.

Precisamos de afeição e doçura

Por Edtattoo

Sem pressa ouvir passos que diante do olhar firme tive medo, pude notar na pele em rugas o saber direcionando quem busca com fé. Os dias desludos confortam quem sente o transe e ao interpretar com calma a fala sentes gratidão por está de pé.

Aqui no oásis de informações sinto só, os grilhões que mantém a mente sã também manipula o homem que observa além dos muros. Criamos a época da velocidade mas nos enclausuramos diante dela, precisamos de afeição e doçura, pois somos irmãos de um só caminho.