Belo Campo: Realizada a “II Meia Maratona da Serra”, com 3 atletas condeubenses no pódio

 

 

Carlão Maratonista chegou em 3º lugar nessa meia maratona

Foi realizada na manhã deste domingo dia 2 de fevereiro de 2020, a “II Meia Maratona da Serra” eem Belo Campo. A equipe de Carlão Maratonista que sempre representa muito bem a nossa  querida Condeúba, deu mais um show de corrida, com 5 atletas participando da corrida, 3 deles subiram ao   pódio.

Na meia Maratona de Belo Campo realizada hoje, teve os seguinte resultados para os atletas condeubenses: Natalino Alves foi 7º colocado na elite geral. João Mello foi 2º colocado na categoria de 40 a 49 anos. Carlão Maratonista foi o 3º colocado na categoria de 50 a 59 anos.

Carlão sempre agradecendo os comerciantes condeubenses pelo constante apoio. Carlão agradece também a parceria ente a Rádio Liberdade FM 104.9 e o Jornal Folha de Condeúba. Continue Reading

Irmandade do Santíssimo Sacramento de Condeúba completa 175 anos de existência

Por Agnério Evangelista

Irmandade do Santíssimo Sacramento de Condeúba completando 175 anos de fundação

A comemoração foi após a reunião ordinária da Irmandade, no Salão São Francisco, às 8 da matina deste dia 02 de fevereiro. Contudo, o aniversário ocorrerá no dia 15 de fevereiro, sábado. Faremos a Missa em ação de graças no dia 16 (domingo). Todos estão convidados.

A irmandade foi fundada por Dom Romualdo Antônio de Seixas, em 15 de fevereiro de 1845. Condeúba era um Povoado de Caetité com o nome de Santo Antônio da Barra. Havia sido instalado o Santíssimo no sacrário do altar-mor da Igreja Matriz, em 1844. Precisava de um grupo de pessoas para tomar conta. Esse grupo foi e é a Irmandade.

O grupo é pequeno, cerca de 60 pessoas, porém algumas delas idosos. Temos 15 irmãos com mais de 80 anos, 14 com mais de 70 e cerca de 20 mulheres. Mas, somos uma equipe missionária, graças a Deus. Nosso foco maior de trabalho é durante a Semana Santa. Em outras ocasiões, participamos das procissões de festas religiosas da nossa paróquia. Quem quiser entrar, é só comparecer na reunião, que acontece todo primeiro domingo do mês, às 8 horas no salão São Francisco. Continue Reading

Sem dinheiro para comprar passagem, casal e três filhos viajam a pé de Goiás a Roraima: ‘Enfrentamos chuva e fome’

Por Reginaldo Spínola

Um casal que se mudou com os três filhos para Goiânia há um ano em busca de condições melhores de vida não conseguiu emprego e decidiu voltar para Rorainópolis, no sul de Roraima. Sem dinheiro para comprar passagens de ônibus, a família colocou tudo o que tinha em uma bicicleta adaptada com uma carretinha e iniciou a pé a viagem de quase 3,8 mil km.

O agricultor Ananias Pereira da Silva, de 38 anos, conta que eles iniciaram o percurso há dez dias. Neste período, a família já percorreu quase 250 km da GO-060 e chegou em Iporá, na região oeste de Goiás. O homem afirma que já enfrentou chuva e fome, mas que não pretende desistir.

“Não tem outro jeito, precisamos voltar pra casa. Aqui estamos passando fome, lá teremos familiares que vão poder nos ajudar. Já estamos há dez dias andando, sem parar”, contou o agricultor.

Segundo Ananias, ele decidiu se mudar para Goiás depois que sofreu um acidente de trabalho, pois ouvia as pessoas falarem que poderia ter mais qualidade de vida em território goiano. Porém, não conseguiu emprego e todo o dinheiro que tinha acabou. Sem ter onde morar, ele e os filhos, um menino de 12 e duas meninas de 10 e 7 anos, estavam vivendo nas ruas de Goiânia.

“Eu vendi a propriedade que eu tinha por R$ 12 mil, chegamos em Goiânia e começamos a pagar aluguel, mas logo o dinheiro acabou. Sem emprego, fomos morar na Marginal Botafogo”, contou Ananias.

Na quarta-feira (29), a família encontrou na zona rural de Iporá a dona de casa Neuza Pereira Rosa, que ofereceu comida e um local para eles tomarem banho. Ela conta que decidiu ajudar depois que viu as crianças andando na chuva.

“É muito triste ver eles desse jeito, as crianças com frio, com fome. Eu to fazendo o que eu posso, mas não consigo comprar as passagens”, disse Neuza.

G1 Goiás

Ao interpretar a fala

Por Edtattoo

Ao interpretar a fala surge ao fundo o som que causou medo, no olhar em choque a descoberta do que um dia foi belo, já é chegada a hora da descoberta na fantasia que nos direciona, os bares fechados guardam as cadeiras que sustentava aquele que busca manipular a fala, os galhos quebradiços não conseguirão segurar o medo, e a defesa por assegurar o direito à seguir não será vista.

Os quintais manipularam a visão e ao tentar arrancar da raiz o sustento para matar a fome por desejo, verás que as ramas estão seca, as carnes em meio ao chão se revela e para manter a postura fria e manipuladora deixa transparecer a dor o choque e o transe . É preciso interpretar sem demora o que a mente cria levando nos ao fim prematuro de nós.

Para brasileiros, saúde pública e combate ao desemprego devem ser prioridades do país em 2020, aponta pesquisa

da CDL (Conteúdo) com informações da CNDL

45% dos entrevistados têm percepção de que economia está retomando o crescimento e 42% acreditam que ofertas de emprego devem aumentar. Com a reforma da Previdência aprovada, 64% já pensam em alternativas para complementar aposentadoria.

Um levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que a melhora da saúde pública (39%) e o combate ao desemprego (39%) foram apontados pelos consumidores brasileiros como os principais problemas a serem enfrentados este ano para a retomada do crescimento econômico. O ranking de temas que merecem a atenção em 2020 é seguido por investimentos em educação (38%), combate à corrupção (25%), combate à violência (20%) e controle da inflação (18%), além da diminuição de impostos (18%).

As áreas que mais devem registrar avanços neste ano, segundo a percepção dos entrevistados, são a criação de vagas de emprego (42% acreditam que irá aumentar), o combate à inflação (35% acreditam que ela irá reduzir) e a diminuição da inadimplência (32% acreditam que irá reduzir). Por outro lado, os consumidores avaliam que algumas áreas não devem evoluir, como a melhora da renda e salário, que para 43% seguirão estagnados, e os investimentos em saúde, que para 42% não irão se alterar.

Embora a retomada do ambiente econômico ainda aconteça em ritmo gradual, os brasileiros estão, em algum grau, otimistas com o cenário para 2020. De acordo com a pesquisam, 45% dos entrevistados têm a percepção de que a economia vem se recuperando, embora 37% avaliam que essa retomada acontece de forma lenta e apenas 8% de maneira acelerada. Já 31% não percebem sinais de crescimento e 17% acham que a situação está piorando. Outros 7% não sabem avaliar. Continue Reading