Dia: 14 de março de 2020

Em coletiva, PT apresenta ex-prefeito Zé Raimundo como pré candidato a Prefeitura de Vitória da Conquista

Para Zé Raimundo, além da felicidade de ser o escolhido do partido esse é um momento de estabelecer relações políticas produtivas, agregar as militâncias

Lideranças do Partido dos Trabalhadores na sede

Esperado por muito entusiastas da política conquistense, o Partido dos Trabalhadores de Vitória da Conquista reuniu a imprensa e o militantes do partido para indicar o nome do ex-prefeito de Vitória da Conquista, José Raimundo Fontes como o pré candidato do partido para disputar as eleições municipais em 2020.

A coletiva contou com a presença do presidente do diretório municipal do PT, Isaac Bonfim, o presidente do diretório estadual Éder Valadares, além de representante do diretório nacional, Jonas Paulo, o deputado federal Waldenor Pereira, além dos vereadores Fernando Jacaré, Viviane Sampaio e Valdemir Dias.

A indicação do atual deputado estadual, Zé Raimundo está sendo apoiado pelo ex-prefeito Guilherme Menezes e seu grupo, que apresentaram na oportunidade uma carta de apoio, declarando que essa candidatura fará a unificação que o partido precisa nesse momento para retomar a Prefeitura de Vitória da Conquista.

Para Zé Raimundo, além da felicidade de ser o escolhido do partido esse é um momento de estabelecer relações políticas produtivas, agregar as militâncias, mas pensando em inovação e em como se aproximar das, fazendo uma radiografia da cidade para saber como as pessoas estão vivendo.

“São muitos desafios que essa cidade tem, então eu gostaria de contar com cada um, com cada uma que está para vencer os desafios. Mais do que nunca é necessário sonhar, mas ter a certeza que só alcançaremos nossos sonhos se tivermos o homem agindo. Nada acontece na história sem a ação do homem.”, afirmou o agora pré candidato.

Ao ser perguntado sobre o provável vice em sua chapa, Zé Raimundo disse que agora se abrirá o diálogo com os partidos da base aliada e também com os partidos que estão demonstrando interesse em contribuir para a campanha.

Feira de Santana: Primeira paciente com coronavírus na Bahia é liberada de isolamento domiciliar

Foto: Thomas Kienzle/AFP

A primeira paciente contaminada pelo coronavírus na Bahia foi liberada do isolamento domiciliar, na cidade de Feira de Santana, no interior da Bahia. A informação foi divulgada pela prefeitura do município na noite desta sexta-feira (13). A mulher, que tem 34 anos, contraiu o coronavírus em uma viagem internacional.

Ela retornou da Itália em 25 de fevereiro, com passagens por Milão e Roma, onde aconteceu a contaminação. Com a liberação do isolamento, ela pode retornar as atividades normais. De acordo com o G1, para ser liberada do isolamento, a mulher fez um novo exame do coronavírus.

O resultado, que saiu nesta sexta, deu negativo para o vírus. Ela passou o período de 14 dias sem contato com familiares ou amigos, dentro de casa, sem necessidade de atendimento hospitalar. A mulher tem duas filhas, que não foram contaminadas pelo coronavírus.

No entanto, a trabalhadora doméstica da casa dela contraiu a Covid-19. A doença também foi transmitida para a mãe da trabalhadora e para o marido da mãe.

Ex-Ministro de Bolsonaro Gustavo Bebianno morre aos 56 anos, após infarto fulminante

Gustavo Bebianno. (Foto: © Públocas / Foto de arquivo)

Na manhã deste sábado (14), o ex-secretário geral da Presidência e pré-candidato a prefeito do Rio, Gustavo Bebianno, morreu após um infarto fulminante, aos 56 anos. Paulo Marinho, presidente estadual do PSDB, confirmou a informação.

Segundo Marinho, por volta de 4h30 Bebianno estava em Teresópolis, no Rio de Janeiro, onde teria ligado comunicado o filho que estava passando mal e se dirigiu ao banheiro para ingerir um remédio. Minutos depois, sofreu uma queda e teve ferimentos na cabeça.

Bebianno chegou a ser levado para um hospital da cidade, mas acabou falecendo. Ainda não há informações sobre o velório.

Governo prepara pacote de medidas de socorro a empresas

O governo Bolsonaro está preparando um pacote de medidas para tentar reduzir os efeitos da crise do coronavírus sobre as empresas e, consequentemente, sobre os empregos. O setor aéreo é uma das áreas que causam maior preocupação em Brasília. “O impacto sobre as companhias aéreas deve ser pior do que o de 11 de setembro”, afirmou um técnico do ministério de Infraestrutura, referindo-se aos atentados terroristas nos Estados Unidos em setembro 2001.

De acordo com a Veja, uma das medidas propostas é a desoneração da folha de pagamentos das empresas de aviação. O objetivo é evitar que as companhias demitam funcionários, apesar da redução drástica de atividade esperada para o setor. São estudados também corte de outros tributos, como imposto de renda sobre aluguel de aeronaves, além do perdão de multas sobre cancelamento de slots (posições de aeronaves reservadas nos aeroportos).

Caso sejam aprovadas, as medidas serão temporárias. O governo também vai acionar o Ministério Público, com o objetivo de avaliar a possibilidade de o Procon aprovar o adiamento do reembolso aos consumidores de voos cancelados. A medida visa conter a saída repentina de caixa das empresas do setor aéreo.

A avaliação é que uma sangria de caixa pode levar as companhias à quebra. Grande parte das dívidas do setor é contraída em dólar, e a explosão da moeda americana aumenta as dívidas abruptamente. Dentro do governo, o consenso é que o setor de serviços será o mais atingido pela pandemia da Covid-19.

A expectativa é que a população reduza as idas a shopping centers, a eventos, shows, e, sobretudo deixem de viajar. Praticamente todos os ministérios se reunirão ainda hoje para tentar fechar o conjunto de medidas de emergência. Parte delas deve ser enviada ao Congresso em formato de Medida Provisória. A expectativa é que o Legislativo avalie as matérias no início da próxima semana.

Orientações médica para evitar e combater o coronavírus

Bom saber:

A infecção pelo vírus Corona não causa um resfriado com o nariz pingando ou tosse com catarro, mas uma tosse seca: esta é a coisa mais fácil de se saber.

O vírus não resiste ao calor e morre se exposto a temperaturas de 26 a 27 graus: portanto, consuma, frequentemente, bebidas quentes, como chá, chá de ervas e caldo durante o dia ou, simplesmente, água quente: líquidos quentes neutralizam o vírus e não é difícil de beber. Evite beber água gelada ou comer cubos de gelo ou neve para quem estiver nas montanhas (crianças)!

Para quem pode fazê-lo, exponha-se ao sol!

1. A coroa do vírus é bastante grande (diâmetro de cerca de 400 a 500 nanômetros), portanto qualquer tipo de máscara pode detê-la: na vida normal, não são necessárias máscaras especiais.

Por outro lado, a situação é diferente para médicos e profissionais de saúde expostos a fortes cargas de vírus e que precisam usar equipamentos especiais.

Se uma pessoa infectada espirrar na sua frente, a três metros de distância, ela jogará o vírus no chão e impedirá que ele caia sobre você.

2. Quando o vírus é encontrado em superfícies metálicas, ele sobrevive por cerca de 12 horas. Portanto, quando tocar em superfícies metálicas, como puxadores, portas, eletrodomésticos, suportes em bondes, etc., lave bem as mãos e desinfecte-as cuidadosamente.

3. O vírus pode viver aninhado em roupas e tecidos por cerca de 6/12 horas. Detergentes normais podem matá-lo. Para roupas que não podem ser lavadas todos os dias, se você puder expô-las ao sol o vírus morrerá.

Como se manifesta:

1. O vírus primeiro se instala na garganta, causando inflamação e sensação de garganta seca. Este sintoma pode durar 3/4 dias.

2. O vírus viaja através da umidade presente nas vias aéreas, desce para a traquéia e instala-se no pulmão, causando pneumonia. Esta etapa leva cerca de 5/6 dias.

3. A pneumonia ocorre com febre alta e dificuldade em respirar, não é acompanhada pelo frio clássico. Mas você pode ter a sensação de se afogar. Neste caso, entre em contato com seu médico imediatamente.

Como você pode evitá-lo:

1. A transmissão do vírus ocorre, principalmente, por contato direto, tocando tecidos ou materiais nos quais o vírus está presente: lavar as mãos com frequência é essencial.

O vírus sobrevive apenas em suas mãos por cerca de dez minutos, mas em dez minutos muitas coisas podem acontecer: esfregar os olhos ou coçar o nariz, por exemplo, e permitir que o vírus entre na garganta…

Portanto, para o seu próprio bem e para o bem dos outros, lave as mãos com muita frequência e desinfecte-as!

2. Você pode gargarejar com uma solução desinfetante que elimina ou minimiza a quantidade de vírus que pode entrar na sua garganta: ao fazê-lo, você o elimina antes que ele desça na traquéia e depois nos pulmões.

3. desinfete o teclado do PC e os telefones celulares.

O novo NCP do coronavírus pode não mostrar sinais de infecção por muitos dias, antes dos quais não se sabe se uma pessoa está infectada. Mas, quando você está com febre e/ou tosse e vai ao hospital, seus pulmões já estão com 50% de fibrose e é tarde demais!

Os especialistas de Taiwan sugerem fazer uma verificação simples que podemos fazer sozinhos todas as manhãs: respire fundo e prenda a respiração por mais de 10 segundos. Se você completá-la com sucesso, sem tossir, sem desconforto, uma sensação de opressão, etc., isto mostra que não há fibrose nos pulmões, indicando, essencialmente, nenhuma infecção.

Em momentos tão críticos, faça essa verificação todas as manhãs em um ambiente com ar limpo!

Estes são conselhos sérios e excelentes de médicos japoneses que tratam casos de COVID-19. Todos devem garantir que a boca e a garganta estejam úmidas, nunca SECA. Beba alguns goles de água pelo menos a cada 15 minutos. POR QUE? Mesmo que o vírus entre na sua boca, a água ou outros líquidos o varrerão pelo esôfago e pelo estômago. Uma vez no estômago, o ácido gástrico mata todo o vírus. Se você não beber água suficiente com mais regularidade, o vírus pode entrar em seus brônquios e pulmões, o que é muito perigoso.

Compartilhe estas informações com sua família, amigos e conhecidos, por solidariedade e senso cívico.

Coronavírus: Planos de saúde terão de cobrir testes em caso de suspeita da doença

Foto: Victor Moriyama/Getty Images

Uma resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determina que planos de saúde terão de cobrir testes para diagnóstico da Covid-19, provocada pelo novo coronavírus. O texto foi publicado nesta sexta-feira, 13, no Diário Oficial da União. Na prática, a ANS incluiu os testes dentro do rol de procedimentos obrigatórios para os beneficiários de planos de saúde.

Os pacientes têm a cobertura quando for considerado caso suspeito ou provável da doença. O teste será coberto para os beneficiários de planos de saúde com segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência e será feito nos casos em que houver indicação médica, de acordo com o protocolo e as diretrizes definidas pelo Ministério da Saúde.

São considerados casos suspeitos pacientes que tenham tido febre acima dos 37,8°, tenham apresentado ao menos um sintoma respiratório nos últimos catorze dias e que se enquadrem em uma das seguintes situações: chegou do exterior, esteve em uma área com transmissão local – vale lembrar que São Paulo e Bahia são estados com transmissão local confirmada – ou teve contato próximo com caso suspeito ou confirmado para Covid-19.

Os sintomas respiratórios mais comuns da doença são tosse, produção de escarro, congestão nasal, coriza e dificuldade para respirar. A ANS orienta que os beneficiários consultem as operadoras de planos de saúde para se informar sobre os locais adequados para a realização do exame e esclarecer dúvidas sobre o diagnóstico ou tratamento da doença.

A agência também esclarece que a cobertura do tratamento aos pacientes diagnosticados com o Covid-19 já é assegurada aos beneficiários de planos de saúde, de acordo com a segmentação de seus planos (ambulatorial, hospitalar).

Serra do Ramalho: Secretários e pregoeiro são afastados e têm R$ 660 mil bloqueados por fraude e desvio de recursos

A Justiça Federal afastou do cargo, por 180 dias, os Secretários Municipais de Educação e de Administração da cidade de Serra do Ramalho, Maria Aparecida Rosa da Silva e Luciano Couto Sá Teles Dourado, respectivamente, além do pregoeiro do município, Leandro Lula da Silva.

A Justiça determinou também o bloqueio de até R$ 9,2 milhões em bens do prefeito Ítalo Rodrigo Anunciação Silva, do procurador do município Antônio Abreu Filardi, do ex-secretário de Obras Fábio Lucio Lustosa de Almeida, do controlador-geral Gelson Dourado Filho, da empresa Serra Auto Posto Ltda e seus sócios Nunes Brito de Oliveira e dos cônjuges Mário Abreu Filardi (irmão de Antônio Abreu Filardi) e Stephany Matos Fagundes de Castro; e da empresa Castro Barboza Construções Ltda, e seu sócio Leorge de Castro Oliveira.

Juntos, os treze respondem à ação de improbidade por estarem envolvidos em fraudes que levaram a cinco contratações ilegais pelo município, para o fornecimento de combustível e locação de veículos, entre 2017 e 2019, no valor de pelo menos R$ 9.259.824,58. Também foi determinada a suspensão dos contratos eventualmente vigentes entre a prefeitura e as empresas.

Os servidores públicos afastados estão proibidos de acessar ou frequentar as dependências da prefeitura e das respectivas secretarias, sob pena de multa de R$ 70 mil por cada descumprimento.

Governo antecipa pagamento do 13º salário para aposentados

Foto: iStock/Getty Images

O Ministério da Economia anunciou nesta quinta-feira (12) a adoção de providências para minimizar os impactos da pandemia do novo coronavírus para a população. Entre as medidas anunciadas, está a antecipação, para abril, do pagamento de R$ 23 bilhões referentes à parcela de 50% do 13º salário aos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS).

A pasta também anunciou a suspensão, pelo período de 120 dias, da realização de prova de vida dos beneficiários do INSS. De acordo com a Veja, essas são as primeiras decisões tomadas pelo grupo de monitoramento dos impactos econômicos da pandemia de Covid-19, que se reuniu ao longo do dia.

O colegiado foi instituído pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, com o objetivo de acompanhar a conjuntura e propor medidas para mitigar os efeitos econômicos do avanço da infecção no país. O grupo é constituído por representantes de todas as secretarias especiais da pasta, sob a coordenação do secretário-executivo, Marcelo Guaranys. O colegiado monitora as áreas fiscal, orçamentária, crédito, gestão pública, questões tributárias, setor produtivo, relação federativa, trabalho e previdência.

“A gente tem grandes preocupações com cadeias produtivas, verificar o que está sendo desabastecido, o que precisa de auxílio, por exemplo, com produtos hospitalares, se precisa de alguma facilidade para desembaraço aduaneiro, se precisa de alguma redução de tarifa de exportação, que medida precisa ser adotada a cada momento necessário. Estamos acompanhando, obviamente, os indicadores da economia e a necessidade de remanejamento de orçamento”, afirmou Marcelo Guaranys, ao comentar sobre como o grupo deve atuar.

WhatsApp chat