Dia: 4 de março de 2020

Artistas da região de Guanambi expõem obras na Assembleia Legislativa da Bahia

O escultor carinhanhense, Jota Vieira e a pintora guanambiense Rose Fernandes estão em Salvador no evento “Olhares”, expondo suas artes na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA).

O evento “Olhares”, é idealizado pela pintora Rose Fernandes e acontece até a próxima sexta-feira (06). O objetivo é realizar exposições de pinturas, fotografias e esculturas.

Em conversa com a reportagem da Agência Sertão, Jota Vieira falou sobre o evento e agradeceu aos apoiadores.

“A exposição está sendo um sucesso aqui em Salvador, quero agradecer a todos que estão contribuindo e contribuem com a gente, tanto os patrocínios quanto ao apoio moral que estamos recebendo. Muito Obrigado!”

Jota Vieira, é um artista carinhanhense que já expôs seus trabalhos em diversas cidades dos estados da Bahia, Minas Gerais e Goiás. As obras do escultor fazem parte do acervo de colecionadores de várias partes do Brasil e do mundo.

Condeúba: Realizada mais uma reunião de trabalho da Comissão Organizadora do Movimento Popular Asfalto JÁ!!!

 

A Comissão Organizadora do Movimento Popular Asfalto JÁ

Nesta noite de terça-feira dia 3 de março de 2020, foi realizado mais uma reunião da “Comissão Organizadora do Movimento Popular Asfalto JÁ”. O qual preconiza o asfaltamento da BA. 617 no trecho que liga as cidades de Condeúba à Caculé. Nessa reunião ficou definido alguns temas a ser desenvolvidos de imediato como, fazer a abertura do abaixo assinado no dia da reunião do Conselho Pastoral Paroquial – CPP, que será realizada no próximo dia 7/3, contendo a primeira assinatura do Padre José Silva. Ficou definido também a elaboração de um painel para ser colocado na BA. 617 saída de Condeúba rumo à Caculé, entre outros.

O Padre José Silva fez os seguintes comentários sobre o “Movimento Popular Asfalto Já!” Esse movimento surgiu como ação concreta da Campanha da fraternidade do ano de 2019, que teve como tema: “Fraternidade e Políticas públicas”. O seu surgimento nasceu pela vontade das pessoas, ainda que em grupo menor, porém trata-se de um desejo da população em geral de ver a BA 617 asfaltada. Não cabe fazer referência direta à Igreja Católica, apesar dela ser uma grande apoiadora, e nem a nenhuma organização política, pois seu caráter é, como o próprio nome diz, “popular”.

O objetivo do Movimento é sensibilizar a comunidade em torno da realização do asfalto que ligará Condeúba a Caculé, tendo, ainda, como principal finalidade desta luta: proporcionar o bem-estar à população em geral e o seu direito de ir e vir, despertando nas autoridades competentes, o interesse no asfaltamento desta via, por meio das atividades desenvolvidas como meio de chamar atenção e mostrar que este é um anseio da população.

O povo é o protagonista deste movimento, não devendo, portanto, deixar-se envolver com a presença de figuras políticas cujo interesse é particular. A concretização desta obra trará um grande benefício não somente para Condeúba e Caculé, mas para os diversos municípios, entre eles: Ibiassucê, Malhada de Pedras, Rio do Antônio, Guajeru, Jânio Quadros, Maetinga, Jacaraci, Mortugaba, Cordeiros, Piripá, Tremedal, Belo Campo e outros no entorno. Benefícios esses que vão além da locomoção entre as cidades que serão ligadas pelo asfalto, mas em outros importantes aspectos”, afirmou o Padre José Silva. Continue lendo

Carro do vice-prefeito de Anagé é alvejado por tiros; ninguém ficou ferido

Por Lula Bonfim

Foto: Reprodução / Blog do Anderson

O vice-prefeito de Anagé, Enoque Nolasco (PP), sofreu um atentado a tiros, por volta das 17h desta segunda-feira (2), quando visitava a Fazenda Formosa, no povoado de Lindo Horizonte. Nolasco, que também é pré-candidato à prefeitura do município no sudoeste baiano, não se feriu.

“Eu fui na Fazenda Formosa, próxima ao povoado de Lindo Horizonte, Anagé, deixei meu carro na cancela e adentrei para ver o gado que estava no pasto. Quando voltei, meu carro tinha sido alvejado por tiros de uma arma calibre 22, com vidro quebrado, dentre alguns acessórios que foram levados”, contou Enoque ao Bahia Notícias.

Nolasco encontrou duas balas disparadas em seu carro, mas não sabe precisamente quantos foram os disparos, visto que os pneus do veículo também foram atingidos pelos projéteis.

Foto: Reprodução / Blog do Anderson

“Pessoas que moram nos arredores da fazenda disseram que viram o carro, uma Ranger preta, rodando o local desde cedo, assim como os comerciantes de Lindo Horizonte também viram”, relatou o vice-prefeito, proprietário de 60 hectares de terra na fazenda.

Enoque diz não ter ideia de quem pode ter cometido o crime. “Não tenho inimigos. Apenas adversários políticos. Há grande especulação se isso pode ter sido para me amedrontar, pois tenho pretensões de me candidatar a prefeito”, avaliou.

O Bahia Notícias entrou em contato com a Delegacia de Polícia de Anagé, mas não encontrou o delegado Ricardo Alexandre Brant Ungaro, que está a trabalho em Caraíbas, cidade vizinha. Segundo obtidas com um funcionário, o pré-candidato está sendo esperado para prestar depoimento. Uma perícia ainda será realizada no veículo alvejado.

Foto: Arquivo Pessoal / Enoque Nolasco

Idosa de 73 anos faz engenharia após ser proibida pelo pai e marido de estudar

Dona Allice Serafim aprendeu a ler e escrever sozinha através da bíblia; ela é aluna do curso superior de engenharia de produção.

Allice Serafim, 73 anos, é aluna do curso de engenharia de produção: sonho de uma vida inteira realizado

Aos 73 anos, a aposentada encontrou na terceira idade a oportunidade de fazer a tão sonhada faculdade. Allice, que começou a trabalhar quando ainda era adolescente; nem chegou a terminar o ensino fundamental. Na época, quando estava nos primeiros anos do ensino básico, teve que parar por obrigação do pai. Ao se casar nova, também encontrou resistência do marido.

“Meu pai falou que não precisava estudar. Eu tinha muita vontade, mas não tinha liberdade. O tempo foi passando e não teve jeito, meu pai falou para eu casar. Quando fiz 19 anos, casei e lembro que pedi para o meu esposo, mas ele tinha o mesmo pensamento do meu pai”, contou a mãe de quatro filhos.

Ler e escrever ela aprendeu por conta própria. Foi com a bíblia, que Dona Allice conseguiu formular os primeiros textos. Como não podia estudar, Allice pegava um caderno, lápis e a bíblia para treinar. Foi praticando com o livro religioso, que ela conseguiu a própria alfabetização. “Falei pra Deus ser meu professor”.

A tão sonhada volta às aulas aconteceu em 2014, depois do falecimento do marido. O primeiro passo foi se mudar da Capital para Catanduva para terminar o ciclo básico por meio do sistema de Educação de Jovens e Adultos (EJA). “De 2014 até hoje não perdi nenhum dia de aula, nem quando machuquei o pé. Me orgulho muito disso”.

Allice não parou e antes de ingressar na faculdade, fez aulas de violão, informática básica, contabilidade e até de como se comunicar em público. E engana-se quem pensa que ela tem mágoas do pai pela impedição dos estudos. “Era diferente naquela época, não temos que acusar os pais”.

Na entrevista concedida via chamada de vídeo, a senhora de 73 anos até surpreendeu o repórter quando manuseava como poucos o recurso tecnológico. Quando no final da entrevista questiono sobre o que os estudos representam pra ela, Allice abre um sorriso e diz: “o estudo representa tudo na minha vida”, finalizou a idosa de 73 anos, que sabe como poucos o real significado de que nunca é tarde para estudar.

Diário da Região

WhatsApp chat