Fé católica: Arquidiocese de Feira de Santana completou 57 anos atendendo 4 milhões de baianos

Crédito: Natan Oliveira

A comunidade católica de Feira de Santana vive dias movimentados, por conta do Novenário em homenagem a Sant’Ana, padroeira do município. No entanto, este domingo (21) foi uma data especial por conta do 57º aniversário da Arquidiocese, que tem um importante trabalho na comunidade baiana e hoje assiste a uma população de mais de 4 milhões de pessoas no Estado.

Na década de 60 – mais precisamente em 1962 – a Diocese foi criada no dia 21 de julho, através da Bula “Quandoquidem novae” do Papa João XXIII (conforme Vaticano em Textos Fundamentais – Atos Oficiais da Santa Sé – Acta Apostolica e Sedis no ano de 1963 páginas 812 e 1070), desmembrada da Arquidiocese de São Salvador da Bahia. O primeiro bispo foi Dom Jackson Berenguer Prado (1962 – 1971). O segundo bispo foi Dom Silvério Jarbas Paulo de Albuquerque, OFM, (1973-1995).

Dom Itamar Vian assumiu a Diocese em 1995 e durante a sua gestão, no ano de 2002, o então Papa João Paulo II elevou a Igreja de Feira de Santana a categoria de Arquidiocese e o seu Bispo a dignidade de Arcebispo Metropolitano. Em setembro de 2005, o Papa Bento XVI desmembrou parte do território da Arquidiocese de Feira de Santana, criando a Diocese de Serrinha. Dom Itamar permaneceu a frente da Arquidiocese até o ano de 2015, quando o Papa Francisco nomeou Dom Zanoni Demettino Castro como novo arcebispo metropolitano e atualmente Dom Itamar segue atuando em Feira de Santana, mas como arcebispo emérito.

Pertencem à Província Eclesiástica de Feira de Santana as dioceses de Barra, Barreiras, Irecê, Juazeiro, Paulo Afonso, Rui Barbosa, Senhor do Bonfim e Serrinha. A Província Eclesiástica de Feira de Santana tem uma superfície de 312.637 km²; população de 4.221.313 habitantes; 163 municípios e 174 paróquias. A Arquidiocese de Feira de Santana tem a superfície de 6.730 km²; população: 882.958 habitantes; 19 municípios e 36 paróquias. O grande objetivo é evangelizar, com renovado ardor missionário, testemunhando Jesus Cristo, em comunhão fraterna, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para formar o povo de Deus e participar da construção de uma sociedade justa e solidária, a serviço da vida e da esperança nas diferentes culturas, a caminho do reino definitivo.

COMEMORAÇÃO

Nessa data especial aconteceu uma missa solene celebrada na Catedral Metropolitana, seguida de batizados e às 10 horas, aconteceu mais uma celebração com a Procissão das Crianças. Às 17 horas, mais uma missa na Província Eclesiástica de Feira de Santana (na parte de cima do mapa) tem uma superfície de 312.637 km²; população de 4.221.313 habitantes; 163 municípios e 174 paróquias rezada e na sequência aconteceu a 5ª noite do Novenário tendo como tema “Igreja, Casa do Anúncio do Evangelho da família”. A noite foi dedicada à igreja particular de Feira de Santana, às famílias e aos dizimistas. Foram homenageados Encontro de Casais com Cristo, Pastoral Familiar e Pastoral do Dízimo e o pregador foi o Monsenhor Luiz Rodrigues Oliveira (Pároco da Paróquia Senhor dos Passos em Feira de Santana).

FONTE: Da Redação/Folha do Estado

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.