Arquivos diários: 4 de fevereiro de 2019

Presidente Jânio Quadros: Corpo de homem é encontrado em estado de decomposição

Foto: WhatsApp

Um corpo de um homem morto foi encontrado em avançado estado de decomposição, nesta segunda-feira (04), na cidade de Presidente Jânio Quadros. Segundo informações o corpo foi localizado na zona rural do município por populares que passavam pelo local. De acordo com a polícia, o corpo pode ser de um morador da cidade que estava desaparecido. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) realizou a perícia na localidade. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) em Brumado.

Ibipitanga/Boninal-BA: Forte chuva acompanhada de vendaval e granizo deixam moradores assustados.

Uma chuva forte acompanhada de vendaval e granizo, que caiu na cidade de Ibipitanga, sudoeste da Bahia, deixou moradores assustados.

Segundo informações, o temporal foi registrado na tarde desde domingo 03 de fevereiro de 2019, choveu forte em vários pontos do município, em alguns deles acompanhado de vento e granizo, alvores, barracas de feirantes foram derrubas pelo vento, apesar de alguns danos não temos registros de pessoas feridas. [LBS]

Moradores de Boninal Chapada Diamantina-BA, , se assustaram com a chuva de granizo que atingiu a cidade na tarde deste domingo (03). Além das pedras de gelo, uma ventania também acompanhou a chuva, que derrubou árvore da pequena cidade.

Governo reduz prazo de validade das declarações de aptidão ao Pronaf para dois anos

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina, assinou ontem, 30, portaria alterando o prazo de validade da Declaração de Aptidão (DAP) ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), que passa de um para dois anos. Essa medida estava entre as metas anunciadas para os primeiros 100 dias do Governo Federal.

De acordo com a ministra, a partir da publicação prevista para esta quinta-feira no Diário Oficial da União (DOU), as DAPs ativas permanecem assim por dois anos, a contar da emissão até o decurso do prazo. “Da forma como estava a norma, seriam afetados cerca de 2,5 milhões de registros, gerando demanda por emissão de novas DAPs incompatível com a capacidade de emissão da rede”, afirmou. Foi evitada, conforme explicou, a possibilidade de colapso no sistema, o que prejudicaria agricultores familiares e cooperativas da agricultura familiar em todo o país.

A nova portaria altera a publicada em 24 de agosto do ano passado, que havia fixado a validade da DAP até o próximo dia 27 de fevereiro e o prazo para a emissão em um ano.

A DAP funciona como carteira de identidade do agricultor familiar e dá acesso as linhas de crédito rural do Pronaf, aos programas de compras institucionais, como a Aquisição de Alimentos (PAA) e o de Alimentação Escolar (PNAE), além da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), o Programa Garantia Safra e o Seguro da Agricultura Familiar, além de outras 15 políticas públicas.

O secretário de Agricultura Familiar do Mapa, Fernando Schwanke, disse que ainda neste ano a secretaria fará a migração do atual sistema de DAPs para a do Cadastro da Agricultura Familiar (CAF), mais completo, utilizando outras bases de dados existentes, o que diminuirá o risco de fraudes nas suas emissões.

ASCOM/MAPA

Tribunais dão adicional a todo tipo de aposentadoria

Fernanda Brigatti
do Agora

O direito ao adicional de 25% nas aposentadorias ainda não é reconhecido administrativamente, mas cada vez mais segurados conseguem o benefício na Justiça.

Para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), somente aposentados por invalidez podem pedir o pagamento do complemento no benefício caso precisem de auxílio permanente de outra pessoa.

No ano passado, porém, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu que todos os beneficiários que se enquadrem nessa situação (a necessidade de ajuda) devem receber o adicional.e

Brumadinho já não comporta tantos velórios

Foto: Reprodução/TV Globo

Em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o luto encobriu a cidade que sempre foi um refúgio cultural e ecológico. Dona Nezinha e seu Tonico montaram banca de verduras no centro da cidade como fazem há 30 anos, mas os fregueses foram poucos. “Não dá vontade, tem hora, nem de alimentar direito, tanta tristeza”, disse a feirante ao G1.

Na praça do coreto, na rua da igrejinha e no comércio da cidade, o sentimento é o mesmo. Por causa do número de mortos, o prédio do velório municipal não foi suficiente. Outros dois locais foram improvisados para receber as famílias. A fila não para.

A barragem que se rompeu fica a 9 km de distância do centro da cidade que não foi atingida pela lama. O vale tem 18 bairros rurais, entre eles o do Córrego do Feijão que fica bem perto da mina. O rejeito que vazou chegou a algumas casas.