Tomate e feijão com preços em alta se tornam os vilões da economia na mesa dos brasileiros

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

A alta do preço do tomate e do feijão fez com que os itens se tornassem os vilões da economia no orçamento dos brasileiros. O tomate, que antes era vendido por cerca de R$ 3, pode chegar a R$ 6 nos mercados, nesta semana.

Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o feirante Irênio Meira, que trabalha no Mercado Municipal, disse que adquiriu a caixa do legume por R$ 80, quando costumava pagar R$ 50. Segundo ele, os produtores alegam que não estavam conseguindo obter os lucros necessários para manter a produção com os valores baixos. “Eles estavam trabalhando no vermelho, sem conseguir manter as despesas na roça.

Quem paga a diferença é o consumidor final”, disse. Já o feijão, alimento de primeira necessidade na mesa do brasileiro, pode chegar às prateleiras custando até R$ 8. A nossa reportagem conversou com o cerealista Samuel Ramos, que explicou que, apesar da alta, o preço começou a declinar novamente.

Segundo ele, o aumento no preço se deu por conta da seca e da defasagem no valor do alimento. Até o mês junho, o cerealista acredita que o kg do feijão passe a custar R$ 5, diante do necessário reajuste para o lucro dos produtores.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.