Chuva em Salvador: Rios transbordam, carros ficam ilhados e desmoronamentos causam transtornos

Foto: Divulgação/CBMBA

A chuva que cai em Salvador causa transtornos e prejuízos desde a madrugada desta terça-feira (26). Rios transbordaram, como nas regiões do Bom Juá, Lucaia e Bate Facho.

Diversos pontos de alagamento pela cidade causaram transtornos a pedestres e motoristas durante a manhã. Salvador registrou uma maior quantidade de chuva do que o esperado para todo o mês de novembro só nesta terça-feira.

As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Segundo a meteorologista Cláudia Valéria, até as 10h desta terça, foram registrados 114 mm de chuva na capital baiana, enquanto a média histórica do mês é de 106 mm.

Condeúba: Chuva forte com trovões e muitos relâmpagos, passou por aqui e também na região

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Após dias de intenso calor na região, voltou a chover na cidade de Condeúba na noite deste sábado (16). A chuva assustou os moradores do município, que além da forte, os incessantes relâmpagos e trovões deixaram a população com medo. Recebemos muitos contatos de moradores de diversas localidades do município relatando sobre as fortes chuvas que por lá estava passando. Em determinadas regiões eram mais intenso o vendaval inclusive com ventos fortes, não tivemos notícias de algum estrago provocado pelas fortes chuvas que caíram nesta noite de sábado. Os moradores ainda ficaram sem energia por volta de 4 a 5 minutos, devido uma queda no fornecimento. De acordo com o Clima Tempo, a temperatura tem mínima de 20° e máxima de 35°. Por tanto, há previsão de mais chuva para o dia de hoje.

Igaporã: Chuva inunda parte da cidade e deixa dezenas de desabrigados

Foto: Rádio Igaporã

A forte chuva que caiu sobre Igaporã, causou inúmeros prejuízos em várias partes da cidade. São dezenas de desabrigados e muros caídos. O córrego Baco-Pari, juntamente com outros riachos temporários, transbordaram e inundaram toda a área próxima à Praça do Forró, invadindo os imóveis do loteamento localizado entre a Praça do Forró e o Bairro Alto da Usina.

A população tem se mobilizado para ajudar os desabrigados, que também conta com o auxílio do poder público. De acordo com a Rádio Igaporã, a Coelba anunciou o corte no fornecimento da energia no local como medida de prevenção a possíveis acidentes com a rede elétrica.

A situação permanece difícil para os moradores do loteamento já que as chuvas continuam. Dois pontos de coleta para arrecadar donativos para os desabrigados estão funcionando no Hospital Municipal José Olinto Cotrim e na Secretaria Paroquial da Igreja Católica.

Condeúba: Caiu uma verdadeira tromba d’água ontem a noite, quebrando barragem e sangrando as outras

Por Oclides da Silveira

Barragem do Riacho Seco de Gerosino começando a vazar água por cima da banca

 Ontem no início da noite dia 29 de outubro de 2018, caiu uma verdadeira tromba d’água, na sede foi 70 milimetros, mas temos notícia que em determinados locais da zona rural choveu mais. Foi chuva como não tinha visto por aqui nos últimos 10 anos, afirmou um popular. A barragem do Baixão vizinha a casa da vereadora Nena, não suportou o volume de água e acabou quebrando toda a banca, causando grandes estragos rio abaixo, invadiu as casas, derrubou os muros do Cemitério e causou grandes prejuízos materiais, chegando na barragem da Canabrava, a água passou por cima da banca. Com a Barragem do Tamboril que sangrou, assim como na barragem do Riacho Seco de Gerosino que está passando por cima causando estrago na banca e consequentemente a barragem da Cerquinha também já está sangrando. A próxima a receber esse volume de água, será o Açude do Champrão, o que ocorrerá dentro de algumas horas, pois o Rio do Morro está descendo um grande volume de água.

A consequência de tudo isso foram prejuízos materiais, pois, a água foi levando tudo que achava pela frente, como gados, cavalos, porcos galinhas, muros de casas, árvores, bombas instaladas nas regiões por onde passou a correnteza, causo muitos estragos. Todas as localidades estão sem comunicação, devido a falta de energia e a queda consequentemente da internet, mesmo porque, nessas regiões são poucos os locais que chega o sinal para telefones.

Foto do Rio do Morro no Distrito da Feirinha

Esse pluviômetro é da cidade de Mortugaba a chuva que caiu lá foi 120 milímetros

Cemitério do Baixão de Nena, água levou todos os muros

 

Paramirim: Chuva de granizo invade hospital e compromete atendimento

telhadoFoto: Laércio Sampaio/Achei Sudoeste

Uma chuva de granizo causou diversos estragos em vários locais na cidade de Paramirim, a 130 km de Brumado, nesta terça-feira (02). Segundo apurou o site Achei Sudoeste, a força da água invadiu o Hospital José Américo Resende e comprometeu o atendimento no local. Várias goteiras surgiram na unidade e telhas foram arrancadas pela força do vento. Continue Reading

Chuvas deixam mais de 300 moradores desabrigados em Itarantim

chuva 20

Chuva forte deixa Itarantim debaixo de água – Foto: Reprodução TV  Bahia

As chuvas fortes que atingiram a cidade de Itarantim, sudoeste da Bahia, na madrugada de terça-feira (12) deixaram mais de 300 pessoas desabrigadas até esta sexta-feira (15). São 323 pessoas desabrigadas, que fazem parte de 88 famílias, que precisaram deixar suas casas por conta da chuva, até que sejam feitos reparos nos imóveis. Outras 55 pessoas, que moram em 15 casas, estão desalojadas, ou seja, não podem retornar para os imóveis porque foram condenadas pela Defesa Civil.

De acordo com o G1, no total, somando desalojados e desabrigados, foram 378 pessoas atingidas pelos efeitos do temporal. Segundo a prefeitura, estão disponíveis abrigos em creches e escolas, mas a maioria dos moradores preferiu se hospedar na casa de parentes.

Na terça-feira, choveu 180 milímetros no período de três horas na cidade. Muitas ruas ficaram danificadas e crateras foram abertas. Duas pontes também foram danificadas. Os bairros mais atingidos foram de Tancredo Neves, Bob Kenedy, Senhor do Bonfim, Cajazeiras e parte do Presidente Médici.

Jequié: temporal causa alagamentos e desabamentos

jequie3Uma forte chuva também atingiu a cidade de Jequié, localizada a 150 Km de distância de Vitória da Conquista, na manhã desta quarta (29). Lá, o temporal causou alagamento e desabamentos.jequie8Várias ruas ficaram alagadas, muros caíram e casas foram invadidas pela água. No entanto, não há registro de desaparecidos, nem pessoas feridas gravemente. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a chuva começou por volta das 4h e causou dois desabamentos, além de uma vítima ter sido resgatada de alagamento.

Segundo a prefeitura, os trabalhos para limpeza das áreas atingidas já foram iniciados. Além disso, um comitê emergencial envolvendo as secretarias municipais para atender os moradores e tentar solucionar os problemas causados pela chuva.

Fotos: Divulgação prefeitura de Jequié