Desemprego fica em 12,5% em abril e atinge 13,2 milhões

O Brasil registrou uma taxa de desemprego de 12,5% no trimestre encerrado em abril, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta sexta-feira, 31, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A falta de trabalho atinge 13,2 milhões de brasileiros.

O resultado ficou dentro das expectativas de analistas, que esperavam uma taxa entre 12,3% e 12,8%. De acordo com a Veja, o índice representa um recuo em relação à taxa de 12,7% registrada no trimestre encerrado em março. O número também é inferior ao observado no trimestre encerrado em abril de 2018, de 12,9%. “O mercado de trabalho deu uma resposta.

Você tem um mercado que aumenta o número de vagas e estanca o aumento de desempregados. Mas, por outro lado, você tem recordes negativos”, disse o coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE, Cimar Azeredo.

A renda média real do trabalhador chegou a 2.295 reais nos três meses até abril, enquanto no primeiro trimestre foi de 2.304 reais e no mesmo período de 2018, de 2.281 reais.

O período foi marcado por aumento da ocupação, com o total de pessoas ocupadas subindo a 92,4 milhões entre fevereiro e abril, de 91,9 milhões no trimestre até março e 90,4 milhões no mesmo período do ano passado.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *