Arquivo da tag: Racismo

Suíca diz que racismo tem travado Estatuto da Igualdade Racial na Câmara de Salvador

O vereador Suíca (PT) acredita que o racismo tem sido o principal entrave para a votação do projeto do Estatuto da Igualdade Racial na Câmara de Salvador.

“O racismo e muita gente não gosta de falar sobre isso. Já utilizei a tribuna da Casa para denunciar o racismo. Fizemos diversos debates e audiências públicas. E as pessoas ligadas a outras religiões não participaram de nenhuma. Denunciei que isso era racismo”, disse o petista ao BNews durante a concentração para a saída do Ilê Ayiê, no Curuzu, na noite deste sábado (02).

Bahia: MP lança aplicativo para mapear casos de racismo

Fonte: Correio

Será lançado no dia 19 de novembro pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA), um aplicativo para mapear os casos de racismo no estado. Quem for vítima ou testemunha de episódios racistas poderá denunciar através do celular. A partir do lançamento, o ‘Mapa do Racismo’ estará disponível para qualquer cidadão que queira baixá-lo no seu celular.

Na data de lançamento, comemora-se o Dia da Consciência Negra. O evento será na sede do MP-BA, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, a partir das 9h. A iniciativa é do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação (Gedhdis), coordenado pela promotora de Justiça Lívia Vaz, e do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (Caodh), coordenado pela promotora de Justiça Márcia Teixeira. O ‘Mapa do Racismo’ possibilitará o georreferenciamento dos casos de racismo e disponibilizará ao público os dados estatísticos dos registros por município. Continue lendo Bahia: MP lança aplicativo para mapear casos de racismo

Número de casos de intolerância religiosa aumenta 300% na Bahia

O número de casos de intolerância religiosa registrados em 2016 na Bahia pelo Grupo de Atuação Especial de Combate à Discriminação (GEDHDIS), do Ministério Público Estadual (MPE-BA), aumentou 300% em relação ao ano anterior. Em nota, o MPE-BA informou que foram computados 13 casos em 2015, enquanto neste ano já foram registrados 56 casos.

Ainda segundo o Ministério Público, os casos registrados resultaram em instauração de inquéritos policiais, denúncias, recomendações e acordos entre as partes envolvidas.

De acordo com o G1, por conta do Novembro Negro, mês do Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado no último domingo (20), o MPE-BA informou que expediu aos promotores de Justiça e às instituições públicas e privadas, uma nota técnica orientando sobre a imposição de limites sonoros durante cultos e liturgias de religiões de matriz africana.

Segundo a promotora de Justiça Lívia Santana Vaz, que coordena o Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação (GEDHDIS), a finalidade é impedir que pessoas ou grupos utilizem o arcabouço legal de combate à poluição sonora para praticar atos de intolerância religiosa.

Brumadense Tiago Zanfolin nega acusação de injúria racial contra Taís Araújo e Majú

Ao lado do seu advogado, o brumadense Tiago Zanfolin Santos da Silva, de 26 anos, conversou com a imprensa na manhã desta quarta-feira (16) e negou as acusações de ter praticado crimes de injúria racial e racismo e de fazer parte de uma organização criminosa.

O acusado explicou que os ataques partiram de perfis falsos criados dentro de um grupo que era administrado por ele. Tiago esclareceu que os grupos foram criados apenas para compartilhamento de conteúdo e outros grupos que não são ligados a esse tipo de crime.

Segundo ele, quando era administrador de um grupo, entre 2013 e 2014, saiu do mesmo e o deixou inativo. Porém, hackers o teriam invadido. Ele chegou a fazer um boletim de ocorrência na delegacia na época. Através do seu notebook e celular, apreendidos pela polícia.

Tiago garante que a polícia poderá comprovar que não faz parte de grupos criminosos. Todos os objetos serão encaminhados ao Departamento de Polícia Técnica do Rio de Janeiro, onde serão periciados. O jovem permanece custodiado temporariamente na delegacia de Brumado.

                                                                          Repercussão Nacional

tais-araujo-maria-julia-coutinho-91

Em entrevista à imprensa, o titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio, Alessandro Thiers, explicou em detalhes a operação em sete estados – Rio, Paraná, Santa Catarina, Bahia, Minas, São Paulo e Rio Grande do Sul – que aconteceu mais cedo e teve cinco presos, inclusive um brumadense.

Segundo Thiers, apenas um grupo foi responsável por ofensas racistas na internet contra Taís Araújo, Maria Júlia Coutinho e Sheron Mezes. Ao todo, a ação teve quatro prisões e tem como objetivo cumprir quatro mandados de prisão e 11 de busca e apreensão.

A operação ganhou enorme repercussão, sendo amplamente divulgada pelos principais veículos de comunicação do país. Os programas jornalísticos da TV Globo estão divulgando o caso. A atriz Taís Araújo comentou o caso. “Fico feliz que a justiça tenha sido feita. Espero que crimes desse tipo, contra qualquer mulher negra, não fiquem impunes”.