Sul da Bahia: Avião que caiu em Maraú é de propriedade de banqueiro; uma pessoa morreu

aeronave que caiu na tarde desta quinta-feira (14), em Maraú, seria, segundo registro da Agência Nacional de Aviação Civil, de propriedade do banqueiro José João Abdalla Filho. Segundo a polícia rodoviária, uma pessoa morreu com a queda do avião. As vítimas não tiveram seus nomes e idades divulgadas.

Identificado como um bimotor Cessna Aircraft modelo 550, de matrícula PTLTJ, o avião é de fabricação da década de 1980. Os outros feridos foram levados para o posto de saúde de Barra Grande. Conforme noticiou o R7, o empresário e nenhum outro familiar estava a bordo.

Abdalla Filho tem 74 anos, é político e dono do banco Clássico. Atualmente é considerado o nono homem mais rico do Brasil (769 do mundo), com uma fortuna estimada de US$ 3,1 bilhões (R$ 12,9 bilhões), de acordo com a revista de negócios Forbes.

Segundo a revista Extra, Abdalla ainda é dono de 1% da Petrobras, de 4% da Eletrobras e de fatias que variam de 6% a 10% das companhias de energia elétrica Cemig e Tractebel, da concessionária de gás CEG e da Kepler Weber.De acordo com dados da Anac, a aeronave de Abdalla foi fabricada em 1981 e estava com o certificado de aeronavegabilidade em situação regular.

Queda de avião mata governadora e marido

Relatos da imprensa mexicana indicam que a queda ocorreu logo após a decolagem, da cidade de Puebla.

A governadora do estado de Puebla, no México, Martha Erika Alonso

A governadora do estado de Puebla, no México, Martha Erika Alonso, morreu nesta segunda-feira (24) na queda da aeronave em que viajava, dez dias após ter tomado posse.

Ela estava acompanhada do marido, o senador e ex-governador de Puebla Rafael Moreno Valle, que também morreu. Não está clara a situação do piloto.

As mortes foram confirmadas pelo presidente Andrés Manuel López Obrador nas redes sociais.

Relatos da imprensa mexicana indicam que a queda ocorreu logo após a decolagem, da cidade de Puebla.

As causas da queda ainda não estão claras. Puebla é um dos estados mais populosos do México.

Membro do Partido da Ação Nacional (PAN, direita), Alonso, 45, se tornou a primeira governadora mulher de Puebla em eleições muito violentas e disputadas. Um tribunal eleitoral precisou validar os resultados meses após a votação, devido a acusações de fraude.

Com informações da Folhapress.