Consumo da carne de frango diminui risco de câncer de mama

Trocar a carne vermelha pela branca é uma recomendação antiga dos profissionais de saúde como forma de evitar uma série de problemas de saúde. Agora, novo estudo indica que essa troca pode reduzir o risco de câncer. Os pesquisadores descobriram que mulheres que comem carne de aves, como frango, peru e pato, apresentam 15% menos risco de desenvolver câncer de mama.

Já as mulheres que preferem a carne de boi ou porco estão 23% mais propensas a receber o diagnóstico da doença. “A carne vermelha foi identificada como um provável agente cancerígeno e pode estar associado ao aumento do risco de câncer de mama. Já a carne de frango pode reduzir este risco”, explicou Dale Sandler, principal autor do estudo, ao The Independent.

O novo estudo, publicado na revista International Journal of Cancer, não é o primeiro a identificar os perigos do consumo da carne vermelha. Em 2014, estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, revelou que o maior consumo do alimento durante o início da vida adulta eleva o risco de câncer de mama.

Já uma pesquisa deste ano, realizado pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, mostrou que o consumo de carnes processadas, como salsicha, presunto, linguiça e bacon, durante quatro dias na semana eleva o risco de câncer intestinal em 20%.

Por causa disso, especialistas recomendam que as pessoas reduzam o consumo da carne vermelha, especialmente as processadas, e substitua as porções por uma combinação de frango, leguminosas, nozes e peixe.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.