Câmara de Guajeru apura desvio de verba pública e deve acionar MPF contra a administração local

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Uma comissão especial de inquérito foi montada na Câmara de Vereadores de Guajeru a fim de investigar a denúncia de desvio de verba pública na prefeitura do município. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o vereador Irmo Gomes (PP), popular Loza, informou que a própria prefeitura abriu uma sindicância interna e constatou o desvio de mais de R$ 300 mil. À parte das providências adotadas pelo prefeito Gil Rocha (PDT), Irmo disse que o legislativo resolveu fazer a sua própria investigação. “Nos reunimos várias vezes, ouvimos algumas pessoas.

Conseguimos apurar que o dinheiro realmente foi desviado de vários setores, da saúde, educação, da merenda escolar, em nome de funcionários que já não trabalham mais”, explicou. O vereador afirmou que a comissão já preparou um relatório com o parecer final e o documento será utilizado para abrir uma representação contra a administração no Ministério Público Federal (MPF), no Ministério Público Estadual (MPE) e no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Sobre o possível envolvimento do prefeito no esquema, Loza declarou que a Câmara não descarta a participação do gestor nos desvios. “O gestor é quem tem o comando da administração. O servidor que fez o desvio era cargo de confiança subordinado ao prefeito. Esses desvios foram constatados ao longo de seis anos. Há possibilidade de participação dele, senão direta, pelo menos indiretamente”, concluiu.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.