Categoria: Cidade

Dom Basílio: Prefeito diz que as restrições são em locais onde há possibilidade de aglomerações

Foto: Lay Amorim

O prefeito da cidade de Dom Basílio, Roberval de Cássia Meira (PL), o popular Galego, publicou nesta quarta-feira (13) decreto restringindo novamente o funcionamento do comércio não essencial no município.

Em entrevista, ele destacou que a prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, tem realizado um amplo e rigoroso trabalho de prevenção e acompanhamento da pandemia, porém a segunda onda da Covid-19 foi determinante para que novas medidas de contenção fossem adotadas.

“Em Dom Basílio, assim como em todo país, houve um aumento de casos. Nos próximos dez dias, precisamos endurecer um pouco mais de modo a conter esse avanço”, explicou.

O gestor salientou que, nesse momento, as restrições se dão especificamente nos locais onde há possibilidade de aglomerações, como academias, restaurantes, lanchonetes, bares e feiras livres.

Passado o pico dessa segunda onda, previsto para o dia 31 de janeiro na cidade, Meira espera que as restrições possam ser cessadas.

Maguito Vilela, prefeito licenciado de Goiânia, morre em São Paulo

O prefeito estava internado no Albert Einstein desde 27 de outubro.

Foto: TSE

O prefeito licenciado de Goiânia Maguito Vilela, de 71 anos, morreu às 4h10 desta quarta-feira (13), segundo nota divulgada, no começo da manhã, pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

De acordo com a nota, Maguito estava internado desde 27 de outubro do ano passado, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da covid-19.

Na sua carreira política, Maguito Vilela passou por vários cargos públicos no estado de Goiás. Ele foi vereador, senador, prefeito e governador. Antes da vida pública, foi professor e advogado.

Ibicoara: Terreno desmatado é encontrado em área de proteção ambiental

Foto: Reprodução/TV Bahia

Segundo informações da Secretaria de Meio Ambiente e da Companhia Independente de Polícia e Proteção Ambiental da cidade, a fiscalização chegou à área desmatada após denúncias de incêndios no local, que fica a cerca de cinco quilômetros da zona urbana da cidade.

Aproximadamente 126 metros cúbicos de madeira foram encontrados no local e, segundo a prefeitura, o material será doado. A administração municipal acredita que o local teria sido desmatado para uma plantação irregular de café. Ainda segundo a prefeitura de Ibicoara, a área desmatada fica dentro de uma propriedade privada. Os proprietários estão sendo procurados.

Polícia apreende explosivo e munição para fuzil em área de mata de Simões Filho

Foto: Divulgação/SSP-BA

Explosivo e munições foram apreendidos em uma área de mata na localidade de São José, em Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador, na segunda-feira (11). Suspeitos que estavam no local conseguiram fugir. Segundo a polícia, equipes da 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) encontraram os materiais ilícitos durante uma patrulha, quando visualizaram homens em uma área de mata fechada.

Quando os policiais se aproximaram, o grupo atirou contra a equipe e fugiu. Sacolas que estavam com os criminosos foram abandonadas no local. Dentro delas foram apreendidos um explosivo e munições para fuzil e espingarda. Os materiais foram apresentados na 22ª Delegacia Territorial (DT) do município.

Brumado: APLB avalia protocolos e cobra dados técnicos de biossegurança para retorno das aulas presenciais

Juntamente com o Conselho Municipal de Educação e o Ministério Público, a APLB Sindicato está colaborando no processo de avaliação do protocolo de biossegurança para retomada das aulas presenciais em Brumado. Em entrevista Vanuza Lobo presidente da APLB, disse que ainda falta a realização de um estudo técnico para endossar a viabilidade do documento.

“Não temos aporte para fazer esse estudo. Precisaríamos da Vigilância Sanitária, do parecer de um infectologista, de pediatras, psicólogos, segurança e medicina do trabalho. Precisamos do parecer deles para avalizar e dizer como deve ser esse retorno. Tem que haver esse estudo técnico. São vidas!”, pontuou.

Lobo criticou que o Município, apesar de ter toda a máquina pública à sua disposição, não apresentou sequer a participação da Secretaria de Saúde na elaboração do protocolo. “Como vamos levar crianças, adolescentes e professores em um espaço para trabalhar sendo que não houve um estudo técnico?

O documento contou apenas com o senso comum. Tem referenciais, mas no corpo do documento não existem as questões de logística, cronograma, como vai ser o distanciamento. Somos a favor do retorno, mas com segurança, depois da vacina”, declarou.

Tanhaçu: Professores cobram salários e 13º ainda não pagos pela prefeitura na gestão anterior

Os servidores públicos do município de Tanhaçu, ainda não receberam os salários do mês de dezembro, bem como o 13º. Em entrevista Valdirene Pereira, presidente do sindicato da categoria, disse que a situação tem gerado muita indignação entre os trabalhadores.

“Isso não existe, é vergonhoso, inadmissível. O ex-gestor, Jorge Teixeira Rocha (DEM), deixou o mês de dezembro sem pagar. Também deixou de pagar parte do 13º e os servidores comissionados”, relatou.

Segundo Pereira, o então prefeito não cumpriu o que havia sido acordado, através de sua assessoria jurídica, com o sindicato. Apesar disso, a presidente destacou que a dívida é do Município para com os servidores.

“Não somos funcionários de prefeito ou político. Somos funcionários do Município. Então, a dívida é do Município. O ex-gestor enviou uma remessa para o banco para efetuar os pagamentos. Agora, dependemos do atual prefeito. Estamos à mercê de novas ações para recebermos os nossos proventos”, completou.

Conquista: Herzem Gusmão tem melhora significativa e pode ser transferido para unidade semi-intensiva

Um novo áudio com atualizações do quadro clínico do prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão (MDB), foi divulgado nas redes sociais do gestor nesta segunda-feira (11). O áudio foi gravado pelo médico e filho do prefeito, Danillo Gusmão, que está acompanhando o pai no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

De acordo com Danillo, Herzem segue tendo melhoras e diminuindo a necessidade de utilizar o suporte de oxigênio. Diante das melhoras apresentadas, a equipe médica que está cuidando do prefeito já estuda sua transferência da UTI para uma unidade semi-intensiva.

Herzem está internado em São Paulo desde o final de dezembro tratando uma lesão pulmonar causadas pela Covid-19. Além da idade avançada, ele é diabético e ex-fumante.

Família de criança com atrofia muscular entra na Justiça para governo federal comprar remédio mais caro do mundo

Foto: Reprodução/TV Sudoeste

Os pais do pequeno Victor Salvatore, o bebê de um ano e 11 meses que nasceu com atrofia muscular espinhal (Ame), em Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, entraram na Justiça para que o governo federal faça a compra do medicamento indicado pelos médicos para tratar a doença. Hoje, o garoto toma um medicamento chamado Spinraza, que custa R$ 380 mil a dose, e a família luta para que o governo pague o Zolgensma, que é considerado o remédio mais caro do mundo, custando cerca de R$ 12 milhões.

A medicação foi registrada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária em agosto de 2020. O prazo máximo para a criança tomar a medicação é até os dois anos de idade. “A gente está vivendo uma corrida contra o tempo, porque Victor completa dois anos no dia 10 de fevereiro. O prazo está muito curto para a gente conseguir a liberação do valor pela União, para a gente conseguir fazer a compra da medicação e a importação dela para o Brasil, até chegar o dia de tomar a medicação e já vai estar bem em cima do aniversário dele completar dois anos”, explica Darlan Souza, pai de Victor.

A atrofia muscular espinhal é uma doença genética e é a maior causa genética de mortalidade infantil, segundo estudos científicos. As medicações aumentam a produção da proteína SMN, que possibilita os movimentos motores e, no caso do Zolgensma, é possível neutralizar os efeitos da Ame. Em 2020, os pais de Victor chegaram a criar uma vaquinha virtual para arrecadar os R$ 12 milhões do Zolgensma. Parte do dinheiro já foi arrecadado e a família entrou na Justiça, em dezembro, para que o governo federal pague o restante.

A Justiça deu o prazo de dez dias corridos para que o dinheiro fosse depositado. No entanto, esse prazo venceu no dia 30 e o dinheiro não foi depositado. A Justiça então deu um novo prazo, desta vez até 14 de janeiro. A TV Sudoeste entrou em contato com o Ministério da Saúde, que ainda não se manifestou sobre o caso.

Polícia procura por suspeito de dopar e estuprar filha de 13 anos em Itapetinga

A Polícia Civil de Itapetinga, cidade do sudoeste da Bahia, procura um homem de 49 anos suspeito de dopar e estuprar a filha de 13 anos. Segundo informações da polícia, o caso foi denunciado pela mãe da vítima. A adolescente, que estava em São Paulo e foi visitar o pai em Itapetinga, tomou um açaí oferecido por ele e ficou sonolenta. Ao acordar, ela flagrou o homem mexendo nas partes íntimas dela.

De acordo com a polícia, ao contar para a mãe a irmã mais velha da vítima também revelou que já foi vítima de abuso por parte do pai, quando ainda era menor de idade. A polícia informou que a adolescente chegou a ser submetida a exames e não foi confirmado o rompimento hímen, mas o suspeito vai responder por estupro de vulnerável. O órgão informou que a jovem está sendo assistida pelo Conselho Tutelar de Itapetinga. O caso é investigado na delegacia da cidade.