Ônibus cai de viaduto e deixa 2 mortos e 40 feridos em Goiânia

Foto: Divulgação/PC

Duas pessoas, que ainda não foram identificadas, morreram em um acidente de ônibus, neste domingo (27), na BR-153, em Goiânia, ao lado do Ginásio Goiânia Arena. De acordo com a Polícia Civil, o veículo, que era clandestino, caiu de um viaduto, bateu contra um poste e acabou tombando às margens da rodovia, deixando ao menos 41 feridos. O ônibus havia saído de São Mateus do Maranhão e viajava para São Paulo.

Conforme informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as 41 vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros, pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), além das polícias civil e militar, pela própria PRF e pela Triunfo, Concessionária que administra a rodovia. Os feridos, segundo a corporação, foram levados para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), para Centros de Atendimento Integral à Saúde (Cais), e os feridos mais leves foram atendidos dentro do ginásio pela Defesa Civil.

O acidente ocorreu por volta das 2h40 deste domingo, no km 499 do perímetro urbano da BR-153, no Jardim Goiás, região sul de Goiânia. Conforme informações divulgadas pela Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito, “por motivos ignorados”, o ônibus derivou pela direita, caiu do viaduto e bateu contra o poste de concreto.

Seguiam no veículo, segundo a PRF, 49 pessoas, sendo 44 passageiros adultos, três crianças, além do motorista e do guia do ônibus. Destes, pelo menos 41 ficaram feridos no acidente e dois morreram. Os corpos das duas vítimas foram recolhidos e levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia, onde passam pelos processos de identificação.

Placas Mercosul já estão sendo confeccionadas em Brumado

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Após o grande impasse gerado, as placas padrão Mercosul começam a ser confeccionadas no município de Brumado. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o coordenador da 18ª Ciretran, Roque Fraga, destacou que a dificuldade do início da implantação da placa dizia respeito, justamente, a onde confeccionar essas placas. Segundo ele, nem todos os fabricantes estampadores de placas estavam atualizados para a nova confecção.

Antes, o serviço era gerado na cidade, porém a placa tinha de ser confeccionada em outro local. “Hoje, Brumado já conta com dois fabricantes de placas capacitados e aptos para efetuar a confecção dessas placas. Facilitou bastante a vida da população, que não precisa correr para outra região para confeccionar essas placas”, declarou.

O coordenador ainda frisou que o serviço do Detran, desde a implantação do novo modelo de placa, estava funcionando normalmente, restando apenas resolver a questão da fabricação das placas. Para veículos de quatro rodas, cuja exigência é de duas placas, os valores para fabricação da placa padrão Mercosul giram em torno de R$ 280. Já para veículos de duas rodas, os valores custam, em média, R$ 180. Por fim, Fraga ressaltou que os demais fabricantes da cidade também podem se adequar e passar a atendar a demanda de forma mais ágil.

Contas de luz seguem com bandeira verde em fevereiro

Foto: iStockphoto/Getty Images

As contas de luz vão permanecer com bandeira verde no mês de fevereiro, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Isso significa que não haverá cobrança extra para os consumidores. A bandeira verde está em vigor desde dezembro.  As duas variáveis que definem o sistema de bandeiras tarifárias são o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD) e o nível dos reservatórios das hidrelétricas.

“Mesmo com a elevação do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) provocada pela diminuição das chuvas em janeiro, a estação chuvosa está em curso, propiciando elevação gradativa da produção de energia pelas usinas hidrelétricas e melhora do nível dos reservatórios, com a consequente recuperação do risco hidrológico (GSF)”, diz a nota.

Brumado: Barragem de Cristalândia não corre risco de rompimento, diz especialista

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

O monitoramento das barragens de rejeitos que existem na Bahia será intensificado, devido ao alerta provocado pela tragédia de Brumadinho (MG), ocorrido na sexta-feira (25), segundo informou a gerência da Agência Nacional de Mineração na Bahia (ANM).

Conforme Cláudio da Cruz Lima, gerente regional da ANM na Bahia, o estado tem um número muito menor de barragens de rejeitos, em relação a Minas Gerais. No estado baiano são 14, sendo que quatro delas podem representar algum risco.

A Bahia não tem registro de acidentes com barragens de rejeitos. De acordo com o G1, a intensificação do monitoramento das unidades é uma medida preventiva, afirmou o gerente da ANM no estado.

Foto: Reprodução/TV Bahia

“As barragens que têm mais alto potencial de dano são as localizadas em Jacobina (2), Santa Luz (1) e Itagibá (1), mas elas estão sendo monitoradas, inclusive presencialmente, e as empresas estão cumprindo os condicionantes impostos pela ANM.

Apesar disso, a gente vai intensificar o monitoramento das barragens, e, a partir da semana que vem, já vamos fazer uma reunião para retraçar os planos de monitoramento das barragens aqui na Bahia”, completou Lima. De acordo com ele, a Barragem de Cristalândia, em Brumado, não corre risco de rompimento.