AINDA ONTEM. . .

Professor, Poeta e Escritor Antônio da Cruz Santana

Não chorei de saudade,
Nem perdi a sua amizade.
Tranquilizei – me de felicidade,
Abri a porta com necessidade.

Amei – te com vontade,
Se te magoei foi sem maldade.
Pedi perdão como se pede caridade,
O meu sonho foi uma verdade.

Dormindo mergulhei
na sua intimidade,
Viajei na sua integridade.
No ônibus da eternidade,
Para encontrar – me com a sua sensibilidade.

Antônio Santana,
Escritor e poeta.

São Paulo completou hoje 466 anos de emancipação política, atleta condeubense fez a festa

O atleta condeubense Carlão Maratonista em primeiro lugar no pódio

Neste sábado dia 25 de janeiro de 2020, aconteceu a XXIII Corrida da Cidade de São Paulo pelas ruas em face ao aniversário de São Paulo completado hoje 466 anos de emancipação política. O atleta condeubense Carlão Maratonista fez bonito e ganhou pela segunda vez esta corrida sagrando-se bi-campeão na categoria Especial 10 km.

Carlão afirmou, “fiquei muito feliz pelo resultado alcançado, isso mostra que estamos no caminho certo, fazendo treinos constantes com minha equipe, quando chegamos nas competições fazemos a diferencia”, disse.

Carlão continuou “agradeço aos meus apoiadores, o comercio de Condeúba de modo geral. A Rádio Liberdade FM 104.9 e o Jornal Folha de Condeúba, nossos parceiros que sempre estão me prestigiando em todas as corridas que fazemos”, pontuou o atleta. Continue Reading

Filho de Gari se torna advogado

Aos 22 anos, Leonardo Lima se formou em Direto, mas, no 9º período já havia passado no teste da OAB, e dedicou o canudo ao pai, que é gari e se esforçou a vida inteira para garantir os estudos do filho.
“Quando eu era pequeno, minha família nunca me deixou faltar um lápis, nem uma borracha, nem um caderno para eu estudar”, contou Leonardo.
Ele conta que a família fez de tudo para que os filhos tivessem uma vida diferente da dos pais. ”As dificuldades da vida fizeram com que eu me esforçasse ao máximo para que nós conseguíssemos realizar nossos sonhos”, disse.
(Blog do Magno)

Descarte impróprio de objetos cortantes têm causado acidentes com trabalhadores da limpeza pública

A ocorrência de acidentes com trabalhadores da coleta de lixo, tem se tornado cada vez mais comum em Vitória da Conquista. O motivo é o descarte incorreto de objetos cortantes e pontiagudos que acabam ferindo no ato de recolhimento dos resíduos domésticos. De acordo com a Secretaria Municipal de Serviços Públicos, em 2019, foram 13 ocorrências. Mas, somente em janeiro deste ano, já foram registrados oito acidentes.

Faça sol ou chuva, esses profissionais seguem um cronograma que atende às áreas urbana e rural. Percorrem muitos quilômetros diariamente, retirando o lixo das ruas e joga-o nos caminhões. Cerca de seis mil toneladas de lixo são recolhidas por mês na cidade. Durante a coleta, muitos materiais encontrados não estão embalados corretamente.

Cacos de vidro (garrafas, copos ou lâmpadas quebradas), lâminas, latas de alumínio, palitos de espetinho e até agulhas hipodérmicas (utilizadas em seringas) são os mais comuns a provocarem os acidentes com os servidores, mesmo utilizando os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s).

“Para contribuir com a segurança desses trabalhadores, a população pode e deve colaborar. Objetos cortantes, como cacos de vidros, devem ser embrulhados em jornais ou revistas, ou mesmo em papelão, antes de serem depositados nos sacos plásticos comuns”, orienta Poliana Aguiar, responsável pelo núcleo de Segurança do Trabalho da empresa Torre, que administra a coleta de lixo na cidade.

Utilizar embalagens “pet” ou “tetra pak” também pode ser uma opção para isolar esse tipo de objeto do lixo comum. Outra dica é sinalizar, em local visível, que na caixa ou no saco de lixo existem objetos cortantes. “É um cuidado simples com as pessoas que trabalham pelo bem-estar de toda a população. Todos deveriam ter essa consciência”, afirma o secretário municipal de Serviços Públicos, Luís Paulo Sousa.

Cerca de 11 milhões de trabalhadores poderão receber valores retroativos de PIS-PASEP

Fonte: P. Contábeis

Os correntistas da Caixa Econômica Federal já podem retirar os valores das Cotas do PIS referente aos créditos depositados pelos empregadores entre 1971 e 1988.  O valor total vai estar disponível a todos os trabalhadores que não tiverem feito o saque total do saldo anteriormente.

Segundo o governo, o dinheiro será liberado para 10,4 milhões de trabalhadores. O valor médio dos saques será de R$1.760. O cidadão que tiver até R$ 3.000,00 está liberado para efetuar o saque com o Cartão do Cidadão e senha nos terminais de autoatendimento do banco estatal, lotéricas ou correspondente Caixa Aqui.

Quem tiver mais, deve fazer o saque em agências da Caixa a partir da apresentação de um documento oficial com foto.

Para consultar o saldo disponível das Cotas do PIS, o cidadão deverá acessar ao site da Caixa Econômica Federal. Os valores também podem ser acompanhados pelo aplicativo Caixa Trabalhador, que está disponível para download no Play Store (Android) ou na Apple Store (iOS).

Caso o beneficiário do saque tenha falecido, o pagamento do montante poderá ser retirado pelos dependentes. Para ter acesso aos valores, os dependentes necessitam apresentar os documentos que estão listados abaixo:

– Certidão ou declaração de dependentes habilitados à pensão por morte expedida pelo INSS;
– Atestado fornecido pela entidade empregadora (servidores públicos);
– Alvará judicial designando o sucessor/representante legal.  Este documento deverá indicar o PIS ao qual o benefício se refere, e Carteira de Identidade do – sucessor/representante legal (na falta da certidão de dependentes habilitados);
– Escritura Pública de Inventário e partilha (Judicial ou Extrajudicial). – Termo por escrito autorizando o saque e declarando não existirem outros sucessores conhecidos.

Ex-deputado constituinte morre em acidente de carro

Foto: Reprodução

O político José Theodoro Mendes, de 78 anos, ex-prefeito de Sorocaba e ex-deputado constituinte, morreu, na tarde de ontem, após sofrer um acidente de carro, no km 84 da rodovia Raposo Tavares.
Mendes dirigia seu veículo em direção à cidade de Alumínio, quando colidiu com outro carro em trecho de pista simples da rodovia. Um helicóptero da Polícia Militar transportou o político ferido ao hospital, mas ele não resistiu. A rádio Band FM, do qual Mendes detinha a concessão, anunciou sua morte.

O político do MDB, que era partido de oposição ao governo militar da época, iniciou a carreira em 1972, quando foi eleito à Câmara de Sorocaba. Em novembro do ano seguinte, Theodoro elegeu-se deputado federal com votação expressiva, assumindo em 1974.

Em 1976, venceu as eleições para a prefeitura da cidade e deixou sua marca, construindo o novo centro administrativo – inclusive o atual Palácio dos Tropeiros, sede da prefeitura. Em 1979, com o fim do bipartidarismo (Arena/MDB), filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) e, em 1982, elegeu-se novamente deputado federal.

Em abril de 1984, Mendes votou favoravelmente à emenda Dante de Oliveira – que pretendia restabelecer as eleições diretas no País. Em janeiro, deu seu voto a Tancredo Neves no Colégio Eleitoral.

Na Câmara, Theodoro presidiu a Comissão de Constituição e Justiça. Reeleito em 1986, já no ano seguinte participou dos trabalhos da Assembleia Nacional Constituinte, que resultaram na Constituição de 1988. Depois de não conseguir nova eleição como deputado, Theodoro Mendes voltou a concorrer à prefeitura de Sorocaba, em 1996, mas foi derrotado e deixou a política.

Antes da carreira política, Mendes foi promotor público. Ele atuou também como radialista e advogado. A prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho (PDT), decretou luto oficial por três dias. As bandeiras da prefeitura e da Câmara foram hasteadas a meio mastro. O corpo do político foi levado para necropsia no Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba. O local do velório ainda não estava definido.

Do Estadão Conteúdo

EXEMPLO DE VIDA: Jovem picuiense de 18 anos cata latinhas para conseguir realizar seu sonho

Gabriela Paola Santos Cunha 18 anos, cata latinhas para sobreviver, grande exemplo de “Gabyy Santos” para a juventude

Catar latinhas durante as festas não representa nenhum sentimento de vergonha para a jovem estudante de 18 anos, Gabriela Paola Santos Cunha, que decidiu catar latinhas parar conseguir conquistar seu próprio negócio para arcar com suas despesas.

“Gabyy Santtos”, como é popularmente conhecida, é natural do município de Picuí, localizado na região do Seridó da Paraíba. Para a jovem que ingressará nos próximos dias no segundo ano do ensino médio, as dificuldades enfrentadas com a falta de oportunidades de emprego faz com que nenhum duro preconceito já enfrentando se torne uma barreira para lhe impedir de catar latinhas.

Uma jovem que enfrenta preconceitos e que deixa um exemplo de como seguir a vida

Segundo a jovem, a experiência de catar latinhas começou em em 2018, durante uma festa de vaquejada ocorrida no município de Frei Martinho, distante aproximadamente 21 Km de sua terra natal. Ela afirma que já enfrentou muito preconceito, no entanto, não sente vergonha alguma do que faz, pelo contrário, sente-se orgulhosa e ainda sobra tempo para curtir com os amigos enquanto trabalha. Continue Reading

Bahia gerou mais de 30% da energia eólica e solar do Brasil em 2019

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

A Bahia liderou nacionalmente, com mais de 30%, a geração de energia por fonte eólica (31,8%) e solar fotovoltaica (33,7%) em 2019. A fonte eólica no Estado cresceu mais de 50% e a fotovoltaica mais de 70% em relação a 2018. Os parques que estão em operação já investiram mais de R$ 20 bilhões e criaram mais de 32,2 mil empregos.

Os dados constam do Informe Executivo de Energias Renováveis de dezembro, divulgados nesta sexta-feira (24), pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). “Os números são muito claros.  A Bahia é protagonista do segmento de renováveis no país.

Além de contribuir para a diversificação da matriz energética, o setor alavancou o desenvolvimento econômico e social no interior, especialmente no semiárido, onde a maioria dos parques estão implantados. Arrendamento de terras, movimentação econômica, empregos, projetos sociais e aumento na arrecadação das cidades são alguns dos benefícios”, afirma João Leão (PP), vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado.

Confiança do empresário é a maior desde junho de 2010, diz CNI

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) subiu para 65,3 pontos em janeiro. Com a alta de 1 ponto em relação a dezembro de 2019, o indicador está 10,5 pontos acima da média histórica e é o maior desde junho de 2010. Os dados são da pesquisa divulgada ontem (23) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os indicadores variam de 0 a 100 pontos. Quando estão acima de 50, mostram que os empresários estão confiantes.

Quanto maior o índice, maior e mais disseminada é a confiança. O Icei é maior nas grandes empresas, segmento em que subiu para 66,4 pontos neste mês. Nas médias, o Icei é de 64,9 pontos e, nas pequenas, de 63,4 pontos. “A confiança elevada se baseia não somente nas expectativas para os próximos seis meses, como também no sentimento de melhora da situação econômica corrente”, diz a pesquisa. De acordo com a CNI, o índice que mede a percepção dos empresários sobre as condições atuais dos negócios e da economia aumentou 0,9 ponto em relação a dezembro e ficou em 59 pontos em janeiro, o maior nível desde junho de 2010. O índice de expectativas subiu 1 ponto em relação ao mês passado e está em 68,4 pontos.

Na avaliação da CNI, isso mostra que os empresários estão otimistas em relação ao desempenho das empresas e da economia nos próximos seis meses. De acordo com a pesquisa, a confiança é maior entre os empresários do Sul. Na região, o Icei de janeiro ficou em 67,2 pontos. Em seguida, vem a região Norte, onde o indicador alcançou 65 pontos. No Nordeste, o Icei foi de 64,5 pontos, e no Sudeste e Centro-Oeste, de 64,6 pontos.

O levantamento também mostra que o otimismo é maior entre os empresários da indústria de transformação. Nesse segmento, o Icei alcançou 65,7 pontos em janeiro. Na indústria extrativa, foi de 63,7 pontos e, na construção, de 64 pontos. Esta edição do Icei foi feita entre os dias 6 e 17 deste mês com 2.458 empresas de todo o país. Dessas, 921 são pequenas, 917 são médias e 620 são de grande porte.