Caraíbas/BA: Realizada a 37ª Corrida de Ano Novo, atleta condeubense subiu no pódio em 1º lugar

 

 

O condeubense Carlão Maratonista em 1º lugar ostentando o troféu de campeão na categoria 50 anos acima 

Neste domingo dia 12 de janeiro de 2020, aconteceu a 37ª Corrida de Ano Novo de Caraíbas/BA. Condeúba mais uma vez brilhou com o atleta Carlão Maratonista que se sagrou-se campão correndo na categoria 50 anos acima. Os outros atletas condeubenses, Valdívio Junior ficou em 5º lugar correndo pela elite geral e Gilberto, foi homenageado pela participação no evento e não ficou entre os primeiros colocados.

Carlão Maratonista disse: “Não me canso de agradecer os nossos patrocinadores e apoiadores de Condeúba, como o comercio, a Prefeitura, os próprios atletas que nos ouve muito e participa com bastante entusiasmo dos trinos e das provas, agradeço da mesma forma a Rádio Liberdade FM e o Jornal Folha de Condeúba, esses dois últimos tem nos dado toda a cobertura jornalistica de nossas participações em qualquer lugar por onde andamos”, concluiu Carlão. Continue Reading

Deputado Hilton Coelho, do PSOL, impede votação de projeto do governo Rui

O governador Rui Costa foi reeleito com expressiva votação ao Palácio de Ondina, de onde se destaca, segundo boa parte da mídia nacional, como o principal mandatário dos estados brasileiros. A sua performance é tamanha, que os seus quadros mais próximos, e até mesmo aqueles que não comungam muito com as suas ideias, reconhecem no baiano o principal nome petista para concorrer à presidência da República.

Acelerando o processo de “organização das contas do estado, Rui encaminhou à Assembleia Legislativa uma PEC polêmica e que mobilizou o funcionalismo público tentando impedir a votação.

Os deputados da base do governo não conseguiram demover o governo da ideia, se é que tentaram, e o deputado Hilton Coelho conseguiu através de uma liminar parar o trâmite da matéria na ALBA e a partir daí poderá ocorrer negociações.

A decisão da justiça entende que a matéria fora enviada para apreciação dos deputados num momento indevido, por ser festa de final de ano e estarem todos em recesso parlamentar. O governo utilizou de um expediente legal, que são Sessões Extraordinárias, remuneradas, portanto, regimentais.

Antes de entrar com a liminar, o deputado Hilton Coelho já havia anunciado que abriria mão do seu salário relativo ao período de votação, que corresponde a aproximadamente 50 mil reais.

Cajucultura se torna referência no Território de Identidade Semiárido Nordeste II

Cajucultura se torna referência no Território de Identidade Semiárido Nordeste II

O agricultor familiar José Macedo, conhecido no seu território como Sr. Almeida, tornou a sua propriedade uma referência na produção de caju no Território de Identidade Semiárido Nordeste II. Exercendo a cajucultura como principal atividade, o produtor é filiado à Cooperativa de Agricultores Familiares da região de Banzaê, Euclides da Cunha e Quijingue (COOPERBEQ), instalada na comunidade de Queimada Grande, no município de Banzaê.

“Tivemos a alegria de receber da COOPERBEQ quatro mil mudas de cajueiro resistentes ao clima, a pragas e doenças, que para nós vai ser de uma grandiosidade sem tamanho. Vamos ter um resultado muito positivo no futuro, com um cajueiro precoce, de fácil acesso para trabalhar, inclusive para pulverizar. Terminando esse projeto, o nosso objetivo é dar continuidade a tudo que nós aprendemos na ATER (Assistência Técnica e Extensão Rural). É maravilhoso tudo isso que está acontecendo e oportunizando a Agricultura Familiar”, relata José Macedo.

O agricultor, que é um dos fundadores da Cooperativa da Cajucultura Familiar do Nordeste da Bahia (COOPERACAJU), atualmente recebe acompanhamento técnico de um Agente Comunitário Rural (ACR). Ele conta que produz o caju consorciado à pastagem para a alimentação animal, principalmente de bovinos, e cultiva ainda mandioca e feijão, como culturas secundárias. Além disso, desenvolve outras culturas de ciclos curtos, como hortaliças e frutíferas, laranja e banana, que vende para a comunidade e na feira agroecológica local. Continue Reading

Jornal A Tarde destaca em reportagem Vitória da Conquista como a gestão mais transparente do Nordeste e da Bahia

Na edição deste domingo, (12), o Jornal A Tarde, destaca em manchete de capa: Municípios baianos estão entre os menos transparentes do país. Na mesma reportagem o jornal da capital da Bahia, um dos mais antigos do Brasil, revela dados que colocam Vitória da Conquista, como a gestão pública mais transparente do Nordeste, e em consequência, da Bahia.

Observe que na reportagem, no gráfico abaixo, com nota 9,8 a cidade de Vitória da Conquista aparece em 1º lugar no Nordeste.

Confira a íntegra da reportagem:

Olhar Cidadão: Cidades baianas registram baixa transparência
Nilson Marinho

Estudo da CGU foi realizado em 2018 – Foto: Divulgação – Estudo da CGU foi realizado em 2018

Os municípios devem, de forma detalhada e em tempo real, disponibilizar a todos os cidadãos informações sobre execução orçamentária e financeira em seus sites, como determina a Lei da Transparência (LC 131/2009). Mas, na Bahia, assim como em outros estados brasileiros, há cidades que apresentam índices vergonhosos quando o quesito é clareza nos gastos públicos e estruturas que auxiliam no combate a possíveis práticas de corrupção.

Uma avaliação da Controladoria-Geral da União, feita em 2018 e atualizada em 2019, com cidades com mais de 50 mil habitantes, apontou que Santo Estêvão é o terceiro menos transparente do Brasil, quando comparado a outros 665 municípios brasileiros pesquisados. Euclides da Cunha também apresenta um baixo desempenho e entrou para a lista dos 10 menos transparentes, em 6° lugar.

Sem transparência

Nas duas cidades, por exemplo, a Controladoria verificou que as prefeituras não disponibilizavam de forma adequada, à época do levantamento, detalhes sobre receitas, despesas, folhas de pagamento, editais de licitações e acompanhamentos de obras públicas, seja depois de solicitações específicas feitas por pessoas físicas ou jurídicas, ou de forma espontânea em seus portais na internet. Continue Reading

Brasil recebe primeiro mestrado em estudos clínicos sobre diabetes

O primeiro mestrado voltado para estudos clínicos relacionados ao diabetes será implementado no Brasil em 2020. O campus de estudo será no Hospital Universitário João de Barros Barreto, pertencente à Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém (PA). A estrutura da unidade ficará disponível para o exercício de práticas ambulatoriais para os novos pós-graduados. As inscrições, iniciaram nessa quinta-feira (2), seguem até o dia 5 de fevereiro.

Ao todo, serão 20 vagas para profissionais da área da Saúde, sendo que quatro dessas estão reservadas para o Programa de Apoio à Qualificação dos Servidores Docentes e Técnico-Administrativos da Universidade Federal do Pará (PADT-UFPA).

A unidade hospitalar faz parte da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) desde 2015, sendo referência no tratamento da diabetes e contribuindo para as pesquisas científicas sobre a doença em toda localidade em que está situada.

O mestrado será pautado em duas linhas distintas de pesquisa: Diagnóstico, tratamento de diabetes e suas complicações e Prevenção e qualidade de vida de pacientes que convivem com o diabetes.

A superintendente do Complexo Hospitalar da UFPA/EBSERH, Regina Barroso, explica o objetivo da implantação do curso inédito no país. “A missão é formar profissionais qualificados para atender à população, por isso este curso representa um ganho a mais, tanto para os mestrandos quanto para os pacientes que serão atendidos com qualidade”.

O processo seletivo será composto de prova escrita e avaliação de projeto, além da análise de currículo. Para concorrer à uma vaga, o candidato deverá preencher a ficha de inscrição, realizar o pagamento e apresentar a documentação solicitada.

Fonte: Juliete Neves – Agência Educa Mais Brasil

MEC planeja descartar 2,9 milhões de livros que nunca foram usados

Foto: Reprodução/Wikipedia

O Ministério da Educação (MEC) pretende descartar 2,9 milhões de livros que nunca foram entregues aos alunos de escolas públicas. As informações foram publicadas pelo jornal “O Estado de São Paulo” neste sábado (11).

Comprado em gestões anteriores do MEC, o material tem edições que teriam vencido, entre 2005 e 2019, e estariam desatualizadas para o uso. O custo de todos esses livros seria de cerca de R$ 20 milhões. O processo para se desfazer do material começou no fim do ano passado.

Na época, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) alertou para a necessidade de reduzir o estoque de livros, que está armazenado em um depósito alugado dos Correios, em Cajamar, em São Paulo.

O FNDE não respondeu diretamente sobre o descarte. O órgão informou que publicará na semana que vem uma norma sobre a chamada “reserva técnica” do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD).

Bahia inaugura Cidade Tricolor

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Está aberta uma nova era no Esporte Clube Bahia. Em evento realizado na manhã deste sábado (11), em Dias D’Ávila, o Esquadrão de Aço inaugurou oficialmente o CT Evaristo de Macedo, também conhecido como Cidade Tricolor. A solenidade contou com a presença de sócios do clube, que se mobilizaram em caravanas vindas de Salvador.

De acordo com o Bahia Notícias, o torcedor que foi até a nova estrutura contou com uma visita guiada pelas instalações que os jogadores vêm utilizando desde o último domingo (5). Além disso, puderam ver de perto o técnico Evaristo, campeão brasileiro em 1988 e principal homenageado.

Além dele, os sete mortos na tragédia da Fonte Nova em 2007 foram lembrados em uma obra do artista plástico Bel Borba. “Ando pelo país inteiro e hoje tenho o orgulho de saber que o Bahia com erros e acertos está se tornando cada vez maior”, disse Guilherme Bellintani, presidente do Bahia. O CT Evaristo de Macedo, antes conhecido apenas por Cidade Tricolor, foi aberto finalmente após um grande imbróglio.

A construtora OAS, responsável por construir o espaço, acabou entrando em crise e o clube precisou intervir judicialmente para conseguir retomar as chaves do local. A nova estrutura promete um suporte de ponta para os atletas. A área do centro de treinamento tem 35 hectares, seis campos (quatro em atividade e dois em construção), academia, departamento médico, além de concentrações para o time profissional e para a base, totalizando 57 quartos à disposição.