Rio de Janeiro: Hospital usa pele de Tilápia no tratamento de queimaduras

Por: TUPI. FM

O Hospital Municipal Souza Aguiar é o primeiro hospital do Estado do Rio a utilizar a pele de tilápia no tratamento de queimaduras. O produto, que já foi destaque em séries de TV como “Grey’s Anatomy” e “The Good Doctor”, começou a ser utilizado em dezembro passado no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) da unidade, como parte do estudo multicêntrico liderado pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Duas pacientes com queimaduras graves foram tratadas logo no primeiro mês com a pele do peixe de água doce, e apresentaram cicatrização mais rápida e com menos queixas de dor.

O Souza Aguiar é um dos hospitais brasileiros que participam da parte clínica do estudo, desenvolvido desde 2014 pelo Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos da UFC, dentro das normas do Conselho Nacional de Ética em Pesquisa. A pele da tilápia passa por um processo de preparo e desinfecção que inclui exposição a raios gama (radiação).

Em 2019, o material foi apresentado ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e o ministério informou que, após receber a licença definitiva da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), ele poderá ser utilizado para o tratamento de queimaduras em todo o SUS.

Médias empresas concluem migração para eSocial

da CDL (Conteúdo com informações da Agencia Brasil

Dados de segurança do trabalhador passam a ser inseridos no sistema

Sistema informatizado de prestação de informações de empresas e trabalhadores, o eSocial torna-se completamente obrigatório para os médios empregadores a partir de hoje (2). Cerca de 1,24 milhão de médias empresas, que faturam até R$ 78 milhões por ano, deverão inserir os dados de saúde e de segurança de 21 milhões de trabalhadores na ferramenta.

Essa era a última etapa que faltava para as médias empresas concluírem a migração para o eSocial, que reduz a burocracia e elimina a manutenção de arquivos em papel. Também hoje, os órgãos públicos e os organismos internacionais começarão a transição para o eSocial, com o cadastro dos dados dos empregadores e das tabelas no sistema.

O empregador que não cumprir os prazos estipulados para a adesão ao eSocial estará sujeito a punições previstas na legislação. O desrespeito ao cronograma poderá prejudicar os trabalhadores, que terão dificuldade para receber benefícios sociais e trabalhistas, caso o empregador não preste as informações nas datas corretas.

Administrado pela Receita Federal, o eSocial elimina 15 informações periódicas que os empregadores eram obrigados a fornecer ao governo. Adotado para empregadores domésticos em 2015, o eSocial está sendo expandido gradualmente para todas as empresas e organizações até janeiro de 2021.

A adesão das grandes empresas foi concluída em agosto do ano passado, quando as contribuições para a Previdência Social e o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço passaram a ser feitos pelo sistema. As micro e pequenas empresas optantes do Simples Nacional, os produtores rurais, os empregadores pessoas físicas e as entidades sem fins lucrativos concluirão a migração para o eSocial em julho deste ano.

Projeto Educarte abre inscrições para Curso de Férias

As inscrições para mais uma edição do Curso de Férias do projeto Educarte, realizado pela Secretaria Municipal de Educação, seguem abertas até o dia 1º de fevereiro. Ao todo, são 350 vagas para oficinas de dança, música (violão), karatê, artesanato, desenho, xadrez, esporte e recreação.

As aulas acontecem nos turnos matutino, vespertino e noturno. Podem participar crianças a partir dos cinco anos de idade, além de jovens, adultos e idosos.

As inscrições devem ser feitas na sede do Educarte, localizada no Centro Cultural Glauber Rocha (Av. Brumado), das 8h às 12h e das 14h às 18h. Na ocasião, é necessário apresentar documentos pessoais e comprovante de residência. Os menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um responsável.

BA-142: Trecho entre Barra da Estiva e Ibicoara está cheio de buracos

Foto: Informe Barra

Um trecho da pista entre as cidades de Barra da Estiva e Ibicoara, na BA-142, está cheio de buracos e as condições de trafegabilidade são precárias. Com as últimas chuvas, a situação só piorou e os veículos que trafegam pelo trecho estão sofrendo diversas avarias.

De acordo com o Informe Barra, além dos transtornos e danos materiais, os motoristas são expostos aos riscos de acidente por conta da rodovia esburacada. A escoação de produtos agrícolas, o turismo e outras áreas que movimentam a economia da região da Chapada Diamantina também têm sido prejudicados.

Há anos, a BA-142 não passa por uma reforma significativa e a trafegabilidade em muitos trechos é comprometida. Diversos protestos e manifestações já foram realizados no intuito de exigir do Governo do Estado a solução do problema.

As vezes peço ao tempo que mostre a realidade na vida

Por Edtattoo

                                                                                    POESIA

As vezes peço ao tempo que mostre a realidade na vida. O peso dos olhares em choque me deixa em transe, e sobre os ombros cheios de púrpuras escondemos o tom que ainda define o homem que pensa. A vaidade subiu um degrau, de lá não se ver o amor. Estamos em busca de redenção para curar a máscara sem matar o ego, Construímos o celf no ego, tornamos estéril num terreno fértil.

Ainda precisamos retornar ao passado e compreender que é preciso reaprender a ser gente. Pois o homem rebelou se perdendo o endereço de Deus. Sou pássaro que perdeu o canto à procura do belo que se foi. A gentileza, o amor e o perdão foram atropelados pelo rancor do querer alheio. Acho que o poeta perdeu o verso. Precisamos disso.

“Observar a vida com mais clareza, e ser feliz com as dores que nos fez”, ainda é tempo de sorrir para os tropeços que a vida te dá. É enxergar os dons, os livramentos e presente de Deus.

Pedidos de aposentadoria pelas novas regras da Previdência estão parados

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou nesta terça-feira, 7, que não há previsão de quando os pedidos de aposentadoria feitos por trabalhadores que se encaixam nas novas regras da Previdência serão deliberados pelo instituto.

Segundo a autarquia, a demora ocorre porque os cálculos e as deliberações sobre os valores das benesses a serem concedidas são feitas por meio dos sistemas que, atualmente, estão passando por ajustes. Além disso, tais apurações não são feitas manualmente pelos servidores. Seis sistemas de concessão, manutenção e pagamento de benefícios previdenciários (Prisma, Sibe, Sabi, Plenus, Sispagben e SUB), estão sendo atualizados para adequação às novas regras, que estão em vigor desde novembro, após a promulgação da reforma.

O INSS afirma que o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), uma espécie de extrato das contribuições previdenciárias, também está sendo atualizado, assim como o simulador de aposentadoria (acessado no Meu INSS). Ou seja, quem tentar simular quando poderá se aposentar pelo site do instituto, não irá conseguir devido a atualização.

O INSS afirma que quem já tinha direito ao benefício antes da promulgação da reforma não é prejudicado pela atualização. “as adaptações dos sistemas não geram nenhum impacto na rotina de análise dos requerimentos feitos por quem já possuía direito adquirido antes da publicação da emenda, ou seja, a análise dos requerimentos, feitos conforme as regras anteriores, segue normalmente”.

Guajeru: Mãe pede socorro para quitar contas de energia para manter balões de oxigênio da filha funcionando

Foto: WhatsApp/Achei Sudoeste

Em contato com a Sra. Diomira Ribeiro Brito de Souza, da Fazenda Olaria, Popular Mangueira, na zona rural de Guajeru, a 45 km de Condeúba,ela pede ajuda para manter os balões de oxigênio da filha funcionando. Segundo ela, a menina tem 20 anos, é especial e só respira com o auxílio dos aparelhos. “Ela não enxerga, não anda, é cadeirante e vive no oxigênio. A máquina é conectada na energia, fica 24 horas ligada.

Passo muita dificuldade por causa da minha energia”, relatou. Dona Diomira contou que possui quatro contas de energia vencidas e o benefício que sua filha recebe não é suficiente para arcar com todas as despesas. Uma das contas vencidas veio no valor de R$ 265 devido aos aparelhos que mantém a filha viva.

“Tá de cortar a luz a qualquer hora, já veio até um papel pra eu assinar. Minha filha usa uma medicação muito cara e nossos custos são muitos. A gente está fazendo um apelo pra ver se alguém pode ajudar. Preciso de mais atenção do poder público”, pediu.

A família tem passado por sérias dificuldades na zona rural e o caso da filha só piora. “Não é uma batalha fácil, a gente está sofrendo”, resumiu Diomira. Quem quiser ajudar, pode entrar em contato com a família, através dos números: (77) 98877-8050 / (77) 98877-6263.