Day: 13 de setembro de 2020

MP aciona pré-candidatos a cargo de prefeito de Ituaçu por promoverem aglomerações

Foto – Wilker Porto 

Pré-candidatos ao cargo de prefeito do município de Ituaçu, Adalberto Alves Luz (atual prefeito) e Phellipe Ramonn foram acionados pelo Ministério Público estadual por estarem promovendo eventos com aglomerações de pessoas na comarca.

Na ação civil pública ajuizada no dia 10/11, o promotor de Justiça Millen Castro registra que os encontros estariam ocorrendo com a participação de diversos cidadãos que, em sua maioria, não usam qualquer equipamento de proteção individual, como máscaras, ou as utilizam de forma irregular.

A situação, ressalta o promotor, desobedece a todas as recomendações sanitárias de prevenção ao contágio do coronavírus. Millen Castro frisa que, “em nenhuma hipótese, é justificável que o chefe do Executivo Municipal e o candidato que busca sucedê-lo estejam diretamente ligados à realização de perigosas aglomerações, contrariando os decretos, sejam estes de âmbito estadual e/ou municipal, e o próprio bom senso, ante a pandemia vivenciada, buscando unicamente a promoção pessoal”.

Ele solicita à Justiça que obrigue os pré-candidatos a não incitarem, nem organizarem, realizarem e/ou participarem de qualquer tipo de manifestação em espaços públicos e/ou privados, com a presença de pessoas e a formação de aglomeração, com mais de 10 pessoas, conforme o art.5º do Decreto Municipal 12/2020 de Ituaçu. Tudo isso, requer Millen, enquanto durar a pandemia e estiverem vigentes as normas federais, estaduais e municipais de distanciamento social, incluindo-se passeatas, carreatas e manifestações públicas presenciais de qualquer gênero.

O promotor de Justiça lembra ainda que as violações ocorrem não só às diretivas sanitárias, que são claras em estipular que uma das formas mais eficazes de contenção do vírus é o distanciamento social, mas ao próprio Decreto Municipal 12/2020, que alterou decreto anterior que autorizava a realização de eventos coletivos para público igual ou superior a 50 pessoas que dependam de autorização do poder público, para somente 10 pessoas, desde que atenda rigorosamente as recomendações do Ministério da Saúde e Vigilância Sanitária do Município.

De acordo com Millen Castro, as informações sobre as aglomerações foram apresentadas ao MPBA por meio de representação oferecida à Promotoria de Justiça, reclamações à Ouvidora e inclusive pela Polícia Militar, que noticiou a ocorrência de eventos com aglomerações causadas por Adalberto Luz e Phellipe Ramonn.

CAOS NA ARGENTINA: COM CONGELAMENTO DE PREÇOS OS PRODUTOS SUMIRAM DAS PRATELEIRAS

Há semanas falta iogurte natural nos mercados do bairro de Palermo, em Buenos Aires. Iogurte tem, mas só com sabor de morango, com cereais, com doce de leite. Todos esses, porém, não estão na lista de Preços Máximos (o iogurte natural está) e, portanto, custam um pouco mais.

Procuro arroz integral, que também está na lista de Preços Máximos (que contém 2.300 itens controlados pelo governo), em mercados de Chacarita e da Recoleta. Tampouco há. Mas arroz tem, só que sempre com “algo a mais”: para fazer risoto, com sabor brócolis e assim por diante.

“Quando você estabelece uma tabela com Preços Máximos, sabe que isso vai acontecer. O congelamento é sempre uma política artificial, de emergência, e que não pode durar muito tempo. O mercado se acomoda. O provedor vai segurar os itens tabelados da lista e tentar vender versões diferentes e, portanto, mais caras”, explica o economista Marcelo Elizondo.

Buscando empenhadamente o mesmo iogurte, perto de casa, vou a um minimercado chinês (muito comum em Buenos Aires, pois, como compram no atacado e têm pouco gasto com pessoal de serviço, costumam ser muito mais baratos do que os supermercados comuns), e volto a perguntar do iogurte.

“Não vai vir enquanto não descongelarem [os preços]. A gente paga uma taxa de transporte dos alimentos que aumenta todo mês, então só vamos trazer o que vale a pena vender. Esse daí está muito barato. Compensa trazer outra coisa no lugar”, afirma o proprietário, usando seu economês sincero.

Livramento de Nossa Senhora: Secretário de agricultura envia mensagens e ameaça ex-prefeito em sua residência

Foto: Lay Amorim

Em contato telefônico com o site Achei Sudoeste, na manhã deste domingo (13), o ex-prefeito do município de Livramento de Nossa Senhora, médico Paulo César Cardoso de Azevedo (MDB), o Dr. Paulo, informou que foi ameaçado na noite do último sábado (12), pelo atual secretário de agricultura, Ricardo Juvelino Farias Ribeiro.

Além de secretário municipal, Juvelino é presidente do Partido Liberal (PL) e primo do prefeito José Ricardo Assunção Ribeiro (Rede), o Ricardinho. O médico era aliado de Assunção e rompeu a aliança política para declarar apoio a pré-candidatura de Carlos Roberto Souto Batista (PSD), o Carlão, para o executivo local e indicar a sua esposa, Helinete Machado Azevedo (MDB), para vice na chapa.

Segundo Paulo, Farias enviou mensagens com ameaças através do WhatsApp. “As câmeras de segurança de minha residência flagraram o veículo do secretário dando voltas no quarteirão, após ele ter me enviado várias mensagens me ameaçando e pedindo para que eu saísse de casa”, contou.

Azevedo disse a nossa reportagem que o secretário estava visivelmente de posse de uma arma de fogo. Cardoso acionou a polícia e Juvelino evadiu do local. Paulo registrou um boletim de ocorrência na delegacia Territorial de Livramento de Nossa Senhora. O secretário ainda não se pronunciou sobre o caso.

Famosos: Gianechini, Preta Gil e Boca Rosa se declaram pansexual; saiba o que é

Não é de hoje que a orientação sexual de Reynaldo Gianecchini, 47, é tema de debate. A primeira vez que ele se manifestou sobre o assunto foi em 2019, em entrevista ao jornal “O Globo”.

“Já tive, sim, romances com homens”, contou na ocasião. “Demorei para falar porque isso esbarra sempre no tamanho do preconceito no Brasil. Mas agora é importante reafirmar a liberdade, por mim e por quem enfrenta repressão.”

Contudo, o ator negou ser gay e, de fato, já havia tido relacionamentos públicos com mulheres. O mais notório foi o casamento com a jornalista e atriz Marília Gabriela, 72. Seria o ator, então, bissexual?

Nesta semana, o galã afirmou que se define de outra forma. “Eu me considero tudo ao mesmo tempo”, contou em entrevista à agência de notícias EFE. “Se existir uma palavra para mim, então é ‘pan’ [pansexual], porque ‘pan’ é tudo’.”

Gianecchini se une assim a outros famosos, como Bella Thorne, Cara Delavigne, Miley Cyrus, Preta Gil e Bianca Andrade, a Boca Rosa, que também já admitiram publicamente que se identificam com essa orientação sexual.

Mas, afinal, o que é pansexualidade? Segundo Pedro HMC, criador do canal Põe Na Roda, especializado em informação e entretenimento LGBTQIA+, é a orientação sexual mais fácil de definir. “[São] pessoas que se atraem por pessoas”, conta no “Um Livro Para Ser Entendido” (Editora Planeta).

“Ao contrário dos bissexuais, pansexuais não se limitam apenas aos gêneros feminino e masculino, mas podem se interessar por todos os seres humanos, por exemplo, intersexuais, gênero fluido, travesti etc., rejeitando a limitação tradicional binária de gênero homem/mulher”, explica.

O autor também rejeita algumas concepções equivocadas que normalmente são vinculadas à pansexualidade. “É errada a ideia preconceituosa que se faz de que pansexuais se relacionariam com árvores ou animais”, afirma.

Conheça outras orientações sexuais:
Intersexuais – Antes eram chamados de hermafroditas. São aqueles que nascem com genitais masculino e feminino ao mesmo tempo (ou com uma combinação de ambos).

Gênero Fluido – Também conhecido como gender fluid. São pessoas que não se sentem nem homem nem mulher ou se sentem homem e mulher ao mesmo tempo.