CONDEÚBA – 158 ANOS: Noite Cultural apresentou reisado, exposição de artesanato e musica popula

Por Oclides da Silveira

Frota de Reis da Cerquinha

Nesta sexta-feira dia 10 de maio de 2019, foi realizada a noite cultural na Praça do Forrodromo em face ao aniversário de 158 anos de Condeúba. As atrações foram o que há de melhor culturalmente no município, desfilaram três Companhias de Reis sendo: Comunidade da Cerquinha que é liderada pelo vereador Reginaldo Nascimento, Fazenda Baixão de Paulo que foi liderada pelo Mestre Juvenal Pardinho e a da Comunidade de Olho D’água e Baixa do Higino comandada pelo “Tony de Beca”. As três Companhias de Reis deram um verdadeiro espetáculo, foram muito aplaudidas pelo público presente.

Frota de Reis do Baixão de Paulo

De tal forma, que mesmo depois de encerrada a apresentação da última Companhia de Reis, o público pediu e exigiu o retorno dos reiseiros no palco para fazer a tradicional montada no bumba. Foi muito interessante essa parte, pois, eles fizeram uma roda e os gaiteiros “Rosa de Cirilo e Manoel da Véia”, puxaram uma música em ritmo de contra-dança e iniciou-se o sapateado pelo seu líder “Tony de Beca”, depois passou para “Tuta”, em seguida foi o show maior do mestre “Rosa de Cirilo”. Por último chegou a vez de montar no bumba pelo também mestre “Miguel de Bié”. O público foi ao delírio e os aplaudiram fortemente. Continue Reading

Conselho Regional de Nutricionistas – BA/SE (CRN-5), apresenta Projeto Roda de Conversa

SERVIÇO À IMPRENSA:

QUEM: Conselho Regional de Nutricionistas – BA/SE (CRN-5);

O QUÊ: Projeto Roda de Conversa;

QUANDO: 17/05, 14h;

ONDE: Auditório do Campus XIII da UNEB, na avenida Luís Viana Filho – Itaberaba (BA);

JORNALISTA RESPONSÁVEL: João Paulo Oliveira (MTE 2815 SRTE/BA) 71 9.9996-6026

CRN-5 promove ‘Roda de Conversa’ em Itaberaba

Órgão federal promoverá debate sobre atuação de nutricionistas e TND’s na região.

O Conselho Regional de Nutricionistas da 5ª Região (CRN-5) estará na cidade de Itaberaba, no dia 17 de maio, para a realização de mais uma edição do projeto Roda de Conversa, que tem o objetivo aproximar ainda mais o órgão dos nutricionistas e dos estudantes de Nutrição do interior do Estado da Bahia. O evento acontece às 14h, no auditório do Campus XIII da UNEB.

Na oportunidade, conselheiras do órgão e colaboradores discutirão temas atuais e de grande importância para a categoria e para a sociedade.

Os interessados podem se inscrever pelo hotsite do evento (https://bit.ly/2va2VML). A participação é gratuita e dá direito a certificado digital emitido pelo órgão.

Vale destacar que, na região, estão lotados 150 profissionais registrados no órgão, que atuam nas mais diferentes áreas da profissão.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

O CRN-5 é uma autarquia federal sem fins lucrativos, de interesse público, com poder delegado pela União para orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício e as atividades dos mais de 11 mil profissionais (nutricionistas e técnicos em Nutrição e Dietética) nos estados da Bahia e de Sergipe em defesa da sociedade. O órgão compõe o Sistema CFN/CRN, que atua pela normatização do exercício profissional em todo o país.

O CRN-5 fiscaliza hospitais, serviços de alimentação coletiva, consultórios, clínicas e todo ambiente de produção de alimentos, sempre com o objetivo de garantir o cumprimento da legislação com a presença do nutricionista.

CONDEÚBA – 158 ANOS: Professor Agnério Evangelista de Sousa

Prof. Agnério Evangelista

Prof. Agnério mostrando a capa do seu livro, Condeúba sua História seu povo

A cidade completa 158 anos de emancipação política. Como era Santo Antônio da Barra em 1961? A Irmandade do Santíssimo Sacramento completou 174 anos de existência. Como era o Povoado em 1861. A Igreja Matriz foi abençoada pelo Padre José Nunes em 10 de julho de 1783. Lá se vão 236 anos. Claro que ainda não era o imponente templo de hoje. E aqueles fósseis de escravos sepultados no fundo da igreja? Será que já fomos uma aldeia indígena? Estudiosos afirmam que não, porém temos vários reminiscentes indígenas em nosso meio; assim como os quilombolas provam a existência da vida escrava em nosso município.

Cidade pequena de município grande. Já foi a 10ª mais importante no ranking estadual, no século XIX. Possuía enorme território e grande população. Quanta beleza natural ainda tem o município! Quanta grandeza em seus monumentos arquitetônicos! A Igreja Matriz, o Paço Municipal, o Casarão… Era aqui a sede com poucas residências até 1967, porque aqui estava centralizado o principal empório comercial, a sede da Comarca com Juiz de Direito e Promotor Publico. Havia os cartórios com seus escrivães. A força pública com delegado, soldados e cadeia. O pároco para toda a freguesia morava aqui.

Depois veio a enchente de 1968. Parte da cidade foi destruída. Começa a reconstrução, ruas novas se abrem, surge o bairro do Divino, do São Vicente, do São Francisco. Aumentam o número de escolas, de casas comerciais. No entanto, desaparece o Clube Social, a Filarmônica Santa Cecília. O DNOCS constrói o Açude Champrão que é a redenção do povo condeubense e de seus vizinhos.

Ninguém se esquece de Políbio Carvalho, Antonio Andrade, Antônio Terêncio. Das noites de lua cheia e das belas serenatas com radiola carregada pelas ruas do centro por Lindauro. Do bar de Tuzinho, do jogo de bola nas disputas Condeúba X Jacaraci. Condeúba hoje vive na esperança de melhores dias para a sua juventude, porque temos de confiar no amanhã. Que nossos jovens estejam longe das drogas, da deseducação e da falta de perspectiva.

A terceira idade vive bem com sua pequena aposentadoria, mas dançando, cantando e se alegrando todas as segundas-feiras. Isto é muito bom, porque quem já muito trabalhou, esforçou-se para educar os filhos e dar conta da família, merece a recompensa ainda nesta vida. Parabéns, minha terra!