Desemprego em outubro cai para 11,6% com novo recorde de informalidade

Foto: Reinaldo Canato/Veja

A taxa de desemprego no Brasil recuou para 11,6% no trimestre encerrado em outubro, atingindo 12,4 milhões de pessoas, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a primeira queda na série desde o trimestre móvel encerrado em junho. Entre os períodos encerrados em julho, agosto e setembro, a taxa estava em 11,8%, atingindo 12,5 milhões de pessoas.

A informalidade continuou a bater recorde. O número de pessoas trabalhando sem carteira assinada chegou a 11,9 milhões de pessoas enquanto a categoria por conta própria chegou a 24,4 milhões de pessoas. Com isso, a taxa de informalidade no mercado de trabalho ficou em 41,2%. Apesar das altas, o IBGE afirma que houve estabilidade frente ao trimestre móvel anterior, reunindo um contingente total de 38,8 milhões de brasileiros.

Já o número de empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado somou 33,2 milhões, também estável. Segundo o Veja, o Brasil gerou 70.852 empregos com carteira assinada em outubro, de acordo com números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na semana passada pelo Ministério da Economia. No acumulado do ano, foram criados 841.589 empregos com carteira assinada.

A taxa de subutilização da força de trabalho (pessoas que trabalham menos do que podem e querem) caiu, passando de 24,6% no trimestre móvel anterior para 23,8%, o que representa 972 mil pessoas a menos. Mesmo assim, ainda são 27,1 milhões de pessoas nessa condição, o que representa uma estabilidade frente ao mesmo período de 2018. O número de desalentados também recuou, para 4,6 milhões, com queda de 4,5% (menos 217 mil pessoas) em relação ao trimestre móvel anterior, mas estatisticamente estável frente ao mesmo trimestre de 2018.

Condeúba: Morreu o Sr. José Bernardo Martins popular “Zezito da patrola” aos 76 anos de idade

 

 

Morreu na manhã deste sábado dia 30 de novembro de 2019, às 7:00 horas  o Sr. José Bernardo Martins popular “Zezito da patrola” aos 76 anos de idade. “Zezito” era natural da cidade de Dionísio – Minas Gerais, veio para Condeúba e começou trabalhar patrolando nossas estradas em 2004 até 2012, fez relevantes serviços no município, deixou uma grande amizade por todo lado por onde passou, muito comunicativo então fazia amizade com extrema facilidade. O corpo de Zezito está sendo velado no Memorial São Matheus, seu sepultamento será hoje a tarde dia  30/11 às 18:00 horas no Cemitério Municipal Barão José Egídio de Moura e Albuquerque na sede.

Atendimento: Funerária São Matheus

Nós do Jornal Folha de Condeúba deixamos nossos profundos sentimentos à família enlutada por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus o tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz amigo e irmão “Zezito”.

Hacker é preso suspeito de fraude, lavagem de dinheiro e organização criminosa

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Um hacker foi preso pela Polícia Federal em Cruz das Almas, no recôncavo da Bahia, suspeito de fraude, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A ação aconteceu na quarta-feira (27). O homem era procurado pela polícia há 3 anos. A PF informou que as investigações também constataram o envolvimento do suspeito em fraudes de concursos públicos promovidos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

De acordo com a Polícia Federal, foi cumprido um mandado de busca e dois mandados de prisão contra o suspeito, que não teve nome e idade divulgados. De acordo com a Polícia Federal, o hacker fornecia, dados em plataformas “carding”, na internet, que envolve compras ilegais de cartões de crédito, inclusive através de uma plataforma hacker, que faz ofertas ilegais.

Segundo a PF, o hacker é um alvo importante da Operação Singular, feita pelo Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos de São Paulo (GRCC/SP), que começou em junho deste ano.

A PF informou que, por sua condição de foragido, o suspeito não circulava com frequência e mantinha-se em casa cometendo os crimes pela internet. Não há detalhes de para qual unidade da Polícia Federal o homem foi levado.

Dados do IBGE indicam recorde de trabalho sem carteira e por conta própria no Brasil

Por  Fernanda Pinheiro

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística identificou um novo recorde no número de trabalhadores sem carteira e atuando por conta própria no Brasil. De acordo com o órgão, a taxa de desemprego no país ficou estável no trimestre encerrado em outubro. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (29).

Os dados do IBGE indicam a existência de 11,9 milhões de trabalhadores sem carteira assinada e 24,4 milhões por conta própria. A taxa de informalidade, que inclui empregados domésticos sem carteira e empregados sem CNPJ ficou em 41,2%, estável em relação ao trimestre anterior, conforme reportagem da Folha de S. Paulo.

São 38,8 milhões de trabalhadores nessas condições.

Quanto a porcentagem, no trimestre encerrado em outubro a taxa de desemprego foi de 11,6%. Anteriormente o número havia sido de 11,8%.  no trimestre imediatamente anterior e 11,7% no mesmo trimestre de 2018. Para o IBGE, o indicador ficou “estatisticamente estável”. (Bahia Notícias)

Cerca de 135 mil pessoas no Brasil não sabem que estão com HIV, estima Ministério da Saúde

Por Fernanda Pinheiro

Foto : Reprodução/Rede Amazônica

O Ministério da Saúde estima que cerca de 135 mil pessoas vivem com HIV no Brasil e não sabem. Com base nessa estimativa, o ministério lançou ontem (28) uma campanha para incentivar pessoas que se colocaram em risco a procurar uma unidade de saúde para realizar o teste rápido.

Segundo o diretor do departamento de doenças crônicas e infecções sexualmente transmissíveis, Gerson Pereira, o país adotou a recomendação do início do tratamento para todas as pessoas após o diagnóstico de HIV, independente da condição clínica do paciente.

“Se essa pessoa mantiver o tratamento regular, pode ter uma vida normal, assim como quem tem diabetes ou hipertensão. Mas para isso, é importante ter o diagnóstico cedo, tratar imediatamente e se manter em tratamento”, disse.

O governo ainda informou que, entre 2014 e 2018, os casos de Aids reduziram em 13,6%. O índice equivale a 12,3 mil casos evitados da doença. Já a mortalidade por Aids caiu em 22,8%, nesse mesmo período, evitando 2,5 mil óbitos. (Metro1)

Metade dos brasileiros devem comprar na Black Friday 2019

Uma das datas mais aguardadas pelo consumidor e pelo varejo, a Black Friday, chega em sua 10ª edição no país. Este ano, a ação deve refletir um amadurecimento do consumidor, cada vez mais consciente em tomar cuidado para garantir as melhores ofertas e não ser enganado. É o que aponta pesquisa realizada em todas as capitais do país pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Os dados revelam que metade (50%) dos brasileiros tem intenção de fazer compras na Black Friday 2019. Em contrapartida, quatro em cada dez (39%) consumidores só pretendem adquirir algum produto se as ofertas realmente valerem a pena — um crescimento de sete pontos percentuais em relação a 2018. Apenas 11% não devem aproveitar as promoções.

Esse comportamento do consumidor também pode ser observado na decisão da compra. A pesquisa indica que nove em cada dez (91%) entrevistados planejam pesquisar preços antes de adquirir algum item, principalmente para confirmar se os produtos realmente estão na promoção, ou seja, com preços mais baixos do que o normal (54%).

Considerando aqueles que pretendem buscar informações sobre as ofertas, 40% afirmaram que olhariam os preços a menos de 30 dias da Black Friday, enquanto 28% fariam pesquisa com um mês de antecedência e 11% até dois meses  antes. Outros 13% só devem verificar preços no dia do evento. Os meios mais utilizados apontados para fazer a pesquisa são sites e aplicativos que fazem comparação de preços e produtos (55%), sites das lojas (52%) e portais de busca (42%).

Vitória da Conquista agora conta com E-Dat: Ferramenta digital para registro de ocorrências de trânsito

Foi lançada nesta sexta-feira (29), pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, uma ferramenta digital para a Declaração de Acidente de Trânsito . Com ela, será possível registrar ocorrências de trânsito consideradas leves, em qualquer lugar da cidade, reduzindo a burocracia e o tempo de espera dos agentes de trânsito.

A Declaração poderá ser feita, pelo celular no momento da ocorrência, ou por um computador comum com acesso à internet, facilitando o registro de acidentes leves, isto é, com envolvimento inferior a cinco veículos, não abrangendo casos com feridos e veículos com materiais perigosos. A ideia é que seja dispensável a presença de um agente do Simtrans para o registro de ocorrências mais simples.

O site ensina de modo simples e didático, o passo-a-passo para o registro da declaração. Para iniciar uma E-DAT ou adquirir mais informações basta acessar o link: Mais detalhes no link:

Segundo a assessora da coordenação de transportes, da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Rayner Mendes, a declaração digital vai facilitar a vida dos condutores. “Esse serviço, além de ser mais rápido, pode ser feito de também de forma retroativa. Ou seja, a pessoa pode fazer a declaração mesmo depois de acontecido o acidente, pelo computador de sua casa”, afirma.

Para o coordenador do Núcleo de Tecnologia da Informação da Prefeitura (NTI), Lauro Oliveira, o serviço, além de rápido e eficiente, irá gerar uma economia considerável nas despesas públicas e maior rapidez na resolução do problema para o cidadão. “A partir da solicitação da Semob, desenvolvemos o sistema para facilitar o processo para a secretaria e, principalmente, para o cidadão. Além disso, os custos de deslocamento, combustível, além da burocracia tendem a ser reduzidos”, esclarece.