Condeúba/Dist. Feirinha: Morreu Manoel Ferreira da Silva aos 77 anos de idade

Oclides da Silveira – Jornalista MTPS nº 5910/BA.

Morreu nesta quarta-feira dia 11 de setembro de 2019, às 11:00 horas o Sr. Morreu Manoel Ferreira da Silva aos 77 anos de idade. Ele deixou viúva a Sra. Joana Guilhermina de Sousa e 3 filhos Joaquim, Suely e Hilda além de 9 netos. Seu corpo está sendo velado em sua residencia na Fazenda Traçada. O sepultamento será amanhã a tarde dia 12/9 às 14:00 horas no Cemitério Municipal do Vilela.

Nós do Jornal Folha de Condeúba deixamos nossos sentimentos à família enlutada por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus o tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz amigo Manoel.

Atendimento: FUNERÁRIA SÃO MATHEUS

Projetos Aprovados pela Cáritas para Receber Recursos do Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS/2019)

A Cáritas Diocesana de Caetité, por meio de sua Diretoria Executiva, torna público a relação dos projetos avaliados e aprovados para receberem recursos do Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS), formado pela Campanha da fraternidade/2019, coleta do domingo de Ramos.
De acordo com edital que foi publicado de 15 de julho a 15 de agosto do corrente ano, 30 projetos concorreram aos recursos do FDS. Destes, 13 foram aprovados.

Do Eixo 1: Formação e Capacitação (de 6 projetos, foi aprovado 1).
Do Eixo 2: Mobilização para Conquistas e Efetivação de Direitos (de 5 projetos, foram aprovados 3).
Do Eixo 3: Superação de Vulnerabilidade Econômica e Geração de Renda (de 19 projetos, foram aprovados 9). Totalizando investimento de R$ 43.167,60. Continue Reading

Piripá: Fanfarra Municipal de Condeúba – FAMUCON, desfila no 7 de Setembro

Oclides da Silveira – Jornalista MTPS nº 5910/BA.

Em destaque o Maestro da FAMUCON Wilken Jeferson de palitó ao centro

Neste sete de Setembro de 2019, a Fanfarra Municipal de Condeúba – FAMUCON que é comandada pelo Maestro Wilken Jeferson o Ato Cívico em Condeúba pela manhã e depois foi atender um convite feito pela Secretaria Municipal de Educação de Piripá, feito pelo Secretário Noah, para desfilar naquela cidade no mesmo dia, porém no período da tarde. Foram duas fanfarras que comandaram o desfile esse ano em Piripá, a Fanfarra Municipal de Condeúba – Famucon e a Fanfarra do Instituto Educacional Euclides Dantas – FAN-IEED de Vitória da Conquista.

Inicialmente todos foram recebidos com muito carinho e logo em seguida convidados  para tomar um lanche, depois deu-se o início do desfile por volta das 17h30min., vindo à frente o Prefeito Flávio com a sua esposa e os professores homenageados pela Secretaria Municipal de Educação, onde a FAMUCON fez a abertura do desfile, em seguida vieram as escolas da sede e depois as escolas do campo.

No final veio a Fanfarra do Instituto Educacional Euclides Dantas – FAN-IEED de Vitória da Conquista. Foi feito uma apresentação de cada escola sempre acompanhadas pelo som da FAMUCON. Houve uma pausa especial para entoar o Hino Nacional, onde todos participaram cantando de forma a rigor.  Continue Reading

Setembro Amarelo: mês de prevenção ao suicídio

A cada 40 segundos, uma pessoa se suicida no mundo. Hoje (10), Dia Mundial para a Prevenção do Suicídio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reafirma a importância de todos os países adotarem estratégias de prevenção com eficácia comprovada. Segundo a OMS, o suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. Por esse motivo, o enfoque da campanha do Dia Mundial de Prevenção do Suicídio de 2019 será este público: os jovens.

No Brasil, desde 2015, a prevenção ao suicídio tomou conta de todo o mês de setembro por meio do Setembro Amarelo, iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

Em todo o mundo, mais de 800 mil pessoas morrem por suicídio todos os anos e, a cada adulto que se suicida, pelo menos outros 20 atentam contra a própria vida. Isso representa 1,4% das mortes no planeta (ainda de acordo com a OMS). Desde 2012, o suicídio tornou-se a 15ª causa de mortalidade entre a população geral. Continue Reading

Bahia desponta como referência em segurança alimentar e nutricional

Para tornar a Bahia referência em diversidade e soberania alimentar, o Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, deu início ao plano de ação de segurança alimentar e nutricional para os agricultores familiares de todo o estado.

Mais de 80 técnicos de assistência técnica e extensão rural estão sendo capacitados para serem multiplicadores para mais de oito mil agricultores familiares de comunidades tradicionais baianas dos 27 Territórios de Identidade da Bahia.

A iniciativa visa aumentar a diversidade alimentar dos agricultores por meio de consumo de alimentos da biodiversidade e das Plantas Alimentícias Não Convencionais (Panc), por meio de estratégias como a de conhecer os alimentos para poder identificá-los e, caso não haja na propriedade do agricultor uma diversidade, implementar espécies de cada biodiversidade. Além disso, os participantes estão aprendendo técnicas de plantio e preparo adequado desses alimentos.

Os profissionais estão sendo capacitados por uma equipe formada por nutricionistas, pedagogos, médicos e agrônomos, com temas como desenvolvimento humano, produtividade para o trabalho e renda e sustentabilidade em saúde, meio ambiente, agricultura, atividade física, agronomia, administração e gestão e alimentação.

O coordenador do Bahia Produtiva, Fernando Cabral, afirma que esse é um encontro importante de imersão: “Queremos garantir a segurança alimentar desses agricultores, valorizando os alimentos do nosso estado, e, com isso, gerar mais trabalho e renda pro rural baiano”.

Segundo a nutricionista e diretora da VP-Centro de Nutrição Funcional, Valéria Paschoal, a expectativa é mudar os hábitos alimentares para prevenção de doenças como obesidade, câncer e doenças cardiológicas: “Queremos implementar o consumo dos alimentos com plantas que podem estar no quintal da casa do agricultor, e não estão sendo valorizadas e consumidas. Vamos empoderar os técnicos junto a suas comunidades”.

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), fruto da parceria entre o Estado da Bahia e o Banco Mundial, por meio de acordo de empréstimo. Até o momento já foram financiados 862 projetos em todo estado, em diversas cadeias produtivas, que representam investimento de R$ 287,6 milhões.

STF decidirá se Testemunhas de Jeová tem direito de recusar transfusão de sangue

Foto: Carol Garcia/Secom-BA

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira (9), uma ação para permitir que pacientes Testemunhas de Jeová maiores de idade e capazes não sejam obrigados a receber transfusão de sangue, mesmo na hipótese de risco iminente de morte.

Na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF 618), Dodge afirma que há lesão a dignidade da pessoa humana, de consciência e de crença em várias decisões judiciais, atos do Conselho Federal de Medicina e de instituições de saúde que negam as Testemunhas de Jeová o direito de recusar a transfusão de sangue. Na ação, Dodge afirma que na interpretação das Testemunhas de Jeová da Bíblia,

“Deus permite o consumo da carne de animais, mas impõe a abstenção do respectivo sangue, que representa a alma e a vida”. Seus membros são conhecidos pelo persistente proselitismo religioso, pela não intervenção em atividades políticas e militares e, mais especificamente, pela recusa a transfusões de sangue.

Com tal entendimento, as Testemunhas de Jeová se sentem impura e indigna do reino e Deus. De acordo com o Bahia Notícias, até o ano 2000, o membro que aceitasse transfusão de sangue perdia a condição de “irmão” na comunidade religiosa e o convívio social. Desde então, porém, a comunidade passou a não mais excluir o membro que aceita a transfusão de sangue, deixando a cargo da Testemunha de Jeová a sua autoexclusão, segundo a sua própria consciência.

O grupo começou a aceitar, ainda, que o membro decida pelo recebimento de elementos secundários do sangue, transmitidos da mãe para o filho na gestação, como, por exemplo, a albumina, as globulinas, as interleucinas e o interferão. A procuradora-geral da República salienta que a recusa no recebimento de transfusão não significa desejo de morte ou desprezo pela saúde e pela vida.

Dodge destaca que a Testemunha de Jeová “defende e incentiva a existência e o desenvolvimento de métodos alternativos à transfusão de sangue, mas, na sua impossibilidade, prefere se resignar à possibilidade eventual de morte do que a violar suas convicções religiosas”.