Arquivos diários: 13 de março de 2019

Cordeiros: Morreu João Gomes Jardim aos 70 anos de idade

Por Oclides da Silveira

Morreu nesta quarta-feira dia 13 de março de 2019 às 15h30min., o Sr. João Gomes Jardim aos 70 anos de idade, ele deixou viúva a Sra. Isaura Viana Jardim e 3 filhos, Lucia, Marcos e Edilson além de 3 netas Sara, Stephanie e Rebeca. Seu corpo está sendo velado em sua residência na Fazenda Jucara município de Cordeiros/BA. O sepultamento será amanhã a tarde dia 14/3 às 17:00 horas no Cemitério Municipal local na Fazenda Jussara.

Atendimento: FUNERÁRIA SÃO MATHEUS

Nós do Jornal Folha de Condeúba deixamos nossos sentimentos à família enlutada por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus O tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz, Sr. “João” !!!

Condeúba: Igreja Adventista fez homenagem pela passagem do dia Internacional das mulheres

Por Josué

Momento de palestra

A Igreja Adventista de Condeúba, realizou um programa especial neste último final de semana. Dia 9 de Março em comemoração ao dia internacional da Mulher.

Foi realizada uma manhã de agradecimento a Deus, pela vida de cada mulher, que trás em sua história de lutas e vitórias.

A tarde foi realizado uma palestra com a Nutricionista Lenita Laira e a Psicologa Iara. As mesma falaram sobre a importância do cuidado da saúde através de uma alimentação saudável e de como ela influência no nosso dia a dia, e sobre a importância da valorização de comemorar as vitórias .

Depois desse momentos especial, foi preparado o chá da tarde, onde as mulheres que ali estavam puderam conversar um pouco mais com as amigas e com nossas queridas palestrantes.

A igreja Adventista de Condeúba, parabeniza e pede que o Senhor continue abençoando cada mulher de nossa cidade e do nosso planeta terra. Continue lendo Condeúba: Igreja Adventista fez homenagem pela passagem do dia Internacional das mulheres

Reconhecimento do Ceratocone, como deficiência visual, inclusão texto do Decreto 3298/1999

Reconhecer o portador de ceratocone como deficiente visual, possibilitando campanhas de inclusão e informação, garantindo participação em certames públicos na qualidade de PCD. Tratamento e acompanhamento clínico pelo Estado, garantido o direito desses cidadãos.

Mais detalhes
Estima-se que um em cada 20.000 brasileiros possuam a doença, não há qualquer política pública voltada para esses cidadãos. A doença reduz muito a qualidade de vida, os tratamentos são caros e não são totalmente eficazes, é necessário que essa categoria de pessoas passe a ser reconhecida em suas dificuldades, possibilitando garantias e direitos fundamentais a estes.

Adolescentes atiram dentro de escola e matam 6 pessoas em Suzano, diz polícia

Os dois atiradores se mataram logo após o ataque. Bombeiros e equipes do Samu estão no local. O helicóptero da PM sobrevoa a escola.

Por G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Tiroteio deixa feridos em escola de Suzano (SP)

Dois adolescentes encapuzados mataram a tiros seis pessoas dentro da Escola Estadual Raul Brasil, de Suzano (SP), e cometeram suicídio em seguida, segundo a polícia. Cinco das vítimas eram estudantes, outra era funcionário da escola. O ataque ocorreu por volta das 9h30 desta quarta-feira (13).

Ainda não há informação sobre feridos no ataque. A instituição foi isolada pela polícia e há muitos alunos e funcionários chorando ao redor.

A capitão Cibele, da comunicação da PM, disse que pouco antes dos disparos na escola, a polícia foi chamada para outra ocorrência com arma de fogo, perto dali. “Mas ainda não podemos precisar se os casos estão relacionados. Policiais estavam indo para esse primeiro chamado e ouviram gritos das crianças. Foram então até a escola, onde os dois criminosos acabaram se matando”, disse ela.

Tiros deixam oito mortos e feridos em escola de Suzano, em São Paulo

Movimentação em frente à escola Raul Brasil, onde atiradores mataram 5 alunos e 1 funcionário — Foto: Reprodução/TV Globo Movimentação em frente à escola Raul Brasil, onde atiradores mataram 5 alunos e 1 funcionário — Foto: Reprodução/TV Globo
Movimentação em frente à escola Raul Brasil, onde atiradores mataram 5 alunos e 1 funcionário — Foto: Reprodução/TV Globo

O Corpo de Bombeiros e equipes do Samu estão no local. Bombeiros de Mogi das Cruzes também foram chamados, às 9h50, para apoiar o atendimento. O helicóptero Águia, da PM, sobrevoa a escola. Toda a polícia de Suzano está mobilizada no caso.

Segundo o Censo Escolar de 2017, a instituição possui 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio.

O governador João Doria está em um helicóptero a caminho de lá, junto com o Secretário Estadual de educação, o secretário de Segurança e o coronel Salles. Todos vão falar com a imprensa no local.

STF suspende pagamento de bônus a aposentados

Reynaldo Turollo Jr.
Folha de S.Paulo

Brasília – A Primeira Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) suspendeu, ontem, os efeitos da decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) que havia estendido o direito ao bônus de 25% a todos os aposentados que precisam de assistência permanente.

Em agosto de 2018, a Primeira Seção do STJ ampliou o acesso ao bônus, previsto em lei só para aposentados por invalidez.

Para o STJ, aposentados por idade, por tempo de contribuição ou com benefício especial que precisem de cuidador para fazer tarefas básicas podem ter direito.

Já no Supremo, por unanimidade, os cinco ministros da Primeira Turma atenderam a pedido do INSS e paralisaram todas as ações nas instâncias inferiores da Justiça que pleiteiam o adicional.

As ações só voltam a andar após decisão definitiva do STF sobre tema.a

Estudo conclui que uso de e-cigarros mantém risco elevado de problemas cardíacos

Foto: Reprodução/Pixabay

Um estudo elaborado pela Escola de Medicina do Kansas, nos Estados Unidos, concluiu que o uso de cigarros eletrônicos mantém em alta os riscos de fumantes sofrerem ataques cardíacos.

De acordo com o portal Viva Bem, do Uol, em comparação aos não fumantes, usuários dos e-cigarros têm risco 56% maior de sofrer um infarto. Além disso, dentro da mesma comparação, pessoas consumidoras dos cigarros eletrônicos podem sofrer um risco 30% maior de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) e é duas vezes mais comum que estas mesmas pessoas apresentem transtornos de ansiedade e até depressão.

Fazendo um comparativo com os fumantes de cigarros comuns com de fumantes de e-cigarros, os consumidores do modelo convencional apresentam risco 165% maior de ataque cardíaco, 94% maior de doença arterial coronariana e 78% maior de AVC.

Produção de veículos sobe em fevereiro e é a maior em 5 anos

A produção brasileira de veículos cresceu 29,9% em fevereiro na comparação com o mês anterior, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Foram 257,2 mil unidades produzidas, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Trata-se do maior volume para o mês desde 2014.

Na comparação com fevereiro do ano passado, o aumento da produção foi de 20,5%. Parte da expansão, contudo, se deve à diferença de dias úteis, uma vez que o Carnaval do ano passado caiu em fevereiro, enquanto o deste ano foi em março. o acumulado deste ano, a produção registra alta de 5,3% em relação ao primeiro bimestre do ano passado, com a produção de 455,3 mil unidades.

ÍNDIO PASSA A TER OS MESMOS DIREITOS DO CIDADÃO COMUM

Por Thiago BragaFaz longo tempo que o índio, considerado “ser da natureza”, tem direito assegurado por lei, de cultivar a terra onde nasceu, se criou e vive. Ele (a) trabalha no arado da forma que bem entende, “sem prestar contas a ninguém” sendo, apenas, assistido pela FUNAI. O “pele vermelha” tem liberdade de escolha, no tocante à assuntos de ordem pessoal, familiar e social. “Dono da terra” para sempre? Segundo texto legal, homem/mulher indígena dispõe dessa prerrogativa, pois aquilo que é “solo sagrado” se torna zona de proteção por parte do órgão fiscal. Num primeiro momento, inserido na sociedade moderna. Lembrando, é claro, de sua presença na história épica.

Mas, agora, a conversa é outra. Para o novo governo (Bolsonaro 2019), índio merece o mesmo tratamento do homem branco. Precisa, porém, “andar sem guia”, face à sua capacidade de pensar, agir e treinar as próprias habilidades: mão de obra, técnicas de uso de recursos, prática de esportes, (opcional). Onde e como? Recebendo o devido apoio do ente público. Acesso a saúde (serviço bucal, exames, retirada de remédios na farmácia popular), educação, transporte, moradia, dentre outros. Nada de privilégio no sentido de mandar e desmandar em grandes terrenos, muita das vezes, sem serventia, sendo que o mesmo não adquiriu por compra ou permuta, carecendo, sobretudo, desta atividade meio (comércio). “Cai em si”, entendendo o que é contrato, alqueire, braça de terra, sistema de irrigação, imposto de renda, além de outros. É possível sanar dúvidas e buscar soluções para casos desta natureza. O que vale é a informação levada a sério.

Em outras palavras, índio não deve viver isolado, em aldeias ou reservas ambientais mas, “ser visto como gente”, educado e pronto para servir seu país. Deve aprender cantar o hino, conhecer a Constituição Federal, frequentar a cidade, votar no dia do pleito, possuir caderneta de vacinação, etc. Caçar e pescar? Existem outros desafios que requer força física, aptidão e auto – conhecimento. Tal pensando em nada desvaloriza a figura do índio, uma vez respeitado, dentro do território pátrio. “Ir e vir”, com plena certeza de chegar em casa, fazer compras (dinheiro em espécie), dirigir automóvel, “pôr carta” no correio… No entanto, sua cultura precisa manter – se de pé, como arte, costumes, linguagem, culinária e outros. “Um pouco de cidadania não faz mau a ninguém”.