Categoria: Saúde Pública

Cegueira irreversível por glaucoma é ainda um fator desconhecido da população

Foto: Reprodução

Grande parte da sociedade brasileira não está ciente sobre a importância da frequência às consultas ao oftalmologista, sabe pouco sobre o glaucoma e desconhece seu risco de cegueira. Essas são algumas das conclusões da pesquisa “Um olhar para o glaucoma no Brasil”, aplicada pelo Ibope Inteligência a 2,7 mil internautas brasileiros, a partir dos 18 anos de idade, em diferentes regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia, Ceará e Pernambuco.

O levantamento faz parte de uma ampla investigação sobre o cenário do glaucoma no Brasil e a necessidade de uma nova visão sobre a doença. A iniciativa contempla também o lançamento da campanha de conscientização “Não perca seu mundo de vista, tenha um novo olhar para o glaucoma”, conduzida pela Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG) e pela Upjohn, divisão da Pfizer focada em doenças crônicas não transmissíveis.

A desinformação sobre a relevância do cuidado com a visão é, de fato, muito evidente na pesquisa. Quando perguntados sobre a frequência que vão ao especialista, 10% dos entrevistados assumiram que nunca foram e 25% disseram que raramente, apenas quando sentem algum incômodo nos olhos. Destaque para as faixas etárias mais jovens: um a cada cinco relatou nunca ter ido ao oftalmologista (21%) e 10% foram uma única vez na vida.

Embora a maioria (73%) dos que têm 55 anos ou mais – público que deveria ter uma preocupação ainda maior com desenvolvimento de doenças oculares -, visite o oftalmologista uma vez ou mais por ano, a pesquisa mostra que 1 em cada 4 deles não possui uma rotina de visitas ao oftalmologista.bAlém disso, do total da amostra, 30% acreditam que deva procurar o oftalmologista somente depois que começa a usar óculos e 23% após perceberem alguma perda de visão.

Condeúba: Distrito do Alegre recebeu uma ambulância nova do Prefeito Silvan

Por Bell Adm. do Alegre

O Secretário de Obras e Transportes Dinailde, passando os documentos e a chave da ambulância para a Administradora Distrital Bell

A vida é feita de desafios e obstáculos que precisamos superar! Muitos deles são necessários parceiros que acreditam no desafio e na capacidade de sairmos vitoriosos no desejo de trazermos alegria e conhecimento a todos do município. Hoje dia 28 de julho de 2020, tive a honra de receber uma ambulância zero quilômetro no distrito do Alegre para melhorar cada vez mais o atendimento na saúde da nossa região.

A população pode contar com essa ambulância. Saúde é prioridade na nossa administração e, agora, graças a uma Emenda do deputado Estadual Pedro Tavares do (DEM) e ao Prefeito Silvan Baleeiro recebemos essa ambulância que irá ajudar muito a Saúde do povo do nosso Distrito do Alegre e região.

Meus agradecimentos vai também para o Secretário de Obras e Transportes Sr. Dinailde e o Sr. Vagner Secretário de Saúde, vocês foram essenciais para trazer essa grandiosa melhoria para nosso distrito.

Faço meu trabalho sempre da melhor maneira com intuito de ajudar e de tentar aliviar o sofrimento das pessoas.Pois sei das necessidades que o povoado do Alegre tem. Obrigada a todos que juntos comigo acreditaram que eu iria conseguir essa ambulância para o Distrito do Alegre.

Fotos: Bell Continue lendo

Sesab inaugura primeira unidade de referência no tratamento de doenças no fígado da Bahia

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Com a expectativa de atender 500 pacientes por semana, a primeira unidade de referência no tratamento de doenças do fígado na Bahia foi inaugurada no Engenho Velho de Brotas, em Salvador. O secretário estadual de saúde, Fábio Villas Boas, realizou a entrega do equipamento, cujo investimento foi de R$ 1.100.000.

“Essa unidade vai matriciar as policlínicas em todo Estado, que terão gastroenterologistas conectados através de telemedicina com esse centro. Elas serão responsáveis por descentralizar o atendimento das doenças hepáticas em toda Bahia”, afirmou. Hoje, existem milhões de brasileiros com doenças no fígado, muitos dos quais assintomáticos.

Vinculada ao Sedap, a unidade conta com salas de procedimentos multidisciplinares, ultrassonografia, farmácia e consultórios. A diretora do centro, Miralba Freire, frisou que a unidade representa um grande avanço para o Sedap.

Universidades federais conduzem 1.260 pesquisas sobre covid-19

Foto – Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Levantamento da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) indica que 1.260 pesquisas sobre covid-19 estão sendo conduzidas em universidades federais de todo o país.

O número é bastante superior ao contabilizado em maio, de 823, salientando que o protagonismo da ciência tem ganhado força durante a pandemia do novo coronavírus.

Para o cálculo, foram consideradas as respostas que 68 instituições encaminharam à entidade. O empenho dos pesquisadores tem resultado também em outras ações, como a testagem para detecção da doença infecciosa. Já se contam 71 atividades desse tipo, que totalizaram 56.956 testes.

Outra contribuição das universidades federais é referente ao tratamento de pacientes. O total de leitos próprios das instituições, somado ao de leitos viabilizados em parcerias para a construção e a operacionalização de hospitais de campanha, é de 2.502, sendo 656 de unidade de terapia intensiva (UTI).

Para as universidades públicas, uma via escolhida para atender a população quanto às demandas próprias da pandemia consiste em formar redes com a participação de gestores locais. Ao todo, já foram firmadas 255 parcerias com prefeituras e 112 parcerias com governos estaduais.

Rio do Antônio: Bebê de um mês, diagnosticado com coronavírus, é transferido de Brumado para Itabuna

Na última semana, um bebê de apenas um mês de vida, do município de Rio do Antônio, esteve no Centro de Atendimento Covid-19, em Brumado, com suspeita de coronavírus.

No local, foi realizado um teste rápido, através do qual se confirmou a suspeita. Em entrevista, o secretário municipal de saúde, Cláudio Feres, informou que o bebê precisou ser transferido para Itabuna.

“Como em Brumado não tem internação pediátrica específica para Covid, nem na cidade de Vitória da Conquista, nós encaminhamos, através da central de regulação de leitos, para Itabuna. A transferência aconteceu no sábado (25) pela manhã, via UTI aérea”, relatou.

Segundo o secretário, a secretaria de Rio do Antônio deverá fazer o acompanhamento da família, que, a princípio, não testou positivo para a doença.