Category: Brasil

Governo convoca médicos peritos de agências do INSS vistoriadas para retorno imediato ao trabalho

Diante das resistências de peritos em retornar ao trabalho presencial nas agências do INSS, o Ministério da Economia publicou nesta sexta-feira (18), em edição extra do “Diário Oficial da União”, um edital de convocação imediata para que peritos médicos federais e supervisores médico-periciais voltem a atender nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A convocação vale para os profissionais lotados nas 150 agências que, segundo o governo, já passaram por vistoria e estão liberadas para o trabalho presencial. A lista de agencias publicadas junto com a convocação.

“À medida que novas Agências da Previdência Social forem inspecionadas e consideradas adequadas para a prestação do atendimento presencial pela Perícia Médica Federal, novos editais de convocação serão publicados com a atualização da relação”, diz o texto publicado no Diário Oficial.

TSE libera ferramenta para consulta de candidaturas das Eleições 2020

A consulta à informações detalhadas sobre a situação dos candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, que pediram registro para concorrer às Eleições Municipais de 2020 já estão disponíveis na plataforma clik aqui do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A ferramenta traz ainda todos os dados declarados à Justiça Eleitoral, inclusive informações relativas às prestações de contas dos concorrentes

O sistema é aberto a todos os cidadãos, sem necessidade de cadastro prévio ou autenticação de usuário. Na consulta, basta selecionar a unidade da federação no mapa ou a sigla do estado que quiser informações.

Na página principal do sistema, o interessado encontrará o quantitativo total de candidaturas por cargo (prefeito, vice-prefeito e vereador). No mapa do Brasil, é possível filtrar a pesquisa clicando na unidade da Federação e depois no cargo desejado. Em seguida, aparecerá uma lista com todos os políticos que concorrem ao cargo no estado.

Semana Nacional de Trânsito começou ontem (18/9) em todo o país

Foto – Wilker Porto

Começou nesta sexta-feira (18) e vai até dia 25 próximo, a Semana Nacional de Trânsito (SNT). Durante o período, ações em todo o país são realizadas pelos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito com o objetivo de conscientizar motoristas, passageiros, motociclistas, ciclistas e pedestres.

Com o tema “Perceba o risco, proteja a vida”, definido pelo Conselho Nacional de Trânsito, o foco é chamar a atenção sobre os perigos no trânsito e outros riscos à saúde do cidadão. Por causa das medidas de isolamento social para enfrentamento do novo coronavírus, este ano a semana ocorrerá em formato digital e será denominada “O Detran na sua vida”. A iniciativa traz também o tema das campanhas educativas para este ano.

Construção civil tem alta nos preços e falta de materiais

Lojistas e consumidores reclamam que elevação dos preços chegam a quase 100%

Foto: Romildo de Jesus / Tribuna da Bahia

Por: Poliana Antunes

Empresas de construção civil da Bahia registraram aumento nas vendas de produtos durante a pandemia do novo coronavírus. Ao passarem mais tempo em casa neste período de isolamento social, os moradores querem deixar o lar mais confortável. Dessa forma, o setor vem liderando a recuperação econômica do estado, através da manutenção do emprego. Contudo, vem mostrando, também, preocupação com uma onda de aumento nos preços dos principais insumos das edificações, já se registrando a falta de diversos deles no mercado.

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), registrou inflação de 0,88% em agosto deste ano, uma taxa superior ao 0,49% do mês anterior. Em agosto do ano passado, a taxa havia sido de 0,44%. Segundo o órgão, com a alta registrada em agosto, os materiais tiveram alta de preços de 1,60% e passaram a custar R$ 629,52 por metro quadrado.

No estado, muitos foram os esforços para não interromper suas atividades. De acordo com o presidente do Sinduscon-BA, Carlos Marden, justamente num momento de início da retomada das atividades, os fabricantes dos materiais de construção resolveram elevar seus preços totalmente fora da realidade da inflação atual no país.

Para Carlos Marden, a falta de materiais da construção e a alta absurda de seus preços, em plena recessão econômica, vão contra a todos os esforços do setor da construção civil no enfrentamento da crise em decorrência da pandemia. “já está se verificando o desabastecimento provocando atrasos em obras na Bahia, pois os produtos já não estão sendo entregues no prazo. Se nada for feito, a tendência será a paralisação de obras, desaceleração de lançamentos imobiliários e principalmente o desemprego no setor que mais emprega”, revela.

Segundo o presidente da entidade, “este é o reflexo do incremento de reformas residenciais, a partir da utilização do auxílio emergencial disponibilizado pelo governo, que fez aumentar a demanda dos fabricantes, que por sua vez elevaram os preços totalmente fora da realidade da inflação atual no país e de forma generalizada. Os maiores aumentos anunciados estão para o aço, PVC, derivados de cobre – fios e cabos elétricos, e cimento”.

Ele avalia que em alguns casos a elevação chega a quase 100% do que era praticado em mercados no Brasil. “O cimento, por exemplo, teve alta sentida por 95% dos empresários, segundo a pesquisa realizada pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Dentre outros materiais, 90% perceberam elevação no preço dos cabos elétricos, 87% no aço, 81% no concreto e 80% nos blocos cerâmicos”, ressaltou Carlos Marden.

Marlene Gomes que é gerente de uma loja de material de construção localizada no bairro da Boca do Rio, fala que, a loja constatou algumas mudanças de consumo nos últimos meses. “Antes, atendíamos em grande parte consumidores que buscavam obras maiores, reformas totais de apartamentos, por exemplo, ou novas construções. Agora, há uma busca maior por pequenos reparos, visto que as pessoas estão passando mais tempo em casa”, observa.

Para ela as pessoas estão repensando o morar. “Elas estão mais preocupadas em ter ambientes confortáveis e aconchegantes para morar e viver bem. A casa, mais do que nunca, assumiu de vez o conceito de refúgio e passou a ser prioridade de investimento para muitos, que passaram a ter mais tempo para aproveitá-la e observá-la, planejando, a partir daí, as adaptações que desejam”, especula a gerente.

Com as mudanças na rotina, o Marlene Gomes aponta a necessidade de ter um espaço para trabalhar confortavelmente dentro de casa. “O home office é uma tendência para o futuro. Ambientes de relaxamento e lazer também estão sendo muito valorizados, como varandas gourmet, espaços mais amplos para atividades físicas, salas de cinema, entre outros”, frisou.

Tumor de quase 20 kg é retirado de jovem de 25 anos em hospital do Acre

Foto: Arquivo Pessoal

Cirurgiões removeram um tumor de quase 20 kg do ovário de uma jovem de 25 anos em um hospital do Acre. O procedimento aconteceu nesta quinta-feira (10), no Hospital Regional do Juruá, em Cruzeiro do Sul, no interior do estado. De acordo com informações do G1, a cirurgia durou mais de três horas. A paciente segue internada na enfermaria, mas se recupera bem do procedimento.

A expectativa é de que tenha alta médica no sábado (12). A mulher notou que a barriga vinha crescendo de forma anormal há cerca de três meses e decidiu procurar ajuda médica, traz a matéria do G1. Para investigar do que se tratava, ela foi submetida a um exame de tomografia. A partir dos resultados o diretor clínico da unidade, Marlon Holanda, e o ginecologista Billy Rodrigues, identificaram o tumor de grandes proporções.

Os dois médicos participaram da cirurgia. “Era um tumor no ovário direito, que cresceu e tomou todo o abdômen da paciente em cerca de três meses apenas. Um tumor muito grande que pesava em torno de 20 quilos. [O tumor] Estava grudado no intestino, mas foi desfeito a aderência que tinha e retirado totalmente, e não teve nenhum problema”, contou o médico Marlon Holanda.

Ele ainda sinalizou que esse tipo de caso é raro. Que episódios semelhantes até já surgiram, mas nenhum com um tumor do tamanho do retirado da paciente na quinta-feira. Ainda conforme a reportagem, o ginecologista Billy Rodrigues revelou que a paciente chegou a pensar que estava grávida. Ela fez um teste, que deu negativo.

Após o exame, a paciente procurou o hospital. “Ela disse que as pessoas ficavam perguntando se ela estava grávida. Pedi os exames e percebemos que se tratava de um tumor gigante e a gente programou para fazer a cirurgia. Foi um tumor de crescimento bastante rápido.

A paciente é testemunha de Jeová e não aceitava transfusão sanguínea, caso fosse necessário. Ela chegou a assinar um termo, mas, graças a Deus, não foi preciso”, contou Rodrigues.

Governo mantém projeção de queda de 4,7% para o PIB em 2020

A equipe do Ministério da Economia manteve em 4,7% a estimativa para o tombo da economia brasileira em 2020. As informações são do G1. O número foi divulgado nesta terça-feira (15) por meio Boletim Macrofiscal do orçamento de 2020, uma publicação da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia.

Essa é a mesma previsão que foi divulgada pela equipe econômica em maio, e depois, em julho. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia.

Segundo o boletim, os indicadores econômicos sugerem uma retomada da atividade econômica neste trimestre, apesar da retração da economia no 2º trimestre. Ainda de acordo com a equipe econômica, a indústria e o comércio devem ser o motor da atividade no 3º semestre deste ano e o setor de serviços deverá ganhar protagonismo nos últimos meses de 2020.

A estimativa de queda do PIB neste ano é reflexo de medidas restritivas e de distanciamento social tomadas para frear a pandemia do novo coronavírus. As ações levaram, por exemplo, ao fechamento de boa parte do comércio e de fábricas ligadas a áreas consideradas não essenciais. Esses serviços, porém, estão sendo gradativamente reabertos em todo país.

Ideb: Desde 2013, ensino médio brasileiro não atinge nível esperado de qualidade

Foto: João Paulo Barbosa

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019, divulgado nesta terça-feira (15), mostra que o nível de qualidade do ensino médio brasileiro continua abaixo do esperado pelo Ministério da Educação (MEC). Embora tenha havido avanços em relação a 2017, o país não atinge a meta nessa etapa de ensino desde 2013.

O Ideb vai de 0 a 10 e leva em conta dois fatores: quantos alunos passam de ano e qual o desempenho deles em português e em matemática. Em 2019, a meta nacional a ser cumprida, somando escolas públicas e particulares, era 5 – mas o resultado ficou aquém do esperado.

A média foi bem inferior a isso: 4,2. Apesar de todos os estados, com exceção de Sergipe, terem aumentado o Ideb em relação à edição anterior, o resultado é insatisfatório. Uma “nota” de 4,2 não chega sequer ao patamar que era esperado para o país em 2015.

Valor da produção agropecuária deve chegar a R$ 771,4 bilhões em 2020, diz ministério

Foto: TV Sergipe

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2020 deve chegar a R$ 771,4 bilhões, aumento de 10,1%, ao valor de 2019 (R$ 700,3 bilhões). O VBP deste ano é o maior já obtido na série histórica, que começou 1989, informou o Ministério da Agricultura nesta segunda-feira (14).

As lavouras resultaram em R$ 519 bilhões, o equivalente a 67,3% do VBP, e a pecuária, em R$ 252,3 bilhões, ou 32,7% do VBP. As lavouras aumentaram seu faturamento em 13,6% em relação ao ano passado, e a pecuária, 3,7%. A soja representou 37,4% do valor das lavouras, com R$ 194,2 bilhões, o milho, com 15,8% equivalendo a R$ 81,9 bilhões.

“Alguns produtos estão obtendo resultados nunca obtidos anteriormente, como a soja, milho, carne bovina, carne suína e ovos”, diz José Garcia Gasques, coordenador-geral de Avaliação de Política e Informação da Secretaria de Política Agrícola do ministério. Gasques explica que dois fatores são responsáveis por esses resultados, os preços internos e as vendas externas.

“Os preços internos, bastante superiores aos do ano passado, e as exportações, de carnes e grãos principalmente para a China, impulsionam o desempenho favorável”, esclarece. Os produtos com melhor desempenho são os seguintes: amendoim 23,7%, arroz 19,9%, cacau 16,6%, café 39,8%, feijão 13,8%, laranja 8,8%, mamona 33,4%, milho 15,2%, soja 26,1%, e trigo 67,4%.

Já os produtos com redução do VBP podem ser observados no algodão -2,9%, banana -8,8%, batata-inglesa -23,7%, mandioca -3,7%, tomate -13,1% e uva -13,8%. Esses produtos tiveram, em geral, produção menor neste ano e preços mais baixos. Os estados que puxam os valores da produção agropecuária brasileira são Mato Grosso (R$ 136,5 bilhões), Paraná (R$ 98,5 bilhões) e São Paulo (R$ 95,7 bilhões).

TRE-BA divulga lista de convocações de mesários para as Eleições 2020

Foi divulgada nesta segunda-feira (14), pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), a lista de convocações de mesários para as Eleições 2020.

Os eleitores nomeados como mesários no 1º turno estão automaticamente convocados para o 2º turno, onde houver. Os arquivos com os nomes dos convocados serão atualizados semanalmente, quando necessário. Nesse intervalo de tempo poderá haver alteração nas convocações que, portanto, não constarão no último arquivo publicado.

No site é possível consultar, em caso de dúvida, qual é o cartório da sua Zona Eleitoral. O TRE estima que quase 110 mil mesários, entre convocados e voluntários, atuem nas Eleições Municipais 2020. Este número pode sofrer redução após o trabalho de agregação das seções, que será concluído pelas zonas eleitorais no dia 8 de outubro.

O trabalho do mesário não é remunerado. A Justiça Eleitoral vai realizar treinamento online e, no dia da votação, adotará protocolos rígidos de segurança, como a ampliação de mais uma hora para votar, além do fornecimento de EPIs, entre os quais, máscaras e álcool em gel.

Renda Brasil: área econômica apoia que aposentados fiquem sem aumento por até dois anos

Governo tem de cancelar despesas para viabilizar novo programa social, diz secretário Waldery Rodrigues, do Ministério da Economia. Ideia é ‘congelar’ benefícios previdenciários no valor atual.

Por Alexandro Martello, G1 — Brasília

A área econômica do governo Jair Bolsonaro apoia que benefícios previdenciários, como aposentadorias e pensões, sejam desvinculados do reajuste do salário mínimo e congelados nos próximos dois anos, disse o secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

A ideia evitaria, por exemplo, a correção automática do piso de aposentadorias e pensões – que hoje não podem ser menores que o salário mínimo. A área econômica também apoia que os benefícios maiores fiquem congelados no período.

A economia gerada pelas novas regras seria destinada ao financiamento do Renda Brasil, programa de assistência social que o governo pretende implementar em 2021. “A desindexação que apoiamos diretamente é a dos benefícios previdenciários para quem ganha um salário mínimo e acima de um salário mínimo, não havendo uma regra simples e direta [de correção]. O benefício hoje sendo de R$ 1.300, no ano que vem, ao invés de ser corrigido pelo INPC, ele seria mantido em R$ 1.300. Não haveria redução, haveria manutenção”, disse Waldery Rodrigues ao G1. Continue lendo