Vereadores denunciam suspeita de superfaturamento de contrato contábil na prefeitura de Guajeru

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Em entrevista o vereador da cidade de Guajeru, Irmo Gomes (PP), o popular Loza, que faz parte da bancada de oposição, denunciou que a prefeitura municipal estaria superfaturando contratos contábeis. “Tudo leva a crer que há um superfaturamento nesse processo contábil”, disse, acrescentando que as suspeitas surgiram pela primeira vez em 2013.

Comparando com municípios da microrregião, o parlamentar informou que Guajeru paga uma das contabilidades mais caras. Irmo explicou que, mesmo tendo uma população bem menor que Brumado (67.048 habitantes), Guajeru (7.239 habitantes) paga três vezes mais que o município vizinho em si tratando de gastos com serviços contábeis.

O levantamento foi feito pela oposição com base em números apontados pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). De acordo com os dados, Brumado gastou, neste ano de 2019, R$ 41.400,00 com serviços contábeis, enquanto Guajeru gastou R$ 58 mil. Segundo Loza, diversos municípios da microrregião que têm o mesmo porte que Guajeru pagam mais barato pelos serviços.

“Se o município não tem recursos suficientes, tal como o prefeito alega, por que paga a contabilidade bem mais cara do que outros municípios vizinhos? Tem vários contadores mais baratos, mas o gestor mantém a mesma contabilidade desde 2013, pagando bem mais caro. Tem algo de errado nisso”, declarou Loza.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *