Condeúba: 7 de setembro de 2019 – Ato Cívico, APLB-Sindicato

Por Vanilde Rocha

Professora Vanilde Rocha Coordenadora da APLB-Sindicato em Condeúba

Em primeiro lugar quero dizer que a minha presença aqui nesse ato solene como representante da luta sindical no município pela APLB-Sindicato, movimento que a gente vem liderando desde abril de 2017 significa um pouco da LUTA pela independência porque é preciso compreender que o processo de independência de um povo, de um país não acontece num único dia, hora e minuto por uma única pessoa como querem nos convencer a todo custo os elitizados livros de História que romantiza o processo de independência do nosso país e propaga um roteiro patético, onde D Pedro I com muita bravura e heroísmo proclama a independência do Brasil. Infelizmente muitos sistemas de ensino ainda dissemina de modo fiel essa anedota fazendo parecê-la real no imaginário ingênuo de nossas crianças.

É prudente que se propague nas escolas um processo de independência mais real, ativo, vivo e permanente, menos romantizado, elitista, sem heroísmos porque atos heroicos os brasileiros realizam todos os dias atrás dessa tão sonhada independência. Temos tantos heróis na nossa história de independência que se quer são citados. Basta pensar nos trabalhadores em educação que luta diariamente contra a desvalorização, o responsável de família que sobrevive com apenas um salário mínimo, o negro brasileiro que até hoje luta contra o racismo, o preconceito velado, o índio, os verdadeiros donos das terras que até hoje luta para não ter suas terras invadidas e todo o povo brasileiro que desde 1500 povoam essas terras e cada um com suas particularidades construíram e constroem essa história , que não pode ser contada apenas pela perspectiva de um único dia ou de um simples grito da beira de um rio.

Dada a complexidade do termo “independência” é preciso ponderar, pensar: Seria mesmo D Pedro tão poderoso a ponto de gritar “Independência ou morte”, e estaria feito o milagre? A independência de um país se deu assim com uma simples frase? É preciso dizer ao nosso povo que não, que independência se constrói todos os dias, especialmente num país como o Brasil que foi o último da América latina a abolir a escravidão com mais de 300 anos de prática legal da cultura escravocrata, herança que até hoje sofremos na pele, principalmente se formos pensar na grande dificuldade que os trabalhadores do nosso país enfrentam para conquistar direitos e trabalhar com dignidade. A luta sindical no Brasil e todos os movimentos socias são ancoras que acolhem a necessidade que o povo sente de continuar o processo de independência do nosso país, do nosso povo a começar pela nossa realidade. É preciso nos perguntarmos diariamente que tipo de história de independência estamos construindo em Condeúba, no nosso município, no nosso bairro, na nossa rua…

É bom pensar que o milagroso grito de D. Pedro precisa ser dito todos os dias em todos os lugares por toda a sociedade que só será livre quando houver oportunidades iguais para todos, quando a gente conseguir vencer a grande desigualdade social, o maior abismo do povo brasileiro, todos os tipos de preconceitos, a corrupção, a pobreza, a opressão, a tirania, os vícios de uma sociedade que infelizmente ainda não adquiriu maturidade democrática para saber dividir o que é de todos para todos. O país é de todos. Mas, todos tem oportunidades iguais? Todos partem do mesmo ponto?

É por essas e outras questões que acreditamos no poder da luta sindical que busca a união dos trabalhadores como premissa para corrigir as injustiças sociais, pois, nessa história de querer ser independente já são 197 anos de caminhada e por isso, independência no Brasil precisa ser pensada como um processo em curso e não como uma historinha de final feliz com príncipes, princesas, rainhas e espadas.

Nesse momento eu quero te provocar. Eu quero saber se a luta da APLB-Sindicato aqui em Condeúba te incomoda, te constrange porque se te incomodar, te constranger eu e os meus companheiros de luta que hoje são muitos graças a Deus, educadamente, queremos te pedir licença porque nós precisamos continuar com o nosso grito de Independência:

Viva a luta pela independência em Condeúba!
Viva a APLB-Sindicato!!

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Redação

11 Comments

  1. Parabéns Nilde! Como sempre arrasando com suas palavras de reflexão. Triste realidade, mas assumimos que a luta pela independência em nosso país está longe de acabar, temos ainda muito que lutar pelos nossos direitos e quem sabe um dia podermos viver em um país realmente independente e livre dessa divisão social que entristece o nosso país, com tanta injustiça e desigualdade.

  2. Parabéns Vanilde pelo belo discurso que fez na nossa cidade, arrancando grandes do público presente. É claro que a verdade as vezes incomoda, como podemos ver em alguns comentários, e o que podemos fazer é somente lamentar, pois essas pessoas são tão acomodadas que preferem acreditar na história pronta, do que buscar interpretar e criticar a mesma. Pessoas assim, são fáceis de serem manipuladas, deveriam estudar mais.

  3. Acredito que a professora tentou estelimular o raciocínio crítico de uma maneira bem complexa. Se olharmos com o olhar voltado a realidade nosso país não é “independente” nunca foi, e agora com a finada nova reforma da previdência, esperando pra ser enterrada, somos mais que nunca uma colônia de escravos autêntica muito pior do que no chamado período colônial, porque a Escravidão agora se estendeu a negros e brancos. Vejo como muito positivo o interesse e a capacidade dos professores em despertar o raciocínio critica das pessoas. A “independência” do Brasil, nada mais é que uma grande mentira.

  4. Desculpe a minha cinceridade mas você está péssimo em interpretação . O texto acima em nenhum momento questionou o conhecimento de D Pedro . E sim o processo de independência que está longe de ser conquistado por todos os brasileiros . É triste pq estão acostumados em ouvir historinhas que quando vem alguém e diz a verdade fica assim em choque . Brava Vanilde excelente texto tá de parabéns.

  5. O fato é um só, mas a história não, ela pode e é contada por perspetivas diferentes. E nesse caso citado acima a “realeza” contou da forma que lhe favorecia. Tive bons professores de história que me ensinaram a questionar aquilo que dizem ser verdades absolutas. Dizer que precisamos estudar sim é válido pois sempre adquirimos conhecimentos, mas o conhecimento almejado deve ser o mais próximo do real analisando os contextos sociais e chegando a nossa verdade. Nunca podemos esquecer das contribuições do povo brasileiro nos grandes momentos da história do Brasil!

  6. QUE ABSURDO, PESSOAL ATENÇÃO estão querendo mudar a história

    “””” É prudente que se propague nas escolas um processo de independência mais real, ativo, vivo e permanente, menos romantizado, elitista, sem heroísmos porque atos heroicos os brasileiros realizam todos os dias atrás dessa tão sonhada independência.”””

    A história é uma só! Dizer que o ato de D Pedro I é historinha romantizada é um total desconhecimento da riqueza de sua própria história, um homem sábio que falava várias linguas, educado pelo nosso fundador José Bonifácio, pessoas se honra que derramaram sangue pelo Brasil, que ergueram a Marinha, Exercito, Faculdades, Ciencias, Artes, meu Deuss… estudem pessoal, Brasil Paralelo é uma excelente academia de aulas e documentarios de nossa história riquíssima, não caia nessa conversa da ESQUERDA SOCIALISTA! A história é uma só!

    • O fato é um só, mas a história não, ela pode e é contada por perspetivas diferentes. E nesse caso citado acima a “realeza” contou da forma que lhe favorecia. Tive bons professores de história que me ensinaram a questionar aquilo que dizem ser verdades absolutas. Dizer que precisamos estudar sim é válido pois sempre adquirimos conhecimentos, mas o conhecimento almejado deve ser o mais próximo do real analisando os contextos sociais e chegando a nossa verdade.

    • Absurdo??? Absurdo é você não saber interpretar o texto em nenhum momento foi questionando a inteligência de D Pedro e sim a tal sonhada Liberdade que todos brasileiros lutam . Vanilde está de parabéns excelente texto só disse verdade talvez por Isso está em choque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.