Casal que vivia em situação de rua é contemplado com casa pela Prefeitura

Após 20 anos vivendo nas ruas de Vitória da Conquista e mais de dois no mesmo local, a Prefeitura Municipal nesta segunda-feira (11), contemplou o casal “Itambé”, como é popularmente conhecido,e sua esposa Eliene, com uma unidade habitacional no loteamento Vila Elisa. A equipe da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social levou o casal do local onde moravam, na Rua Waldemar Sá Porto, próximo ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), para sua nova residência para que tenham um ambiente para viverem com dignidade.

A assistente social do setor de Habitação da Prefeitura, Tânia Costa, explicou: “Eles já eram acompanhados por nossa equipe e estávamos aguardando o surgimento de alguma unidade para buscar inserí-los, pois se enquadram no perfil para habitação de interesse social. A gente conseguiu essa unidade porque foi devolvida à Prefeitura pela antiga moradora”.

Em Vitória da Conquista, a Prefeitura acompanha a população em situação de rua por meio do Serviço de Abordagem Social, ligado à Secretaria de Desenvolvimento Social. Durante as abordagens, a equipe conversa, informa sobre os serviços de atendimento e também oferece abrigo na Casa do Andarilho, entidade conveniada com a Prefeitura como casa de passagem.

Após as rondas, todas as necessidades são encaminhadas aos órgãos da Rede de Assistência Social, como o Centro Pop Adulto. O Serviço de Abordagem também atende as demandas que chegam pelo telefone (77) 3422 9328.

De acordo com ela, o casal continua sendo acompanhado por um período, tanto pelo setor de Habitação, quanto pela equipe de abordagem social, orientando e colaborando com a adaptação à nova realidade.

José Carlos Moraes, o “Itambé”, sempre esperou pelo momento de deixar a lateral do prédio da Previdência Social, na rua Waldemar Sá Porto, e mudar para sua própria casa. “A gente agradece a quem viu a nossa situação e reconheceu a nossa necessidade. Hoje, a gente está dentro de uma casa, realizando nosso sonho. É só felicidade e mais nada”, declarou ele.

Ao entrar na casa, Eliene Rosa se emocionou. “Era tudo que eu queria, meu coração está em tempo de sair pela boca”, agradeceu, contando que na rua eles estavam vulneráveis à violência e foram roubados muitas vezes, chegando a ser agredidos em algumas ocasiões.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.