Aracatu: Prefeitura atrasa vencimentos e servidores da educação realizam protestos com indicativo de greve

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Professores e servidores da educação do município de Aracatu, a 36 km de Brumado, estão protestando devido aos atrasos nos seus vencimentos. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, a professora Viviane Meira informou que, desde o mês de julho do ano passado, os atrasos salariais têm sido constantes.

Segundo ela, os principais afetados são o pessoal de apoio da educação, como merendeiras e porteiros. “Agora, no final do ano, ocorreu o atraso do 13º, que só foi pago no dia 3 de janeiro. O terço de férias também até hoje não foi pago. Aí já atingiu não só a categoria dos profissionais em educação, mas todos os professores.

Passamos o Natal e o Ano Novo sem esses proventos em suas contas, acarretando diversos prejuízos não só para os servidores, como para todas as suas famílias”, relatou. Em contato com a administração, Viviane afirmou que a mesma alega que a verba em caixa não foi suficiente para fazer o pagamento de todos os servidores da educação do município.

“Acredito que a folha da prefeitura possa estar inchada e estar ocorrendo essa situação. Inclusive, o ano letivo de Aracatu não foi concluído, ele foi suspenso no dia 30 de novembro justamente dizendo que não tinha condição de pagar o mês de dezembro do pessoal contratado. Estamos apreensivos com o cumprimento no piso nacional da categoria”, completou.

A professora adiantou que, caso a problemática não seja solucionada, poderá ser deflagrada uma greve antes mesmo do início das aulas.

Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.