Ex-prefeito e esposa são assassinados a tiros em propriedade rural

por G1

Ex-prefeito e esposa são assassinados a tiros em propriedade ruralFoto: Reprodução

O vereador e ex-prefeito de Santo Expedito (SP) Valfrido Cauneto (PP), de 76 anos, e sua esposa, Maria Vanda Bernadelli Cauneto, de 68 anos, foram encontrados mortos na madrugada desta quinta-feira (23), na propriedade rural da família. Em decorrência do crime, a Câmara Municipal decretou luto oficial de três dias e ficará fechada para atendimento nestas quinta-feira (23) e sexta-feira (24).
O filho do casal contou que chegou à propriedade rural para ordenhar vacas junto ao pai, por volta das 4h30, quando encontrou um guarda-roupas revirado e os idosos mortos em um quarto. De acordo com a polícia, cada uma das vítimas apresentava uma perfuração na cabeça causada por tiro e a idosa também tinha um ferimento nas costas.
A porta dos fundos da casa estava aberta, sem sinais de arrombamento. Equipes das polícias Civil, Militar e Científica foram até o local. Conforme a Polícia Civil, o local era cercado por câmeras externas, mas a central com as imagens do circuito de segurança foi levada por quem cometeu o crime.Continua depois da publicidade.
A polícia realiza diligências e ouve testemunhas para tentar esclarecer o caso, mas ainda não divulgou mais detalhes. A delegada seccional Ieda Maria Cavalli de Aguiar Filgueiras afirmou que “não se descarta nenhuma hipótese”. “A Polícia Civil está em fase de levantamento de informações e é prematura uma conclusão”, declarou Ieda sobre os rumos da investigação. Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) em Presidente Prudente (SP).
Um perito de São Paulo (SP) foi acionado para fazer o levantamento de impressões digitais na área onde ocorreu o crime.
Histórico político
Valfrido Cauneto estava em seu sexto mandato consecutivo na Câmara Municipal de Santo Expedito e já havia sido chefe do Poder Executivo em dois períodos, de 1973 a 1977 e de 1983 a 1988. O presidente da Câmara Municipal, Sordelino Dias Filho (PV), informou que foi decretado luto oficial de três dias para o Poder Legislativo.
Dias Filho ainda disse que Valfrido Cauneto era um vereador atuante no município, sempre participativo nas fiscalizações e investigações. “Vamos prestar todo apoio possível à família”, declarou. Em 2016, Vanda também tentou ingressar como vereadora na Câmara Municipal, mas não se elegeu.
Facebooktwitterredditpinterestlinkedinmail

Redação

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.