REQUISIÇÃO: DEIXE OS POETAS PASSAREM

Poeta Leandro Flores

E, se de repente, no estoque da vida, faltassem também os sonhos, o amor, o conhecimento, a poesia? Será que alguém entenderia que, assim como os caminhoneiros, o poeta é um incomparável condutor de sentimentos? O que seria, por exemplo, do coração sem aquele combustível essencial que nutre qualquer paixão? Os livros, a melodia, as histórias, como ficariam se nos faltassem as palavras? Se não tivessem, de repente, mais poetas para conduzi-las aos nossos olhares… Se não houvesse mais inspiração para traduzir todos os momentos?

Ouso-me dizer que até o amor, este nobre sentimento, não resistiria pela falta do que falar… Acho mais ainda, que não resistiria pela falta do que ouvir… Não dá para subestimar o poder daquele que sabe como ninguém entender as dores e as delícias de um coração que não quer outra coisa senão existir e compreender a vida e tudo que ela nos traz.

Portanto, peço encarecidamente, deixe o poeta passar, escolte-o, dê-lhe matriz para que possa fazer com amor aquilo que mais sabe: traduzir poesia e transcrever os sentimentos.

Leandro Flores
Maio de 2018
(Durante a greve histórica dos caminhoneiros).

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *