Tempos em que ganhar bem, se tornou mais importante do que ser bom

Pelo (Fisiologista Willian Tolentino)

Eu estou realmente preocupado com isso! Vejo muita gente medindo a qualidade de um profissional por cifras!! Ao invés de dizer que alguém faz um bom trabalho, melhorou a vida das pessoas, produziu… a moda é dizer “quanto” ganha! Não é errado ganhar bem, pelo contrário! Errado são os meios. Na área de Saúde, existe uma responsabilidade imensa com relação à sociedade, cada profissão tem seus princípios e sua finalidade. Antes de pensar em quanto você vai ganhar, pense em qual legado você vai deixar. Ostentar sucesso material (que muitas vezes nem é verdadeiro) conquistado às custas de manipulações não é legal. Em primeiro lugar, você precisa ser realmente bom no que faz. Estude, seja honesto, trabalhe, se dedique, erre e aprenda. Cumpra todas etapas, pois cada uma delas será importante para te moldar como profissional e, mais importante, como pessoa. E então você terá o que vender!

Não adianta criar estratégias de vendas magníficas, se você é um profissional medíocre. Se desconhece o básico da sua profissão. Se você crescer assim, você não é bem sucedido, você é um enganador. Qual legado você quer deixar? O de alguém que manipulou as pessoas para postar foto tomando champanhe na piscina? Ou alguém que mudou vidas, possui brilho olhos, deixou sua marca no mundo e olha isso com orgulho, enquanto toma champanhe na piscina (e fará isso se quiser, e não porque acha que isso medirá quem você é)?

Em primeiro lugar, seja bom. Aí você conquistará o direito de ser bem remunerado e ter os bens materiais que almeja. No final, quando isso acontecer, você estará tão orgulhoso vivendo suas conquistas que provavelmente terá uma mensagem mais importante para passar do que o “quanto” você ganha! Essa é minha opinião.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *