Tag: Catolicismo

Uma história de amor e dedicação: Padre Cleonídio 25 anos a serviço do Reino de Deus

Padre Cleonidio Alves da Silva – Foto – Divulgação

De família humilde e simples do interior de Guanambi-BA, padre Cleonidio Alves da Silva é o quarto dos sete filhos da senhora Amelia (in memoria) e senhor Celso, de 84 anos. Teve uma infância tranquila, ajudava seus pais a cuidar da roça e dos animais. Seu tio, que ajudava na formação das Comunidades Eclesiais de Base, foi quem mais o influenciou na vida religiosa.

Quando estava concluindo o 2°grau, recebeu o convite das irmãs religiosas Rosa Euvira e Elisa para participar dos encontros vocacionais. Terminados os encontros, já estava decidido a entrar no seminário. O padre Cleonidio iniciou a caminhada vocacional em Caetité-BA, no ano de 1987, e no ano seguinte, em Vitória da Conquista-BA, cursou Filosofia por três anos. Estudou Teologia em Belo Horizonte-MG de 1991 a 1994 e em dezembro do mesmo ano veio para Brumado-BA para o Estágio pastoral, acolhido pelo então pároco Monsenhor Antônio Fagundes.

Ordenou diácono em 04 de junho de 1995 e presbítero em 31 de dezembro do mesmo ano. Permaneceu na paróquia Bom Jesus de Brumado-BA por mais dois anos, período esse que assumiu a paróquia de Malhada de Pedras-BA, como pároco, mas permaneceu auxiliando o Monsenhor em Brumado-BA juntamente com o padre Osvaldino Barbosa. No ano de 1997 foi transferido para Caetité-BA e assumiu a paróquia de Senhora Sant’Ana por nove anos. Em 2007 foi transferido para Guanambi-BA e conduziu a paróquia de Santo Antônio por sete anos.

Em 2014 foi transferido para Belo Horizonte-MG para assumir a Comunidade de Formação Nossa Senhora de Guadalupe, onde se encontra o seminário de Filosofia e Teologia e por lá permaneceu por três anos. No ano de 2017 foi convidado a retornar à paróquia Bom Jesus em Brumado juntamente com o padre Jordano Viana Fernandes e por lá permanece até hoje.

Atualmente padre Cleonidio apresenta, pela Rádio Nova Vida FM 87,9, o programa matinal “Café espiritual” e celebra a santa missa semanalmente na paróquia a qual faz parte. Considerado uma pessoa aberta à reflexão das causas sociais, padre Cleonidio, possui como inspiração para o seu sacerdócio a cena em que Jesus lava os pés dos discípulos, o que representa força e humildade para todos os cristãos.

Paróquia de Santo Antônio/Condeúba: Comunidade do Olho d’Água Recebeu Altar Mor e Ambão novos

 

Os novos festeiros compostos pelo casal Antônio e Dinalva recebendo a Bandeiro dos festeiros anteriores

Comunidade do Olho d’Água em festa nesta manhã de domingo dia 20 de dezembro de 2020, tendo início às 10h30min., com a celebração da Santa Missa pelo nosso Pároco Padre José Silva. Cumprindo com rigor todas as normas de seguranças determinadas pela Vigilância Epidemiológica neste tempo de pandemia. A começar pelo numero limitado em 25 pessoas que participaram da Missa, mantendo uma distância de 1.5 metros entre as pessoas, álcool em gel a disposição e todos portando máscaras.

O motivo da festa na Comunidade, foram os benefícios abaixo descrito, que os festeiros entregaram para a Capela, compostos de Altar Mor, Ambão, nova imagem do Padroeiro Senhor dos Passos, bancos e pitura nova interna e externa em toda a Capela. Também a gratidão por ter concluído ontem as Novenas Natalina.

A Comunidade agradeceu imensamente e aplaudiu de pé aos festeiros, que em momento algum mediram esforços para conduzir com maestria a Bandeira do nosso Padroeiro Senhor dos Passos. Pois, essas mulheres guerreiras foram muito criativas e obedientes às normas determinadas neste tempo de pandemia. Mesmo sem poder fazer a festa tradicional de leilão e quermesse para arrecadar dinheiro, elas tiveram a feliz ideia, de levar a imagem do Padroeiro em cima de um carro com som em cada casa dos fiéis da comunidade e lá puderam rezar em família e sem aglomerações, Ao sair das residencias era recolhido a doação de cada um, arrecadação essa, que proporcionou fazer toda essa reforma na Igreja.

Festeiros anterior compostos pelas famílias:

Erotides e Darli – Prestaram contas complementares entregando mais dois bancos para a Igreja.

Festeiros atuais compostos pelas famílias:

Gisele Cordeiros, Sandra Silveira, Angelina Costa e Neuza Santos.

Esses últimos festeiros entregaram para a Capela Senhor dos Passos um Altar Mor composto por uma mesa, um ambão todos de mármore reforma no piso do Altar e uma imagem nova e mais ampla do padroeiro Senhor dos Passos, além de pintura nova em toda a Capela. Todos esses novos pertences da Capela foram abençoados e benzidos pelo Padre José Silva no decorrer da Missa.

Futuros festeiros: Pegaram a Bandeira o casal Antônio e Dinalva, para organizar a festa do Padroeiro que deverá acontecer no dia 6 de agosto de 2021.

Fotos: Oclides/JFC Continue lendo

Igreja de Santa Dulce dos Pobres é inaugurada em Vitória da Conquista

A igreja de Santa Dulce dos Pobres foi inaugurada na manhã deste sábado (12), no bairro Vila América, em Vitória da Conquista. Para marcar a data especial, foi celebrada uma missa festiva presidida pelo Arcebispo Dom Josafá Menezes. Contou ainda com a presença de fiéis que tiveram de comparecer de máscaras e respeitar as normas de prevenção à Covid-19.

A Igreja de Santa Dulce dos Pobres tem capacidade de receber até 200 pessoas sentadas. São cerca de 450 metros quadrados de área construída. O que também chama atenção é o formato do teto da igreja, que lembra uma concha, como se fosse o formato da mão da Santa que assim fazia para abençoar os baianos.

A igreja é fruto de doação de um fiel, sócio de uma construtora, e contou também com o apoio da Prefeitura de Vitória da Conquista. Além de dezenas de fiéis, autoridades católicas, estiveram presentes, também, a vice-prefeita Irma Lemos e a vice-prefeita eleita Sheila Lemos.

Arquidiocese de Vitória da Conquista restringe Missa de Finados para evitar grandes aglomerações

A Igreja Católica de Vitória da Conquista restringiu as missas em homenagem ao Dia de Finados apenas dentro da Catedral e em algumas paróquias, diferente das missas tradicionais que costumavam ser realizadas nos próprios cemitérios da cidade e que atraia uma grande quantidade de fiéis que buscam uma palavra de conforto neste dia difícil e de saudade para muitos. O motivo para essas mudanças é evitar grandes aglomerações neste período de pandemia da Covid-19.

As missas começaram logo cedo na Catedral de Nossa Senhora das Vitórias, com celebração às 08 horas da manhã, ao meio dia e outra prevista para o horário das 19 horas.

Hoje é comemorado o dia de São Frumêncio

Origens
Frumêncio viveu uma história fantástica. Os dados que nos chegaram sobre ele contam a partir de sua adolescência. No tempo do imperador Constantino, no Século IV, Frumêncio era um dos discípulos de um filósofo chamado Merópio. Como discípulo, acompanhou seu mestre numa longa viagem à Índia. Quando retornavam, o navio parou no porto de Adulis, que fica no mar Vermelho. Neste porto, a vida de Frumêncio tomou um rumo inesperado e foi completamente transformada.

Piratas da Etiópia
No porto de Adulis, a embarcação em que Frumêncio viajava foi cruelmente atacada por piratas da etiópia. Estes, roubaram o navio e assassinaram todos os passageiros e tripulantes. Todos, menos Frumêncio e Edésio, dois amigos adolescentes, discípulos de Merópio. No momento do ataque, eles estavam entretidos lendo e conversando sobre um livro, debaixo de uma árvore. Porém, apesar de sobreviverem, foram levados como escravos para a Etiópia e entregues ao rei. Este fato mudou completamente a vida de Frumêncio e Edésio.

Conquistando o rei da Etiópia
Chegando à Etiópia, os dois adolescentes foram levados ao rei. Este, conversou com eles e detectou grande sabedoria e firmeza de caráter. Ambos confessaram ser cristãos e isto foi interpretado como virtude pelo rei. Por isso, ordenou que eles ficassem no palácio. Edésio recebeu a função de copeiro e Frumêncio passou a ser um secretário direto do rei. Aos poucos, Frumêncio foi conquistando a confiança de todos na corte, principalmente da rainha. Porém, ainda assim, eram escravos.

Libertação e missão
Quando a rainha ficou viúva, seu filho menor deveria assumir o poder. Como não tinha idade, a rainha assumiu em seu lugar, como regente. Em seguida, assinou a libertação de Frumêncio e Edésio, com uma condição: que eles só partissem, quando completassem a missão de educar o príncipe herdeiro. Ambos assumiram a missão com amor, enxergando nisso a possibilidade de contribuírem para um mundo melhor.

Uma igreja no porto
Algum tempo depois, Frumêncio e Edésio conseguiram autorização da rainha para construção de uma igreja perto do porto da cidade. O objetivo era atender aos mercadores cristãos que passavam pela Etiópia. A construção dessa igreja ajudou sobremaneira na difusão da fé cristã entre o povo da Etiópia, porque aquele porto era um ponto chave no país. A maioria dos mercadores passava por ali. Muito embora esta difusão da fé tenha acontecido de forma lenta e difícil. Mas foi a partir dessa igreja, semeada por São Frumêncio, que a semente da fé cristã começou a germinar no continente africano. Enquanto isso, Frumêncio e Edésio continuavam a formação do futuro rei da Etiópia.

Os dois irmãos de fé se separam
Quando Frumêncio e Edésio completaram o tempo de educação e formação do príncipe da Etiópia, a rainha cumpriu sua promessa e os libertou. Edésio decidiu voltar para sua terra natal, que também era a de Frumêncio, a cidade de Tiro, perto de Sidônia, na antiga Fenícia, hoje Líbano. Em Tiro, Edésio se encontrou com São Rufino. Este, na época, era historiador e registrou toda a odisseia que os dois irmãos de fé, Frumêncio e Edésio, enfrentaram. Frumêncio, por sua vez, foi para a cidade de Alexandria, no Egito. Ali, mais uma vez, sua vida tomaria um novo rumo.

Bispo da Etiópia
Frumêncio foi se encontrar com o Bispo de Alexandria, Santo Atanásio, para lhe fazer um pedido muito especial: designar um bispo e vários missionários para a evangelização da Etiópia. Santo Atanásio, porém, cheio de sabedoria, indicou São Frumêncio como primeiro bispo da Etiópia. Frumêncio, sentindo aí o chamado de Deus, respondeu afirmativamente. Santo Atanásio, então, ordenou-o e consagrou-o bispo.

De volta à Etiópia
Quando voltou com alguns missionários, São Frumêncio encontrou o jovem que tinha sido seu pupilo empossado como rei da Etiópia. O jovem nutria grande estima por aquele que tinha sido tão bom e sábio mestre. Sabendo que Frumêncio se tornara bispo, o jovem rei abraçou a fé, converteu-se e pediu o batismo. Em seguida, convidou o povo de seu país a acompanhá-lo na alegria do seguimento de Jesus Cristo. Assim, a fé cristã começou a se enraizar na Etiópia.

Abba Salama
São Frumêncio começou sua missão auxiliado pelos missionários e pelo testemunho do rei, seu ex-pupilo. Por causa de sua santidade e bondade, São Frumêncio passou a ser chamado pelo povo etíope de “Abba Salama”, que quer dizer “Pai da Paz”. Ele dedicou toda a sua vida à evangelização da Etiópia, até sua morte em 380. São Frumêncio passou a ser chamado de “Apóstolo da Etiópia”.

Oração a São Frumêncio
“Ó Deus, que aos vossos pastores associastes São Frumêncio, animado de ardente caridade e da fé que vence o mundo, dai-nos, por sua intercessão, perseverar na caridade e na fé, para participarmos de sua glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.”

São Frumêncio, rogai por nós!

Papa Francisco defende união civil entre homossexuais

(Foto: Reprodução)

Desta vez, por causa de uma filme que entra em cartaz a partir de hoje, na Itália. Nele, o líder religioso diz que os homossexuais precisam ser protegidos por leis de união civil.

O documentário “Francesco” estreia em Roma nesta semana e nos Estados Unidos na semana que vem.

Para muitos, a declaração é a mais aberta que ele já teve até o momento sobre pautas LGBTIs.

“As pessoas homossexuais têm direito de estar em uma família. Elas são filhas de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deverá ser descartado ou ser infeliz por isso”, assegura.

“O que precisamos criar é uma lei de união civil. Dessa forma eles são legalmente contemplados. Eu defendi isso”, afirma o líder religioso, em outro trecho.

Apesar da posição mais progressista do Papa Francisco, a doutrina da Igreja sobre o tema permanece igual.

“Apoiando-se na Sagrada Escritura, que os apresenta [aos homossexuais] como depravações graves, a Tradição sempre declarou que ‘os atos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados’.

São contrários à lei natural, fecham o ato sexual ao dom da vida, não procedem duma verdadeira complementaridade afetiva sexual, não podem, em caso algum, ser aprovados”, trecho do Catecismo da Igreja Católica, número 2357.

Paróquia de Santo Antônio/Condeúba: Festa em louvor ao Senhor dos Passos na Comunidade do Olho d’Água

 

A imagem do Senhor dos Passos padroeiro da Comunidade do Olho d’Água visitou as famílias nesse Dia Santo do Bom Jesus

Nesta quinta-feira dia 6 de agosto de 2020, feriado municipal em Condeúba do Senhor Bom Jesus. As famílias que foram festeiros deste ano na Comunidade do Olho d’Água estiveram representados aqui pelas mulheres dos casais Sandra e José Celestino, Gisele e Adenilson, Angelina e Silvanio, Neuzae e Cláudio . As festeiras visitaram toda a Comunidade com a imagem de Senhor dos Passos sobre um carro aberto, tocando músicas de louvor ao Bom Jesus.

As famílias receberam a visita com muita alegria e por que não, muita emoção. Colocaram uma mesa forrada na frente das casas com as imagens dos santos, velas, bíblia,  terço, decoração de plantas, faixas e cartazes entre outros, em muitas residencias foram soltados fogos de artifícios. As festeiras sempre que pediam, elas faziam a oração do Pai Nosso juntamente com família. Ao se despedir agradecia a cada um e rogava ao Bom Jesus e Senhor dos Passos pedindo proteção para a família visitada.

O dia de hoje foi de muitas bençãos para a Comunidade do Olho d’Água, muitas emoções vividas neste dia pelas festeiras e também pelas famílias visitadas. Foi uma festa diferente como nunca havia acontecido, em tempo de pandemia, além das festeiras, muitas famílias estiveram usando máscara e álcool gel. Essa é a forma de se adaptar a esse novo tempo em que a humanidade esta vivendo, por conta do coronavírus a COVID-19.

As pessoas estão muito emotivas, razão pela qual, reproduzimos alguns comentários dos moradores da Comunidade nas redes sociais, em relação a esse dia em que a imagem de Senhor dos Passos nos visitou, acompanhe a seguir:

Oclides da Silveira: Olha que visita ilustre acabei de receber em minha casa. Claro!!! O Senhor Bom JESUS.🙏🙏🙏

Darli: Muito lindo e muito bom, na verdade a emoção foi tão grande que lágrimas desceu de meus olhos, não tenho como explicar.🙏🙏🙏

Dina/Euflásio: Muito lindo! Que o Bom Jesus e senhor dos passos nos guie nessa caminhada. Ficamos muito agraciados com a visita do Senhor dos Passos juntamente com os festeiros. Que senhor dos passos derrame bênção de saúde para dona Armezina e todos nós. Vocês estão de parabéns! E a comunidade tem sempre que andar de mãos dadas para a conclusão de uma jornada como essa. Estamos gratificados com tudo isso. Foi tudo muito emocionante amei!!!🙏🙏 🙏🙏 🙏 Continue lendo