ENERGIA MAIS CARA

Por Thiago Valeriano Braga

Aumento de 2,2% no preço médio da conta de luz. Uma bandeirinha vermelha, no canto superior direito, traz essa diferença transcrita no papel. Isso se deve ao consumo de quilowatts/hora medido no relógio responsável pela aferição de energia.

Aquele donde o leitor passa mensalmente coletando números através do aparelho morse. De Junho para cá, novo valor (pecuniário), cobrado sob serviço elétrico. Obedece o quadro inflacionário do país.

Contas de luz terão bandeira vermelha no primeiro patamar em dezembro

conta-luzA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou que as contas de luz terão bandeira vermelha em seu primeiro patamar no mês de dezembro. Com isso, os consumidores terão uma taxa extra de R$ 3,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Em novembro, vigorou a bandeira vermelha patamar dois, cuja cobrança é de R$ 5,00 a cada 100 kWh consumidos.

A mudança da bandeira foi possível em razão do aumento das chuvas, que ajudaram a recuperar o nível dos reservatórios das hidrelétricas. No entanto, “ainda que não haja risco de desabastecimento de energia elétrica, é preciso reforçar as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício”, informo a Agência.