Condeúba: Morreu Pedro Bastos Coutinho aos 85 anos de idade

Por Oclides da Silveira 

Pedro Bastos Coutinho aos 85 anos de idade

Morreu neste domingo dia 13 de janeiro de 2019 por volta das 12:00 horas, Pedro Bastos Coutinho aos 85 anos de idade, ele que era irmão do ex-vereador Armando Coutinho e de “Tião” Coutinho. Pedro faleceu em São Paulo e seu corpo está sendo transladado para Condeúba com previsão de chegada aqui por volta das 23:00 desta segunda-feira dia 14/1. Pedro deixou viúva a Sra. Isabel Soares Coutinho, 11 filhos João Pedro, Renato Zezé, Cau, Zilmar, Maria, Edimilson, Lucinha,Edivaldo, Julinda e Almira, além de 31 netos, 8 bisnetos e 1 tataraneto.

O corpo de Pedro será velado em sua residencia na Fazenda Passagem Funda, seu sepultamento está previsto para amanhã cedo dia 15/1 por volta das 8:00 horas no Cemitério Municipal Barão José Egídio de Moura Albuquerque na sede.

Atendimento Funerária São Matheus

Nós do Jornal Folha de Condeúba deixamos nossos sentimentos à família enlutada por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus o tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz amigo “Pedro” !!!

Barra do Choça: O corredor condeubense “Juninho” foi o grande vencedor da VI Corrida da Paz

Por Oclides da Silveira

Valdívio Junior “Juninho” foi o grande campeão de Barra do Choça

Neste Domingo dia 13 de janeiro de 2019, aconteceu a “VI Corrida da Paz” em Barra do Choça, onde o atleta condeubense da Equipe Carlão Maratonista conquistou seu primeiro troféu do ano, o nome da fera é Valdívio Júnior nosso popular “Juninho” foi o grande campeão da sua categoria de 20 a 29 Anos.

Carlão agradece o apoio de sempre dado a ele e sua equipe dos comerciantes condeubenses, Secretaria Municipal de Cultura, Desporto e Lazer, Rádio Liberdade FM e Jornal Folha de Condeúba. Continue lendo Barra do Choça: O corredor condeubense “Juninho” foi o grande vencedor da VI Corrida da Paz

Reisado é tradição e cultura em nosso torrão natal.

Por Paulo Henrique

Terno de Reis Cantando no Presépio de Jorge que foi eleito em 1º lugar pela Secretaria de Cultura

Neste sábado, dia 12 de janeiro, houve uma forte manifestação de fé e devoção popular na casa de Jorge, popular Jorge de Salviana.
Ladainha, benditos e reisados abrilhantaram o encontro que foi festivo e de grandiosa participação.
O presépio de Jorge pode receber muitas visitas dos devotos do menino Deus. A fé é uma profunda experiência com o sagrado e o divino.
A alegria de todos estava estampada em cada rosto e em cada olhar que se voltava para o presépio e para o menino Jesus.
O reisado marcou e coroou todo o encontro de fé, onde cada uma das turmas pode se apresentar e transmitir seu canto popular para a felicidade de todos. Continue lendo Reisado é tradição e cultura em nosso torrão natal.

Condeúba/Tamboril: Manoel de Aurélio completou 70 anos com uma festa de arromba

Por Oclides da Silveira

Manoel José Pereira cortando seu bolo de 70 anos, sobre o olhar de sua esposa Sra. Eva

Completou 70 anos hoje sábado dia 13 de janeiro de 2019, Manoel José Pereira o popular Manoel de “Aurélio”, filho caçula de Aureliano José Pereira e Maria da Cruz Prates, foram em 11 irmãos, sendo 9 do primeiro casamento do seu pai e 2 do segundo casamento. Em 1973 Manoel teve uma triste notícia do falecimento de seu pai, coube assim, a viúva  Sra. Maria dar prosseguimento na criação dos filhos. Em 1974 Manoel casou-se com Eva Maria Pereira, desta união nasceram 4 filhos sendo, Paulo, Carlito, Carleide e Marli, neste mesmo ano sua mãe Sra. Maria veio a falecer.

Manoel teve uma trajetória de vidada marcada com diversos tipos de trabalhos, primeiro ele foi a Mato Verde/MG., trabalhar no cultivo do algodão, ficava lá por longos períodos e depois retornava, interessante que essas viagens eram feitas a pé, uma distância a cerca de 130 km. Manoel começou a trabalhar desde muito novo, morou também em São Paulo por algum tempo onde trabalhava, retornando à Condeúba ele firmou na compra e venda de  produtos e animais como, galinha, mamona e semente de capim entre outros. Continue lendo Condeúba/Tamboril: Manoel de Aurélio completou 70 anos com uma festa de arromba

CIDADE BAIANA LIDERA PRODUÇÃO AGRÍCOLA NACIONAL

Os municípios campeões em produção agrícola individual no Brasil e em produção de frutas ficam no Nordeste; em 2015, o líder foi São Desidério, na Bahia, que teve crescimento de 23,3% e respondeu por 1,1% do valor da produção nacional, com R$ 2,8 bilhões; o algodão é o principal item, responsável por 52,9% do valor produzido; em seguida, vem a soja, com 39,6% – o município é o quarto maior produtor do grão no país; na região do oeste da Bahia, outros municípios têm destaque na produção: Formoso do Rio Preto, oitavo no ranking nacional, Barreiras (17º), Luís Eduardo Magalhães (20º), Correntina (26º) e Riachão das Neves (42º)

Os municípios campeões em produção agrícola individual no Brasil e em produção de frutas ficam no Nordeste. Em 2015, o líder foi São Desidério, na Bahia, que teve crescimento de 23,3% e respondeu por 1,1% do valor da produção nacional, com R$ 2,8 bilhões. O algodão é o principal item, responsável por 52,9% do valor produzido. Em seguida, vem a soja, com 39,6% – o município é o quarto maior produtor do grão no país.

Segundo a pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM) – Culturas temporárias e permanentes, divulgada hoje (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na região do oeste da Bahia, outros municípios têm destaque na produção: Formoso do Rio Preto, oitavo no ranking nacional, Barreiras (17º), Luís Eduardo Magalhães (20º), Correntina (26º) e Riachão das Neves (42º). Continue lendo CIDADE BAIANA LIDERA PRODUÇÃO AGRÍCOLA NACIONAL

Moradores de bairro em Teixeira sofrem há 5 dias sem água “Embasa explica”.

O desabastecimento tem sido um problema recorrente em Teixeira de Freitas, e de acordo com alguns moradores do bairro Colina Verde que procuraram o Sulbahianews neste fim de semana, há pelo menos cinco dias não cai água em suas torneiras.

Neste sábado, 12 de janeiro, o Sulbahianews entrou em contato com a Embasa e de acordo com a empresa, nesta sexta-feira, 11, foi realizada uma manutenção emergencial na rede que atende ao Colina Verde e outros bairros. O abastecimento já foi retomando, devendo ser normalizado nas próximas 12 horas.

Por Sul Bahia News

Paróquia de Santo Antônio/Condeúba: Fim do novenário de São Sebastião no Riacho Seco de Gerosino

Por Oclides da Silveira

Início da Celebração da Palavra, Novenário de São Sebastião Comunidade Riacho do Seco de Gerosino

Na Paróquia de Santo Antônio de Pádua em Condeúba que tem como Pároco o Padre José Silva, foi concretizado neste sábado a noite 12 de dezembro de 2019, o novenário de São Sebastião padroeiro da Comunidade do  Riacho Seco de Gerosino, que teve seu início no dia 4 deste mês.

O Novenário foi composto pelo Zonal do Riacho Seco. Tema da noite: São Sebastião, esperança por um mundo melhor, a Celebração da Palavra: Liturgia do dia, que teve como: Responsáveis Comunidades do Olho D’água, Feirinha, São Roque, Bom Abrigo, Ripa, Alegre e Baixão. Dirigente e Palestrante: Marli da Comunidade da Ripa. Animação: Ficou a cargo da Comunidade do Olho D’água.

LEITURAS: A primeira leitura foi feita pelo vereador Reginaldo Sobrinho do Nascimento da Comunidade de São Roque, o Salmo foi feito por Sandra da Comunidade do Riacho Seco de Gerosino e as Preces pela Ivanete da Comunidade da Feirinha, tendo como Dirigente Marli da Comunidade Ripa.

Logo após a benção final, houve um animadíssimo leilão e quermesse  tudo em prol das obras da Capela local, que ao lado, está construindo um grande salão de eventos. A culminância da festa será em 20 de janeiro próximo que é o dia de São Sebastião. Haverá a Celebração da Santa Missa pela manhã às 10:00, (ainda a ser confirmado) com o Padre José Aparecido, ele que mora em São Paulo e é filho da Comunidade de Riacho Seco, que terá como co-celebrante o Padre José Silva. Na oportunidade os festeiros  deste ano que foram os membros do CPC – Conselho Pastoral Comunitário estará passando a Bandeira de São Sebastião para os futuros festeiros. Continue lendo Paróquia de Santo Antônio/Condeúba: Fim do novenário de São Sebastião no Riacho Seco de Gerosino

Condeúba: Joaquim Alves Pereira completou 60 anos com muita festa

Por Oclides da Silveira

Joaquim Alves Pereira que completou 60 anos

O aniversário Joaquim Alves Pereira que completou 60 anos foi comemorado na zona rural neste dia 12 de janeiro de 2019, a bem da verdade, que a data do seu nascimento é 25 de março de 1958, Porém, com a mesma característica dos anos anteriores ele ofereceu aos convidados comidas de várias espécies, durante o dia e a noite show musical até altas horas  da  noite.

Joaquim abriu as portas de sua vivenda para compartilhar com parentes e muitos amigos sua festa de aniversário, ele que tem o hábito de fazer esta festa há cada 10 anos, agora completou a 4ª década consecutiva que ele festeja seu aniversário de forma compartilhada. Mesmo não sendo esse o dia do seu nascimento, Joaquim faz a comemoração de seu aniversário sempre neste período que é de maior presença em nossa região dos seus parentes e amigos vindos de São Paulo e outras regiões.

SURPRESA: Por volta das 22:00 horas o anfitrião da festa Joaquim usou o microfone para agradecer a todos que estiveram com ele na celebração do seu aniversário e desde já ficaram todos convidados para a festa da próxima década. Na hora de cortar o bolo, Joaquim anunciou que tinha outra aniversariante, por isso, foram dois bolos, o dele e o da sua  sobrinha Leandra Silveira que veio de São Paulo para comemorar juntos.

Joaquim é filho de Deoclides Alves Pereira (falecido) e Clemência Silveira de Sousa Pereira, tem uma filha Juliana que é casada com “Dão” e dois netos Sofia e Danilo todos residentes em São Paulo. Joaquim tem pessoas confirmadas para vir na sua festa dos municípios de Cordeiros, Jacaraci Distrito de Irundiária, Mortugaba além de todas as regiões do município de Condeúba. Prestigiaram ainda sua festa o Prefeito Silvan Baleeiro, o ex-Prefeito Odílio da Silveira e a vereadora Nena. Continue lendo Condeúba: Joaquim Alves Pereira completou 60 anos com muita festa

Prefeituras são proibidas de pagar advogados com verba do Fundef

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, suspendeu nesta sexta-feira (11) decisões judiciais que autorizavam prefeituras a pagar advogados com dinheiro do Fundo Nacional de Desenvolvimento do Ensino Fundamental (Fundef).

Ao suspender as decisões, Toffoli atendeu a um pedido apresentado em 15 de dezembro pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

A chefe do Ministério Público argumentou que os municípios não podem usar recursos destinados à educação para pagar honorários advocatícios. O valor, diz a PGR, chega a R$ 90 bilhões.

Ao analisar o pedido, Toffoli entendeu que o Supremo já reconheceu que o dinheiro do fundo é “exclusivamente ao uso em educação pública e a nenhum outro fim”. Para ele, há “chapada inconstitucionalidade” no uso dos recursos para pagar advogados.

“Trata-se de situação de chapada inconstitucionalidade, potencialmente lesiva à educação pública em inúmeros municípios, carentes de recursos para implementar políticas nessa área e que pode redundar em prejuízos irreparáveis à educação de milhares de crianças e adolescentes por este país afora, em situação – repita-se – virtualmente irreversível”, escreveu.
O presidente do Supremo considerou que o país é prejudicado com educação de baixa qualidade, o que retarda o desenvolvimento do Brasil.

Toffoli apontou, ainda, que as ações sobre o tema representam um fato que “não pode ser negligenciado”, pois pode alcançar “cifra que não se mostra nada desprezível”.

O ministro frisou que o pagamento às prefeituras é constitucional por ser determinado em razão de erros no cálculo. A ilegalidade está no fato de as prefeituras utilizarem os recursos para pagar honorários.

Entenda o caso
Segundo Raquel Dodge, prefeituras passaram a acionar a Justiça exigindo uma fatia maior do Fundef em razão de erros no cálculo.

A partir do reconhecimento pelo juiz de que a cidade tinha direito a receber mais recursos, era gerado o precatório – ordem judicial para o poder público incluir no orçamento o valor necessário para o pagamento da dívida.

Com aval da Justiça, muitos municípios, então, passaram a usar parte do precatório referente ao Fundef para pagar os advogados que haviam atuado no caso.

O ministério Público diz ter identificado casos de escritórios contratados sem licitação.

Para Raquel Dodge, houve “grave lesão à ordem e à economia públicas”.

FUSCA COMPLETA 70 ANOS NO BRASIL

Por Thiago Braga

Quem teve a oportunidade de avistar um fusca correndo pelas ruas? O modelo original surgiu no Brasil na década de 50. Novidade da época. Sonho de consumo para dezenas de trabalhadores. O automóvel saía do parque industrial da Volkswagen SA., no ABC Paulista. “Lindo de se vê”. Dali, seguia para o mercado interno, onde o comprador podia enxergar com seus próprios olhos, o brilho do veículo que encantou gerações. Da cadeira estofada ao “painel de luxo”. Macio, elegante, jeito sutil, bem feito. E o ronco do motor?! Um carro resistente, ao sol e a chuva, oferecendo conforto.

Figura caricata. Não escapou de charges, na qual “índio sem saber dirigir pega no volante” e “saci toca a buzina”. Foi usado como meio de transporte para ronda escolar, ambulância, viatura de polícia, táxi, carro de circo (anúncio). Tê – lo na garagem, privilégio de poucos, depois usufruto da maioria dos brasileiros. Capa de gibis, estórias em quadrinhos e seriados de tv. Hoje, havemos de encontrá – lo em casa de colecionadores, feiras de negócios, leilões ou motoristas “a moda antiga”. Paixão que resiste ao tempo. Não se fabrica mais o “velho carrinho”, que em tempo pretérito era “disputado” nos grandes centros. Já esteve no ranking dos carros mais vendidos no país. Ganhava com folga do concorrente “opala” (GM/68). Despertou cobiça e “desejo de posse”. “Super tudo”. Atendia a necessidade do transeunte, na correria diária, casa – trabalho, passeio e lazer.

Lugares popularmente conhecidos, como Praça da Sé, Largo da Pólvora, Praça 14 Bis e Museu do Ipiranga, recebiam um tom de alegria pela presença do fusca, estacionado em baixo de alguma árvore de sombra e/ou nos espaços públicos. “Amigo de todas as horas”. Vencia com bravura o percurso na estrada. “O motor na frente”, chama – nos atenção pela boa forma de “agitar” a viagem. Estilo único. Marca indelével do capricho na fabricação do produto posto a venda. Valor sem igual para os amantes do “fusquinha”. Manteve o mesmo padrão de qualidade durante anos. Não mudou nem mesmo a calota do pneu borrachudo. Só nos resta lembrar do fusca!