Demétrius, ídolo da Jovem Guarda, morre aos 76 anos em São Paulo

O cantor e compositor, que fez sucesso com ‘O Ritmo da Chuva’ e gravou músicas de Roberto Carlos, morreu vítima de infecção generalizada

MÚSICA
Ricardo Cruz, do R7*

Reprodução

Demétrius, ídolo da Jovem Guarda nos anos 1960, morreu nesta segunda-feira (11), em São Paulo. O cantor e compositor de 76 anos fez sucesso com a canção O Ritmo da Chuva — versão de Rhythm of the Rain, do grupo americano The Cascades.

A informação foi confirmada ao R7 pelo cantor e amigo, Claudio Fontana.

— Ele estava meio adoentado, tinha sido internado há três dias. O nosso amigo faleceu com infecção generalizada. O filho dele está vindo dos Estados Unidos.

Ainda de acordo com Fontana, o cantor deve ser enterrado na terça-feira (12), no cemitério Gethsêmani, Morumbi, zona sul da capital paulista.

O ídolo, que completaria 77 anos no dia 28 de março, deixa mulher e três filhos.

Os cantores e amigos Claudio Fontana e Demétrius – Reprodução/Facebook

Trajetória

Demétrius, nome artístico de Demétrio Zahra Neto, nasceu em 28 de março de 1942, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Aos seis anos, se mudou com os pais para a cidade de São Paulo.

Veja também
De ídolo da Jovem Guarda a pescador
O gosto pela música começou ainda jovem. Na adolescência, seus principais ídolos eram Cauby Peixoto, Ângela Maria e Elvis Presley.

Em 1960, ele foi convidado por Miguel Vaccaro Neto, da Rádio Pan-Americana de São Paulo, hoje conhecida como Jovem Pan, para gravar um disco. A primeira música a ganhar notoriedade foi Hold Me So Tighet, que entrou na lista das mais tocadas na época.

Anos depois, em 1964, Demétrius gravou O Ritmo da Chuva — versão de Rhythm of the Rain, do grupo americano The Cascades —, canção responsável por apresenta-lo ao público nacional.

Durante o auge do movimento Jovem Guarda, o músico fez sucesso com Não Presto Mas Te Amo, música de autoria do colega e amigo Roberto Carlos.

Veja também: Jovem Guarda – 50 anos de alegria

Participou também do III Festival da Música Popular Brasileira, da Record TV, com a composição Minha Gente, de 1967.

Em 2015, o Jornal da Record exibiu uma reportagem falando de uma das paixões de Demétrius: a pesca. Assista ao vídeo abaixo:

*Estagiário do R7, sob supervisão de Thiago Calil

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *