Mulheres lideram 70% do mercado autônomo informal de Brumado

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

A onda de desemprego gerado pela crise econômica desde 2010 provocou um crescimento do serviço autônomo, levando as pessoas a criarem seus próprios postos de trabalho na busca pela geração de recursos. Muitas mulheres, que outrora ficavam retidas aos serviços do lar, também ingressaram no mercado informal de trabalho para ajudar na renda familiar. Dados apresentados pelo diretor regional do Banco do Povo, Ermes Bonfim, ao site Achei Sudoeste apontam que as mulheres lideram 70% do mercado informal autônomo no município de Brumado. O diretor do agente financeiro que concede empréstimos de R$ 200 a R$ 12 mil, gradativamente, detalhou que, desde 2011, sua agência injetou cerca de R$ 4 milhões em empréstimos para abertura de novos serviços autônomos no município.

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste
O diretor financeiro destacou que as mulheres lideram as linhas de financiamento por serem mais centradas em seus compromissos, o que ajuda o município a operar com uma baixa margem de inadimplência, mantendo as portas abertas para novos créditos na cidade. Ainda de acordo com os dados apresentados, o mercado informal em Brumado tem sido amplo e variado, ofertando mais opções em prestações de serviços, lanches, doces, salgados, artesanato, corte e costura e venda de vestuários e cosméticos de casa em casa. O diretor ponderou que o investimento de tais recursos no mercado informal ajudou a manter o equilíbrio da saúde financeira de muitas famílias, contrapondo o atual período de crise econômica, o que reflete diretamente na economia do comércio local.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *