Antônio Andrade, vice-governador de MG, é preso pela Polícia Federal nesta sexta-feira (9/11)

Prisão é em decorrência de investigação sobre suposto esquema na Agricultura. Antônio Andrade foi preso em uma fazenda no município de Vazante-MG.
Por Triângulo Notícias – Com Ag. Brasil (Em Brasília-DF)

Vice Governador de Minas Gerais Antônio Andrade – MDB

A Polícia Federal desencadeou na manhã desta sexta-feira (09/11) a Operação Capitu, que é baseada na delação de Lucio Funaro, apontado como operador do MDB. O desdobramento da Lava Jato levou a prisão de Antônio Andrade (MDB), vice-governador de MG, dos executivos da JBS, Joesley Batista, Demilton de Castro e Ricardo Saud e do deputado João Magalhães (MDB-MG).

Segundo informações divulgadas pela TV Globo, a operação investiga suposto esquema de corrupção no Ministério da Agricultura durante o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Ainda segundo apurado pela emissora havia um esquema de arrecadação de propina dentro do Ministério da Agricultura para beneficiar políticos do MDB, que recebiam dinheiro da JBS, dos irmãos Joesley e Wesley Batista, em troca de medidas para beneficiar as empresas do grupo.

Em 2017, durante delação premiada à Procuradoria-Geral da República, o empresário Joesley Batista revelou que atuou com o ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ) e Lúcio Funaro em esquema de corrupção no Ministério da Agricultura para favorecer as empresas.

Mandado de busca e apreensão é cumprido no gabinete de Antônio Andrade. Até o momento o político não se pronunciou.

O político do MDB é natural de Patos de Minas e possui forte influência na região do Alto Paranaíba/Triângulo Mineiro. A reportagem do Triângulo Notícias segue entrando em contato com a assessoria do político.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *