Arquivos diários: 17 de julho de 2016

Criança tem língua cortada com faca por professora em creche de Salvador

Reprodução/Record Bahia
Uma mãe acusou, nesta sexta-feira (15), uma das professoras da creche em que o filho estuda de ter agredido a criança. O menino tem apenas quatro anos e chegou em casa com machucados na língua , bochecha e orelha.

A creche é particular e fica localizada no bairro Don Avelar, na capital baiana. Inicialmente, a criança afirmou que teria batido a cabeça por acidente na mesa da creche. De acordo com o R7, a tia desconfiou do ferimento e foi até a escola, que confirmou a história.

No entanto, a mãe levou a criança ao Hospital Geral do Estado (HGE) onde, segundo ela, os médicos disseram que o ferimento se parece muito mais com um corte por faca, já que por batida os ferimentos seriam nas laterais ou ponta da língua.

A mulher perguntou novamente ao filho, que dessa vez confirmou a agressão, contando que a professora havia cortado sua língua. A mãe diz também que a farda que ao menino vestia na volta da creche não era dele, o que poderia significar que substituíram a roupa dele por estar manchada de sangue.

A dona da creche afirma que a criança foi induzida a dizer que sofreu agressão após pressão familiar e continua com a versão do acidente com a mesa. A mãe diz ter retirado a matrícula da criança e pede justiça.

Ex-jogador Edilson é preso em Brasília por não pagar R$ 430 mil em pensão

O ex-jogador de futebol Edilson Silva Ferreira, o “Capetinha”, foi preso por deixar de pagar R$ 430 mil em pensão alimentícia. Ele foi detido pelos agentes da Polícia Civil no Aeroporto Internacional JK, em Brasília.

O ex-jogador foi recolhido à carceragem do Departamento de Polícia Especializada do DF, próximo ao Parque da Cidade. Edilson fez parte do grupo da seleção que foi campeão da Copa do Mundo em 2002, no Japão e Coreia do Sul.

O G1 tentou contato com a Polícia Civil, que, por meio de nota, afirmou que não havia ninguém para comentar o caso e que o processo corre em segredo de Justiça.

Em setembro de 2015, o ex-jogador foi alvo de investigação da Polícia Federal por suspeita de fraudes no pagamento de prêmios de loterias da Caixa Econômica Federal.

Na época, agentes da PF apreenderam discos rígidos e computadores na casa de Edilson, que negou envolvimento com o esquema investigado.

Eleições 2018: Lula lidera intensões de voto, mas não ganharia no segundo turno

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva desponta como um dos favoritos para a disputa presidencial em 2018. Nos quatro cenários de primeiro turno estipulados pelo instituto Datafolha – variando entre eles o candidato do PSDB – ele aparece como líder.

No entanto, o petista não venceria o segundo turno em nenhum dos confrontos contra Aécio Neves (PSDB), José Serra (PSDB), Geraldo Alckmin (PSDB) ou Marina Silva (Rede). Além disso, Lula é o candidato com a maior porcentagem de rejeição entre os brasileiros, com 46%, seguido de Aécio Neves (29%), Michel Temer (PMDB) (29%), José Serra (19%) e Jair Bolsonaro (19%).

Nos quatro cenários do primeiro turno, Lula aparece com 22% ou 23% das intenções de voto e cresceu desde o último levantamento, em abril deste ano. Por outro lado, Marina e os três concorrentes tucanos apresentaram queda. Já no segundo turno, o petista seria derrotado pela por 44% a 32%; Aécio e Alckmin venceriam por 38% a 36%; e Serra ganharia por 40% a 35%.

No entanto, o cenário ainda pode variar pois aproximadamente um quarto dos entrevistados pelo Datafolha disseram que no primeiro turno votariam em branco ou nulo ou não quiseram opinar sobre suas preferências.

PCdoB e PV oficializam união entre Fabrício e Mão Branca

Na tarde de sexta-feira (15), o PCdoB e o PV de Vitória da Conquista oficializaram a aliança para as eleições municipais deste ano. Como já anunciado, a chapa será composta com Fabrício Falcão e Edigar Mão Branca, candidato a prefeito e vice, respectivamente, na chapa majoritária.

Em entrevista coletiva, os pré-candidatos defenderam uma gestão “menos gabinete e mais cidade”. Fabrício e Mão Branca criticaram a gestão do prefeito Guilherme Menezes, destacando, pela “falta de diálogo” com o cidadão. Para eles, serviços como liberação de alvarás e outros documentos deveriam ser mais ágeis, diferente do que vem acontecendo. Ambos discorreram sobre temas como água, segurança e educação e responderam a perguntas de jornalistas presentes na coletiva.

MaoAlém dos pré-candidatos, participaram do ato o presidente do PCdoB, o vereador Anderson Ribeiro, o presidente do PV, Paulo Maurício, imprensa, lideranças e apoiadores.