Arquivos diários: 6 de abril de 2016

onibus-novo-horizonte-foto-site-brumado-noticias-47

Ônibus da Novo Horizonte são assaltados; deputada Ivana Bastos estava em um dos veículos

Na madrugada de terça-feira (5), homens armados invadiram um ônibus da Novo Horizonte, que havia saído da cidade de Guanambi com destino a Salvador, e assaltaram os passageiros.

A deputada estadual Ivana Bastos (PSD) seguia viagem no veículo e estava dormindo no momento do ocorrido. Ela acordou com os bandidos gritando e fazendo ameaças. A parlamentar contou à polícia que, agressivos, os bandidos estavam armados e pediam dinheiro.

Ela entregou a carteira com apenas R$ 50. Não satisfeitos, os elementos exigiam mais dinheiro. “Foram momentos de terror”, disse Bastos. Segundo informações obtidas pelo site Brumado Notícias, os elementos tinham acabado de assaltar outro ônibus, que seguia na frente, também da Novo Horizonte.

O coletivo havia saído da cidade de Urandi. Os bandidos atravessaram o primeiro ônibus no meio da pista para obrigar o segundo veículo a parar. Após os assaltos, a Polícia Militar declarou que estava acompanhando a ação dos marginais de longe e só não interveio para evitar uma troca de tiros. Não houve feridos.

Agente de Saúde

Agentes de endemias de Malhada de Pedras, Aracatu e Guajeru recebem capacitação em Brumado

Agentes de endemias dos municípios de Malhada de Pedras, Aracatu e Guajeru passaram por uma capacitação para manuseio da bomba costal de borrifação do larvicida que mata o mosquito aedes-aegypti, transmissor da degue, zika-vírus e chikungunya.

A capacitação ocorreu no espaço do extinto Derba, tendo como facilitadores funcionários da também extinta 19ª Dires, que ainda mantém seu escritório em funcionamento em Brumado.

A capacitação visa dar aos agentes de saúde dos três municípios maior precisão no controle e combate ao mosquito vetor e, desta forma, minimizar os efeitos da tríplice viral na região.

Agentes

Conquista: 40 agentes e peritos da Polícia Civil aguardam nomeação do Governo

Os candidatos aprovados no concurso da Polícia Civil, realizado em 2013, realizaram uma manifestação em frente ao Distrito de Segurança Pública (Disep) em Vitória da Conquista, nesta quarta-feira (6). O protesto tem o objetivo de pressionar o Governo do Estado a nomear os concursados.

Segundo informações, são cerca de 40 concursados (25 agentes, 10 escrivães e 6 delegados) que estão aptos a ingressar imediatamente na região de Vitória da Conquista. Os candidatos aprovados já passaram pelo curso de formação e, portanto, estão aptos a exercerem suas funções. No entanto, desde o mês de janeiro, eles aguardam a nomeação, que, de acordo com o Governo do Estado, aconteceria logo após o carnaval.

O aumento do efetivo da Polícia Civil é uma solicitação antiga do órgão. Desde o ano passado, o Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (SINDPOC) cobra a nomeação dos aprovados em concurso público, inclusive, essa é uma das reivindicações que motivaram as últimas paralisações da categoria.

Capitão

Polícia discute drogas e família com alunos da rede pública de Conquista

Policia fem

Nesta quarta-feira (6), a Polícia Militar realizou uma grande ação do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD) com alunos do Caic. A ação contou com palestra e apresentações lúdicas para as crianças do centro educacional.

Segundo o Capitão Rodrigues, que coordena as ações do PROERD no município, o programa trabalha através do esforço cooperativo entre Polícia Militar, escola e família.

“Em conjunto com os alunos do 5º e 7º anos do ensino fundamental, que se encontram na faixa etária de 9 a 12 anos, oferecemos atividades educacionais em sala de aula, que inserem em nossas crianças a necessidade de desenvolver as suas potencialidades, ajudando a preparar para o futuro uma geração consciente do exercício de sua cidadania”, disse o Capitão.

Whats

WhatsApp protege mensagens em chats e grupos com criptografia ponta a ponta

O WhatsApp adotou uma nova forma de proteção das mensagens enviadas entre os usuários que promete deixá-lo mais seguro e difícil de ser invadido. Internautas que estavam no meio de conversas receberam o aviso, que aparece para donos de celulares com Android, para proprietários de iPhone (iOS) e também para quem utiliza o WhatsApp no PC por meio da ferramenta WhatsApp Web.

Na realidade, a criptografia de ponta-a-ponta nada mais é do que um recurso de segurança utilizado pelos administradores do aplicativo. De acordo com comunicado na página oficial do WhatsApp, o sistema visa criptografar (cifrar a mensagem para deixá-la impossível de ser lida quando armazenada) nas duas “pontas” (pessoas que estão conversando) da mensagem. Os desenvolvedores também apontam que é preciso ter a versão mais recente do aplicativo para que a a criptografia de ponta-a-ponta seja ativada. De certa forma, o impedimento de que funcionários do WhatsApp tenham acesso à mensagem também protege a empresa.