Em convenção do MDB, Herzem apoia Lúcio e pede benção de Deus para a família de Geddel

O prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, parece não temer o “contágio” da impopularidade. Depois de se declarar “um grande admirador” de Temer e dizer que este “salvou o Brasil”, dessa vez o gestor de Conquista ganhou os holofotes da imprensa ao defender publicamente os irmãos Vieira Lima.

Na convenção do MDB que confirmou a candidatura do ex-ministro João Santana ao governo da Bahia, Gusmão fez um polêmico discurso de agradecimento elogiando a atuação do ex-ministro e atual presidiário Geddel Vieira Lima e seu irmão, o deputado Lúcio: “Estou com Lúcio e tenho certeza que Conquista vai responder pela dedicação que ele tem com o município” e enfatizou: “Que Deus abençoe a família”.

Em dezembro, a Procuradoria-Geral da República denunciou a família, incluindo um ex-funcionário da dupla de políticos,Job Ribeiro Brandão. Job afirmou à Polícia Federal que destruiu documentos a pedido dos emedebistas. Segundo a denúncia, Marluce, a mãe, usou sua casa para armazenar parte da quantia de R$ 51 milhões encontrados em Salvador, na maior apreensão de dinheiro vivo da história do País.

Segundo o Ministério Público Federal, o dinheiro teve como possíveis origens propinas da construtora Odebrecht; repasses do operador financeiro Lúcio Funaro; e desvios de políticos do MDB.

Lúcio Vieira Lima ainda é suspeito de ter se apropriado de parte dos salários de dois funcionários de seu gabinete e de usar servidores para serviços privados. O aliado de Herzem, responde a um processo de cassação de mandato pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, que devido a várias manobras de Lúcio, está sendo protelado ao máximo para dar tempo chegar as eleições

Com informações do Bocão News, Carta Capital e G1

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Um comentário sobre “Em convenção do MDB, Herzem apoia Lúcio e pede benção de Deus para a família de Geddel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *