Condeúba: Conversa do Prefeito eleito Silvan com o Padre Osvaldino

oposicaoPassadas as eleições municipais, escolha feita de forma soberana pelos eleitores, publico parte da conversa que tive com os então candidatos a prefeito de Condeúba, nos dias 20 e 21 de setembro próximo passado. Depois de um momento de oração e de uma lauda sobre o pensamento da Igreja com relação à política, pensado especificamente para o período eleitoral, cujo roteiro não é necessário publicar, a conversa que veio a seguir pode lançar luz neste momento de composição da equipe de trabalho do que foi eleito e ajudar a população nos seus questionamentos, concluiu Padre Osvaldino:

1) Perfil do bom Político
– É ético e coerente entre o discurso e a prática; tem senso da justiça e da busca do bem
comum; é honesto e transparente, antes, durante e depois da campanha;
– Tem uma visão ampla e aberta do desenvolvimento econômico, social e cultural do município, atento às necessidades mais urgentes dos cidadãos. Por isso, no diálogo com o povo, procura escolher o que é mais urgente.
– É humano e popular, sem ser populista, sabe tratar as pessoas com respeito, promove a justiça social, realizando ações que favoreçam a superação das desigualdades e a
qualidade de vida da comunidade.
– Quando eleito, não se vinga, tirando do serviço competentes profissionais (da
educação e da saúde, sobretudo), por serem de outro partido, substituindo-os por, às
vezes, medíocres que o apoiaram.
– Tem sensibilidade ecológica, tem noção de sustentabilidade e, por isso, implementa
políticas de preservação e recuperação do meio ambiente, de saneamento básico, da
saúde pública etc.

2) Demandas Locais:
1. Promover a gestão participativa, envolvendo comunidade, profissionais das diversas
áreas da administração e gestores públicos;

2. Água para o distrito do Alegre: Pode ser usada de várias fontes. Barragem de Joaquim
de Feta; possível barramento da nascente no terreno de Dorinho, poço artesiano com 10 mil l/h de vazão e projeto de Barragem em terreno de Dinei. Antes não se sabia de onde
buscar a água. Parece que esse passo já foi dado. Lá a situação é dramática. Aumento de casos de xistosomose.

3. Planejamento urbano: crescimento ordenado da cidade: saneamento básico, coleta seletiva do lixo. É preciso fazer decreto com cobrança de multa para educar o povo e mudar a cultura com relação a despejo de lixo nos espaços públicos e no meio ambiente.
___ A proposta de privatização da coleta do lixo de 10 cidades em Condeúba. Realizar audiência pública para ouvir o povo. Não vemos com bons olhos a privatização de serviços de saneamento básico como água, esgoto e coleta de lixo. Estes serviços essenciais devem ser garantidos por meios de políticas públicas, ainda que se cobre para sua manutenção.

___ A questão da Comissão Municipal de Saneamento Básico. Já criada por lei aprovada pela Câmara Municipal. Já houve a licitação de uma empresa para realizar o plano municipal de Saneamento Básico. Instituir urgentemente a comissão para acompanhar a elaboração do plano.
___Muitos cachorros sem donos nas ruas da cidade. Gestor e câmara municipal precisam pensar no assunto, bem como de toda questão de limpeza pública.

4. Suspensão de garimpo clandestino (Faz. Pastinho), minerações clandestinas de mármore (Vilela/Traçada/Morrinhos da Feirinha e Região da Lagoinha), até que se cumpram as exigências legais dos órgãos fiscalizadores, que deve passar por audiência pública. E se em última instância vier a aprovar, que seja no rigor da lei, garantindo empregos e renda à população local.

5. Conclusão das obras começadas na gestão atual e realização de outras que melhorem a qualidade de vida da população. Construção de praças e pavimentação de ruas nos distritos e povoados. Nenhuma rua sem pavimentação.

6. Para Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural: Universalizar a construção de cisternas de captação de água de chuvas para o consumo humano e aumentar o número de reservatórios de água para produção de alimentos e dessedentação animal, como barreiro trincheira, cisterna calçadão e cisterna de enxurrada. Com isto, possibilitar aos agricultores acesso a tecnologias que armazenam água da chuva com qualidade para beber e cozinhar, o que proporciona melhoria de vida para o homem e a mulher do campo que sempre enfrentaram os desafios da seca.

__Realizar limpezas de aguadas grandes, médias e pequenas. Viabilizar meios para que os agricultores tenham tratores e maquinários necessários ao cultivo da terra. Criar condições para que os agricultores tenham acesso ao Programa Garantia Safra. O programa reembolsa o agricultor que perdeu sua plantação acima de 50% por motivo da seca. Fortalecer a agricultura familiar e iniciativas de economia solidária (Experiência do Alegre) por meio da participação no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Atuar para fortalecer as associações com parcerias diversas, como distribuição de sementes através do Programa de Distribuição de Sementes Safra Verão do Gov. do Estado, beneficiando agricultores.

O objetivo da distribuição é garantir a semente para o plantio e aumentar a produtividade das propriedades rurais, com consequente ampliação da renda e da segurança alimentar e nutricional das famílias da Agricultura Familiar. Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) com distribuição simultânea dos produtos a Escolas, Creches, CRAS, Associação de Bairros em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social, dando aos agricultores acesso a mais renda e incentivo na produção. E Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), comprando os produtos dos agricultores para a merenda escolar.

__ Contratar técnicos para visitas e orientação aos agricultores a tirar DAP – Declaração de Aptidão ao PRONAF, Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, possibilitando aos Trabalhadores Rurais fazer empréstimos e participar de Programas como Garantia Safra e tantos outros.

7. Na área de Segurança Pública: trabalhar para fortalecer a cultura da paz, realizar debates para ouvir da população sugestões para sanar o problema das drogas.

8. Ver a carta compromisso da “Frente por uma nova Política Energética para o Brasil”.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Um comentário sobre “Condeúba: Conversa do Prefeito eleito Silvan com o Padre Osvaldino

  1. Respeito tudo que foi colocado em pauta, porém, um item que tem que ser mais avaliado e tratado com mais criticidade, é a Segurança Pública. Infelizmente, com a juventude que temos hoje em dia no nosso país, não será apenas palestras que resolverá. Será preciso fortalecer policiamento, abrir investigações sérias para as séries de assassinatos que estão acontecendo recentemente em Condeúba. Isso não pode ficar sem ser investigado. Até por que se estiver sendo instaurando um crime organizado com facções criminosas dentro de nossa Cidade, quem mais sofrerá será a população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *