Arquivos diários: 5 de março de 2017

Jacaraci: Homem morre após sofrer descarga elétrica

jacaraci-95                                                                 Foto: Reprodução/TCM

Edimar Vitorino da Cruz, 36 anos, morreu na última sexta-feira (03), após sofrer uma descarga elétrica na Fazenda Água Boa, zona rural da cidade de Jacaraci, no sudoeste baiano.

A vítima que reside na referida localidade, recebeu o choque de alta tensão após encostar-se a um cabo de sustentação do poste que estava energizado pelo contato com a rede. Amigos tentaram socorrê-lo, mas devido a intensidade da descarga de 13.800 volts, o homem teve morte instantânea.

De acordo com o Sudoeste Bahia, a área foi isolada, e a Polícia Civil investiga o caso. Peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) estiveram no local para tentar esclarecer o que pode ter causado a descarga elétrica.

Mais de 100 pessoas morrem em dois dias devido à fome na Somália

fome-na-somalia-17                                                          Foto: Farah Abdi Warsameh/AP
Cerca de 110 pessoas morreram no sul da Somália nos últimos dois dias devido à fome e à diarreia resultantes de uma seca, disse o primeiro-ministro ontem (4), num momento em que a região se prepara para a escassez generalizada de alimentos.

Em fevereiro, a agência da ONU para a infância (Unicef) disse que a seca na Somália pode levar a até 270 mil crianças sofrerem de desnutrição grave neste ano. “É uma situação difícil para os pastores e seu gado.

Algumas pessoas foram atingidas pela fome e diarreia ao mesmo tempo. Nas últimas 48 horas, 110 pessoas morreram devido à fome e diarreia na região”, disse o gabinete do primeiro-ministro, Hassan Ali Khaire, em um comunicado.

“O governo da Somália fará o melhor que puder e exortamos todos os somalis onde quer que estejam a ajudar”, disse ele no comunicado divulgado após uma reunião de um comitê de reação à fome. Em 2011, cerca de 260 mil pessoas morreram na Somália devido à fome. As informações são da Reuters.

Brasil já fechou 40,8 mil com carteira assina em 2017, diz Caged

Com informações do Diário do Poder (Conteúdo) Carteira de Trabalho foto aqruivo ebcSegundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), as demissões superaram as contratações formais no Brasil em 40.864 vagas, em janeiro. Os dados foram divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta sexta-feira, 3. Esse foi o 22º mês seguido com fechamento de empregos com carteira assinada.

O último mês em que houve mais contratações do que demissões foi em março de 2015, quando foram criados 19,2 mil postos de trabalho.Nos 12 meses encerrados em janeiro, o país acumula o fechamento de 1,28 milhão de postos formais de trabalho. Em 2016, o país extinguiu 1,32 milhão de vagas com carteira assinada, com pequena melhora em relação a 2015, quando 1,54 milhão de empregos haviam sido extintos.

O Rio de Janeiro foi o Estado que mais fechou vagas, com saldo negativo de 26.472 postos. O destaque positivo foi Santa Catarina, que teve um aumento de 11.284 vagas formais. São Paulo teve 4.457 vagas fechadas.

Na comparação por regiões, o Nordeste liderou as demissões, com extinção de 40.803 postos de trabalho em janeiro. Em seguida, vêm as regiões Sudeste (-30.388 vagas) e Norte (-6.835). O Sul liderou a criação de empregos, com 24.391 vagas abertas, seguido pelo Centro-Oeste, com 12.771 novos postos formais.

Comércio lidera demissões
De acordo com o Caged, na divisão por setores da economia, o comércio foi o que mais demitiu em janeiro, com 60.075 vagas encerradas. Na sequência, os setores de serviços, com 9.525 postos extintos, e a construção civil, com 775 empregos a menos. A indústria extrativa mineral fechou 59 vagas em janeiro.

Os números, no entanto, apontam sinais de recuperação do emprego em outros setores. A indústria de transformação, que vinha demitindo nos últimos anos, abriu 17.501 vagas em janeiro. A agricultura gerou 10.663 postos de trabalho. Na administração pública, as contratações superaram as demissões em 671 empregos.

Ministério da Saúde anuncia mudanças no calendário nacional de vacinação

Vacina-red2-585x399Nessa sexta-feira (3), O Ministério da Saúde anunciou a ampliação do público-alvo de seis vacinas oferecidas nos postos de saúde: tríplice viral, tetra viral, dTpa adulto, HPV, meningocócica C e hepatite A.

A Vacina conta a Hepatite A passa a ser oferecida para crianças de até 5 anos de idade. Já a Tetra viral, que combate sarampo, caxumba, rubéola e varicela, passa a ser administrada de 15 meses até 4 anos de idade.

A HPV, como já havia sido anunciado no início do ano, passa a ser ofertada também para meninos a partir de 14 anos. Ainda este ano, além dos meninos, a vacina também será oferecida para homens vivendo com HIV e Aids entre 9 e 26 anos de idade, e para imunodeprimidos, como transplantados e pacientes com câncer.

Em relação à Meningocócica C, que eram oferecidas duas doses aos 3 e 5 meses e um reforço aplicado até 2 anos de idade, também houve mudanças. Agora, o reforço poderá ocorrer até 4 anos de idade. A vacina meningocócica C conjugada também passa a ser oferecida a adolescentes de 12 a 13 anos.

A vacina contra difteria, tétano e coqueluche (acelular) para adultos passa a ser recomendada para gestantes a partir da 20ª semana de gestação. Por fim, a tríplice viral, a 2ª dose, que era administrada até os 19 anos de idade, foi estendida para atender população entre 20 e 29 anos.

Vitória da Conquista: 08 de março movimentos sociais convocam Marcha de Mulheres pelos Direitos Sociais, Políticos e Trabalhistas

                                         Com informações da Ascom / Adusb / ConteúdoMArço-Mulher-212x30008 de março é dia de lembrar e fazer avançar na luta pela equidade de gênero e pela emancipação das mulheres. Neste importante dia, marcado por uma greve internacional de mulheres, movimentos sociais realizarão a Marcha de Mulheres pelos Direitos Sociais, Políticos e Trabalhistas: Contra o machismo e todas as formas de violência em Vitória da Conquista. A concentração será ás 08h em frente à Prefeitura Municipal da cidade. A luta contra o governo machista de Michel Temer, as Contrarreformas da Previdência e Trabalhista e todas as formas de violência e opressão são pautas da manifestação. Continue lendo Vitória da Conquista: 08 de março movimentos sociais convocam Marcha de Mulheres pelos Direitos Sociais, Políticos e Trabalhistas