Tristeza é o sentimento que mais predomina no mundo, diz estudo

Foto: Steve Debenport/Getty Images

Tristeza, raiva e medo. Este são os sentimentos que predominaram em 2018 em todo o mundo, indica relatório global produzido pelo Instituto Gallup. De acordo com o documento, estas três emoções atingiram níveis recordes pelo segundo ano consecutivo. Entre os países mais tristes estão Chade, Níger, Serra Leoa, Iraque e Irã – nações afetadas por crises políticas e/ou econômicas.

Apesar disso, a América Latina parece estar mais sorridentes do que nunca, especialmente a população do Paraguai, que recuperou o título de país mais positivo e feliz do mundo. O levantamento ainda apontou que apesar das emoções negativas terem predominado em 2018, os níveis de stress apresentaram um leve declínio – exceto nos Estados Unidos, cuja porcentagem chegou a 55% dos entrevistados.

A média global foi de 35%. Diante dos dados, a pesquisa concluiu que o nível de infelicidade no mundo é semelhante ao encontrado em 2017.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *